s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

MARCOS PEREIRA DOS SANTOS
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
mestrepedagogo@yahoo.com.br
Biografia

MARCOS PEREIRA DOS SANTOS

MARCOS PEREIRA DOS SANTOS: Pós-doutorando em Educação Religiosa, área de concentração “Religião e Cultura”, linha de pesquisa “Cultura e Sistemas Simbólicos”, pelo Seminário Interdenominacional de Educação Teológica Kerigma Didache (SETEAD) – Brasília/DF. Escritor, trovador, poeta, cronista, ensaísta, articulista, antologista, haicaísta ao estilo oriental, pesquisador da área educacional e docente universitário. Membro fundador, titular, efetivo e correspondente imortal de várias Academias de Letras, Ciências e Artes em nível nacional e internacional. No campo artístico-literário é (re)conhecido pelo pseudônimo de “Quinho Caleidoscópio” ou “Quinho Calidoscópio”, tendo participado ativamente de diversos concursos e antologias literárias pelo Brasil afora. Atualmente é professor adjunto da Faculdade São Braz (FSB), junto a cursos superiores de graduação (bacharelado, licenciatura e tecnologia) e de pós-graduação lato sensu, nas modalidades presencial, semipresencial e a distância on-line, em Curitiba – Estado do Paraná (PR). Endereço eletrônico: mestrepedagogo@yahoo.com.br

 

 

* POEMA Nº 01: publicado em Jornal e Panfleto Informativo do Projeto intitulado “O Narrador” (6ª edição/julho de 2017) – Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG/PR), de autoria de Prof. Dr. Marcos Pereira dos Santos – Ponta Grossa/PR.

 

 

CONSTATAÇÕES

 

É chegada a estação de inverno.

A madrugada se faz mui gélida.

Na solidão noturna, a ausência de colo materno.

Apenas lembranças de Piñon, célebre poetisa Nélida.

 

A cidade pontagrossense dorme.

O silêncio parece (quase) sepulcral.

Pelas desertas ruas há andarilhos com frio e fome.

Eis o triste retrato de uma sociedade desigual.

 

Ademais, o poeta já se despede.

A vocês muita luz e graça. Paz e bem!

O órfão, a viúva e a todos Deus protege.

Hoje e sempre, sem fazer acepção de ninguém.

 

 

* POEMA Nº 02: publicado em Jornal e Panfleto Informativo do Projeto intitulado “O Narrador” (7ª edição/agosto de 2017) – Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG/PR), de autoria de Prof. Dr. Marcos Pereira dos Santos – Ponta Grossa/PR.

 

 

P(R)O(F)ETIZANDO

 

No tradicional bairro de Uvaranas

As coisas não estão muito bem.

Há mui pivetes metidos a bacanas,

Assaltando, roubando e matando sem temer ninguém.

 

As pessoas estão trancadas em suas casas.

Parecem pássaros presos nas gaiolas.

Os poetas já não poetizam em rijas rasas,

E nem se ouvem mais as músicas em vitrolas.

 

Saudosismo!

Pessimismo?

Realismo.

P(r)o(f)etismo ...

 

 

* POEMA Nº 03: publicado em Jornal e Panfleto Informativo do Projeto intitulado “O Narrador” (8ª edição/fevereiro de 2018) – Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG/PR), de autoria de Prof. Dr. Marcos Pereira dos Santos – Ponta Grossa/PR.

 

 

(PRO)NOMINAÇÕES DE GÊNERO

 

Dani(ele).

Dani(ela).

Eva(nilda).

Eva(nildo).

Grazi(ele).

Grazi(ela).

 

Senhor(es). Outros (...).

Senhora(s). Senhorita(s). Outras (...).

(M)arcos ...

(M)arcas ...

Masculino.

Feminino.

 

Homem.

Mulher.

Fêmea.

Macho.

Homem-mulher; mulher-homem.

Mulher-e-homem; homem-e-mulher.

 

Ele(s) e ela(s).

Ela(s) ou ele(s).

Ela(s)-ele(s); ele(s)-ela(s).

Ele(s)-e-ela(s); ela(s)-e-ele(s).

Ele(s).

Ela(s).

 

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s