s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

CARLOS ALBERTO MASSUCI
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
cmassuci@hotmail.com
Biografia

CARLOS ALBERTO MASSUCI

CARLOS ALBERTO MASSUCI,  nasceu na Cidade de CURITIBA-PARANÁ em 15 de outubro de 1947 – descendente de família de Italianos imigrantes. Vivendo atualmente em  GOVERNADOR CELSO RAMOS-SANTA CATARINA , na  Costeira da Armação  -  Baía dos Golfinhos – Praia dos Magalhães.

FORMAÇÃO:  Técnico  de Segurança  do Trabalho  e  em  Administração. Foi  Chefe de Divisão de Cadastro e Registro do CREA-PR . [Conselho Regional de Engenharia  e  Arquitetura  do Paraná]  onde atuou por  14 anos. Serviu a Força  Segurança  Nacional [EXERCITO] graduado como 3º Sargento. Nascido de família de classe média, estudou em Escolas Públicas, época em que estudavam com a mesma qualidade, as classes mais abastadas e a mais pobres, dada à qualidade de ensino ministradas, principalmente a LINGUA PORTUGUESA, onde as provas eram subjetivas e orais. Sendo que com esta qualidade, já despontava nas redações e temas escolares, com notas expoentes. Um amante das LETRAS, começou a despontar através de textos, nas Redes Sociais, até ser descoberto e convidado aos eventos da ALB-SC onde participa de forma ativa.  Deixa uma mensagem de União e

Fraternidade,  em  que  NA ARTE LITERÁRIA  unidos estaremos:

FORMANDO PESSOAS PARA A GRANDE CONSTRUÇÃO DE UM MUNDO NOVO E MAIS HUMANO, MAIS POÉTICO, ONDE O AMOR ENTRE AS PESSOAS SE TORNE MAIS QUE UM SÍMBOLO! UM ÍCONE UNIVERSAL! COMPARTILHADO ENTRE TODOS OS SERES HUMANOS E SEGUINDO RUMOS DEFINIDOS DE SOLIEDARIEDADE E COMPREENSÃO ENTRE OS POVOS DE TODAS AS NAÇÕES.

Ass: Carlos Alberto Massuci.

 

'MÃOS expressão da ALMA’'
*Mãos que afagam, mãos que com ternura nos envolvem, nos abraçam. maõs que nos socorrem quando pedimos um colo amigo, quando estamos carentes e desprovidos de Amor. Mãos que ternamente, embalam vidas vazias e já sem vida! Mãos que acenam desesperadamente em busca de alguém que as correspondam, as completem no Espírito e na Alma. Mãos que amorosamente nos conduzem por caminhos seguros, na escuridão dos nossos desenganos, e relacionamentos fracassados. Mãos auxiliadoras, que se elevam numa prece, clamando pela redenção e salvação de vidas.
finalmente Mãos que com singeleza, doçura e Amor, oferecem com carinho uma Rosa simbólica, mensagem que dispensa qualquer palavra proferida, cantada e versos e prosas, expressão maior que simboliza uma poderosa frase, querendo nos dizer: ''Eu te amo! não te esqueças de mim'' ... onde quer que se encontre, eu quero estar sempre em teus pensamentos. Carlos Alberto Massuci

 

'APRENDENDO A VIVER A SOLITUDE' 
...Aos poucos vamos percebendo que certas pessoas já não nos fazem falta mais, que certas atitudes já não nos machucam como antes e que certos sentimentos já não nos causam dores. Aos poucos vamos aprendendo que solidão não é estar só e que carência não é ausência de afetos. Aos poucos vamos conduzindo nosso próprio sentir, disfarçando alguns olhares, definindo alguns sorrisos, selecionando alguns abraços. Aos poucos vamos isolando em nosso pequeno ''mundo'' interior, e lá plantamos os nossos sonhos mais ousados e dantes nunca realizados e os regamos na esperança de um dia ter a coragem de realizá-los, E alguns deles, simplesmente deixamos naufragar lentamente enquanto o vemos, deslizar entre meandros da nossa vã imaginação! E sem que possamos chegar pelo menos alcançá-los! Nesta luta inglória que é a Vida! Mas apesar de tudo, mesmo que não hajas alcançado ainda o amor verdadeiro, aquela tão sonhada e desejável, continue a fazer da solitude, mesmo que por pouco tempo dure, uma linda experiência de encontro com a sua ALMA seus sentimentos,
os mais ousados, fazendo dessa forma a VIDA, valer a pena! Faça de todos estes estados motivos de uma grande celebração do seu CORPO ALMA e ESPIRITO!
Carlos Alberto Massuci

 

SAUDADES !
*Sinto! Sinto saudades sim... Ela às vezes fica imensa... Vai invadindo toda a minha alma como se fosse só dela e vivesse para servi-la...Dominando-me aos poucos...lenta e suavemente...como se jamais quisesse me maltratar...Faz-se repleta de tolerância e vou acostumando-me à sua companhia...à sua amizade...aos seus momentos e aos seus apelos...Aprendemos com muito sacrifício a nos suportar...nas manhãs de nosso viver...e nessa convivência...até sublime...eterna... vamos consumindo-nos como se dependêssemos uma da outra para estar...para ser...para viver...de mãos dadas na busca... nem sei de que...nem sei... porque...por quê ? daquele olhar...? Ah! que saudade tenho...do tudo quanto mantenho dentro de mim...Saudade daquele primeiro medo...que quase me consumiu...Saudade depois...dos “segundos” medos que jamais tiveram fim...Das inseguranças que com eles vieram e que se estabeleceram para manter-me em vigília constante...procurando outra vida...aquela que tive e que era virgem de lembranças...de medos e de saudade... Oh Céus! Como tenho saudade de gente...de pessoas que me embalaram a vida e que comigo brincaram no carrossel da alegria...no giro da felicidade! Tenho saudade daquela ilusão... de que todos tinham bom coração...que todos se queriam bem e que todos se amavam...Saudade grande...do sonho que tinha em relação às pessoas...e que se perdeu...pelos caminhos dos desencontros...que se consumiu com a vida...nas cinzas da existência...sonhos desfeitos... uma saudade que veio...rondando a porta do coração e que sem pedir...ali se acomodou... Só saudade...saudade só !
Carlos Alberto Massuci.

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s