s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Lucilene Ianino Lima Peanha
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
lucilene_pecanha@hotmail.com
Biografia

Lucilene Ianino Lima Peçanha

Sou Lucilene Ianino Lima Peçanha, natural de Belém do Pará, mas resido na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais – Brasil há muitos anos.

Tenho como profissão duas grandes paixões a Fotografia e a Psicologia e adoro falar sobre elas. Sempre vi a fotografia como uma forma de expressão do ser, sua intimidade, sua visão de mundo. Continuamente analiso minhas fotos e fico horas pensando o que desejo passar através daquela captura. Na minha relação com a Fotografia, tento acrescentar às minhas fotos, meu estado de espírito, minha alegria, minha euforia do momento, ou seja, deixa de ser só a fotografia e passa a ser “a poesia da fotografia”. E me sinto totalmente realizada nesta forma de fotografar. Já a Psicologia, me dá a visão, o sentimento, de tudo que acontece a minha volta. E juntando as duas coisas, tenho o equilíbrio entre a razão e a emoção. “Sou “co-autora do livro “Olhar a Nu”, “Essência e Memória Volume II”, "Olhar a Urbe”, todos publicados pela Chiado Editora.

Tenho feito trabalhos fora do Brasil, como a participação no Encontro de Poetas Del Mundo na Colômbia no mês de maio e abril passado, onde junto com membros de outros países, participamos do Segundo Encontro Internacional de Poesia “Traz Las Huellas de La Paz” de 2010, onde visitamos as cidades de Medellin, como primeira etapa do Encontro e depois a cidade Bucaramanga. Uma experiência maravilhosa e emocionante.

Pretendo continuar minhas buscas dentro desta profissão tão enriquecedora que é a fotografia, porque através dela posso realizar e ter a confirmação da minha arte.

 

Poesia do Amor

 

Contemplo o amanhecer

Ele me traz o teu corpo nu

E eu te vejo inteiro, puro

O toque me deixa eriçada

Eu me desnudo diante de ti

Vejo luzes onde não existem

Minha boca estremece de paixão

O teu olhar escolta meu corpo

Eu me ofereço

Ecoa um sino dentro dos meus ouvidos

É chegada a hora

Comtemplo o amanhecer

Minha respiração se eleva

Minhas forças se vão

Estou entregue a ti

O meu rosto queima

Sinto tuas mãos esgotarem meu suor

Eu me doei

Eu me esgotei

 

                                                                      Autor: Lu Peçanha

 

Eu te bendigo

 

Você nasceu!

Tão pequenino e lindo

Vejo luzes em volta de ti

Coração batendo forte

Me olhas sem nada dizer

Teus detalhes me comovem

Meu filho! Eu te bendigo

Anjo enviado por Deus...

Iluminas todos os meus dias

Quando choras eu também choro

Nem sempre te entendo

Mas...Eu te bendigo!

 

                                                        Autor: Lu Peçanha

 

  

Neruda - Nu e Cru

 

Falar de Neruda é desnudar o ser

Suas falas me machucam

Chamam-me a atenção

Sinto-me concreto

Arranca-me as pernas e me deixas cru

Como são fortes tua palavras...

Viajas por dentro do meu reservado

Não fales nada

Dói-me a pele e a alma

Sinto fervilhar meu sangue nas veias

Neruda...

Eu que sempre quis abranger o ser

Mas tu já o me entregas pronto

Mas eu não emudeço

Eu grito

Faz de mim a certeza

Faz de mim ainda um viajante

Por isso engulo tuas palavras

Elas são meu primeiro alimento

Eu me torno gente

E continuo em busca do amor.

 

                                                                        Autor: Lu Peçanha

 

 

 

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s