s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

PEDRO NELSON FELIZ
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
pedronfeliz@hotmail.com
Biografia

PEDRO NELSON FELIZ

Pedro Nelson FelizBrasileiro. Natural do município de Bituruna, Estado do Paraná (PR). Atualmente, reside na cidade de Ponta Grossa/PR. Especialista em Perícia e Auditoria Ambiental, bacharel em Administração e tecnólogo em Processos Gerenciais pelo Centro Universitário Internacional UNINTER - pólo de Ponta Grossa/PR. Bacharelando em Direito pela Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) - câmpus de Ponta Grossa/PR. Poeta e escritor. Voluntário social em ações humanitárias. Desenvolve pesquisas científicas e exerce atividades profissionais diretamente veiculadas às áreas de Gestão Ambiental, Administração Pública, Pedagogia Social, Educação para o Trabalho Voluntário, Educação Especial e Inclusiva (tradução/interpretação de Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS), Educação Patrimonial, Logística de Transportes e Direito Educacional, em Ponta Grossa/PR. Endereço eletrônico: pedronfeliz@hotmail.com

POEMAS DE AUTORIA PRÓPRIA:

* POEMA Nº 01 – publicado no livro “Espaço literário: antologia de poesias, contos e crônicas”, sob a organização de Marcos Pereira dos Santos (Editora Sucesso/Grupo Editorial Celeiro de Escritores, 2018).

 

VOLUNTARIADO!? HUMMM ... SEI NÃO!

 

Expressão de amor sem igual.

Gesto concreto de afeto ao próximo.

Serviço e ação social.

Xô! Sai fora! Nada de ócio!

 

Trabalho sem ônus.

Ajuda material e(m) dose de esperança.

Felicidade no rosto dos mais necessitados: eis o bônus!

Modo de agradecimento, inocência de criança.

 

Especial e primorosa virtude.

Valoração incalculável.

Prática real de benéfica atitude.

Pessoas de coração bondoso, humilde e amável.

 

Convite sublime do Mestre.

Chamado! Discipulado!

Fé em prova e teste.

Ao céu é preciso sempre estar conectado.

 

O mundo está cada vez mais carente.

Colapso!? Caos (quase) total.

Sejamos benfeitores da paz! Se atente!!!

O voluntariado social é de importância capital.

 

 

* POEMA Nº 02 – publicado no livro “Recordações de meus tempos de escola: poesias seletas”, sob a organização de Marcos Pereira dos Santos (Editora Darda, 2018).

 

 

TEMPOS DE ESCOLA: CADÊ O DIREITO QUE (NÃO) ESTAVA ALI?

Ahhh! Minha infância ...

Fase muito difícil essa!

Tempos de vida na escola quando criança.

Memórias vivas que só a mim interessa?

 

Talvez! É (quase) impossível saber ao certo.

Escola: lugar de uma ou outra brincadeira.

E também de algumas tristezas (...). Deserto!

Há quem pensava e dizia: “Eta menino sem eira e nem beira!”

 

Papai com pouco grau de instrução.

Muitos outros irmãos para prover o sustento.

Vovó, mui bondosa, era responsável pela minha criação.

Fora um período de grande lamento! 

 

Sentia-me, por vezes, semelhante a um “zero à esquerda”:

Frio, fome, dor, falta de dinheiro: tudo junto e misturado.

Escassez completa! Quanta perda!!!

Humilhações e zombarias: retrato de um garoto ‘censurado’.

 

Chinelinhos de dedo calçando os pés.

E um pacote de arroz (vazio) como sendo a mochila escolar.

Roupinhas simples de criança, sem luxo de grife nota dez.

Na hora do recreio escolar, coleguinhas viam a mim bolachas doar. 

 

Mas ... Onde estão os diretos da criança e de ser criança?

Direito à saúde, alimentação, dignidade, educação de qualidade ...

Ainda bem que nunca perdi a fé nem a esperança!

Confiei, superei os obstáculos e hoje sou FELIZ; de verdade.

 

 

* POEMA Nº 03 – publicado no livro “Poe(ma)tizando e contando direito: coletânea de poemas, poesias e contos jurídico-literários, sob a organização de Pedro Nelson Feliz e Marcos Pereira dos Santos (Editora Darda, 2018).

 

DIREITO NO PLURAL

Área da Ciência!

Direito Constitucional, Educacional, Penal, ...

Questão de consciência!

Direito em sentido plural, geral.

 

Lei como dever e direito.

Obrigação de fazer e de não fazer.

Pra (quase) tudo tem jeito!?

Basta crer e esperar para ver.

 

Direito à vida e à livre expressão.

E ao trabalho, à liberdade.

Direito à crença e a uma excelente Educação.

Eis a Lei agindo com equidade!  

 

Cidadania também combina com boa moradia.

Dignidade como respeito à pessoa humana.

Direito(s) nosso(s) de cada dia.

À Legislação, ninguém engana!

 

Diciologia rima com Deontologia.

É um direito ter direito e direitos.

Forense pedagogia!

Artigos .... Parágrafos ... Incisos ... : jurídicos preceitos.

 

 

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s