Titulo: O Lamento dos Filho de Uma Nação Colonizada

O LAMENTO DOS FILHOS DE UMA NAÇÃOCOLONIZADA
Si mi perguntares, o porquê desta corrente?
Já mas te responderei;
Porque saberei que o país ainda vive acorrentando-
se nas mãos dos filhos dos colonos.

Tudo por causa da corrente democrática mal interpretada que pressionará essas mentes.

Também por causa das riquezas que temos, nos tornou aprisionados.
Si mi perguntares, O porquê desta corrente?

Não te responderei!

Porque sabes que a minha liberdade pensamental,

Ainda vive acorrentado –se da exploração econômica.

Ainda mas as correntes algemam a minha mente; novamente.

O país a onde vens, ainda vivem doentes
E a doença é colonização,

A mesma colonização segmentando em globalização que mais mentes contamina,
Até expressamos a nossa nova cultura
Aculturação da supremacia do ocidental.
Isso mesmo! Ainda vivemos acorrentados neste continente!

Há dezenas de países ocidentais que vivem formando politologos
para reproduzir a escravatura econômica e social, nos países dos filhos de uma nação colonizada.
ELES são chamados civilizados e outros povo sem civilização!

Por isso, faz me retardar de ser livre cidadão sem fronteiras,

Porque também, sou Fruto da raiz das plantas de um País Colonizado,
Mas que Clama autonomia de exercer o meu poder
Na gestão dos recursos que a natureza, reza a integridade da cidadania continental.

Repito! A integridade da cidadania continental.

Filhos querem sentir o sabor da liberdade das varias bandeiras,
Com justiça e direitos de ser um cidadão planetário.

Mas sem solução ou não.
Eles Preferem que o país que continue assim,
Acorrentando-se outra vês!
Aos destinos dos filhos desses colonos.

Mas do mesmo jeito, somos todos iguais, mais diferentes!

Por partilhar esquemas de interesses legais,
Iguais de sangue, que provem da etinicidade dos ancestrais,
E do ar que respiro da brisa da natureza .

Aqui as riquezas permanecem virgens e intactas neste verso,
Como uma benção de maldição do universo.
O Fruto de sacrifício nos hospícios.
Confesso!
A revolução deste país existirá, quando o despertar das consciências adormecidas desse povo,
Proclamarem independência desacorrentando-se da ignorância Ocidental e resistência
AS mudanças culturais.

Há sempre um dia que vai a chegar o troféus da simbologia da nossa independência;
Para uma nação livre das mãos dos filhos dos colonos.
Para uma nação livre das mãos dos filhos dos colonos.
Elaborado por: Sale Gabriel Beninho, in 03 de Agosto de 2017