s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Daniel Zinga Miguel Chaves
Nacionalidad:
Angola
E-mail:
sneeze84@yahoo.com.br
Biografia

Daniel Zinga Miguel Chaves

Nasceu a 28 de Agosto, nas Ingombota (Luanda-Angola),  escreve com o pseudónimo literário de Daniel Miguelavez ou Merlin Magiko.

Participação na Antologia  "Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus 2013", que foi
lançada durante o 28º Salão do Livro e da Imprensa de Genebra, que acontece de 30 de abril a 04 de maio de 2014, no Palexpo, na Suíça.

Participação na Antologia " O Melhor de Poesias Encantas " Organizado pelo poeta e escritor Luciano Bacalete, que foi lançada no dia 24 de Maio de 2014 em Salvador (Bahia)
Participação na Colectânea de Poesias  "À Flor da Alma", que foi lançada pela Editorial Sol Além- Mar, no dia 13 de Dezembro de 2014, na Casa do Mundo (Ilha do Ipê), Barra da Tijuca_Rio de Janeiro.
Participação na Antologia " Talento Poético " Organizado pelo poeta e escritor Luciano Bacalete, que foi lançada no dia 11 de Janeiro de 2015 em São Paulo,

Tem publicado as suas poesias através da sua página de facebook ( https://www.facebook.com/pages/Merlin-Magiko-Writer/1504917999766915 ) e também através  do site Recanto das Letras ( http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=127289 ),  também nalgumas vezes na Revista eletrónica de Moçambique  SOLETRAS,

 

LÁGRIMAS

 

Lágrimas caem, traduzindo emoções

ventos fortes, abalam os corações

a poesia nocturna não inspira paixões.

 

Sepultamos o belo das nossas almas

ferimos o ego, e mergulhamos na lama

Antes, sabíamos quem éramos...

 

Mas agora... Não passamos de simples estranhos

o que faltou de mim e ti, para sermos “nós” ...!?

Estamos distantes, mesmo estando tão perto...

a chama já não é a mesma de quando estávamos a sós.

 

Perdemos o encanto no olhar

as ondas agitaram-se, enfureceram-se

deixámos o sentimento ser consumido pelo vasto mar.

 

Agora, o som da saudade canora os ouvidos

as perguntas são frequentes, deixámos escapar o amor

os sons já não trazem bons gemidos...

já não vemos a beleza das frases,

O silêncio chora, os ventos não fazem as pazes.

 

In Colectânea de Poesias  "À Flor da Alma" 2014

 

(MERLIN MAGIKO)

 

########################################################

 

PAIXÃO DA MORTE

 

Ao relento despi as minhas mágoas

Lembrei os meus amores

Os sabores e dissabores

No pensar, não dei tréguas,

 

Chorei com os meus olhos secos

Gritei feito louco, entre os becos,

Mas os gritos não fizeram ecos

 

Pois o vazio consumiu a minha voz

Deixando-me naquele instante a sós

 

Hoje lembrei-me dela...

Da sua lua e da nossa estrela...

Daquele olhar de medo inocente

Dos lábios que me deixavam extasiante.

 

Hoje sinto-os distantes, quão próximos estiveram

Logo hoje, lembrei-me de a esquecer...

Refugiei-me na escrita, só para me esconder

 

Mas, a cada dia a sinto mais forte

Uma ilusão que atormenta, uma paixão de morte

O coração condena o pensar, jaz (mim) aquele açoite...

 

Dos toques que só eu lhe dei...

Dos beijos e abraços que lhe roubei...

Jaz (mim), o perfume das suas madeixas...

A maciez das suas bochechas

 

Hoje, apenas me lembrei de não a esquecer

Se o amor é força, porque me sinto fraco!?

Não respondas, por favor...

Já nem quero saber do que vais dizer...

Apenas hoje me lembrei de não te esquecer...

 

In Colectânea de Poesias  "À Flor da Alma" 2014

 

(MERLIN MAGIKO)

#####################################################

 

 NOITE CALIENTE

 

As palavras abriram-me o apetite

Na noite... Assobios, lábios em riste...

Lençóis de lã cobrem a alma,

Noite caliente, para o delírio da cama.

 

Uma onda de vento inspira os nossos pulmões

Passeio as minhas mãos pelos teus cabelos,

Olho-te e dispo-te com desvelo,

 

O momento deixa-te dourada,

A noite geme e o silêncio leva-nos à madrugada.

A brisa ressona na nossa janela,

 

Uma luz marcha em apoteose,

Coroa as nossas almas em metamorfose,

Fusão da Lua e do Sol, o descrever duma fase,

 

Eclipse de amor

Na orla cósmica dos corpos

Entregues no laço da eternidade.

 

In " Talento Poético " 2015

 

(Merlin Magiko)

 

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s