s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Letcia De Oliveira Dos Santos
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
leticia-o.santos@hotmail.com
Biografia

Letícia De Oliveira Dos Santos

Araraquara/SP
Estudante de Comunicação Social - Jornalismo

 

 

O Trem

O trem já está partindo

Você irá?

A fumaça chama atraente aos que veem

Um chamado que não se pode ignorar

Sei que certos passageiros não tem escolha

Devem simplesmente embarcar

A partida é solitária, sei que tu sabes

Você, nobre senhora deve embarcar

Temo que seja em breve, mas comigo tu não deves se importar

Na passagem não constam as horas, nem o lugar

Mas saberás quando a tal hora chegar

Tu sabes que eu sei que em breve ela chegará

As regras de embarque são claras

Para entrar tudo deve ficar,

O apego atrasa dolorosamente a partida

E todo alívio e paz que ela traz

E sobre a chegada devo lhe confessar

Não tema o destino, tu nobre senhora, há de gostar

Tão belo, tão em paz

O lugar perfeito para se passar bem mais que um longo tempo

Do qual o trem jamais partirá

 

O Jardim

As flores caíram,

Toda a beleza se foi

As aves partiram,

E com elas toda minha alegria se foi

As folhas secaram,

E a claridade do dia jamais voltou

Os galhos se partiram, secos e ocos

E o meu lindo vaso de cristal se quebrou

O ouro na luz daquele sol, ah aquele sol

Tornou-se aço, e ele não mais brilhou

A brisa leve e calma, o frio vento agudo afogou

E congelou o que restava, nada com vida sobrou

Minhas lindas borboletas viraram pó

Que levado pelo vento invadiu-me o peito sem dó

E a verdade do teu sorriso, em um suspiro se apagou

E na dor que me fere sem cessar se tornou

A vida daquele belo jardim chegou ao fim

Levando um pedaço do que um dia pertenceu a mim

 

O menino sonhador

 

Ouvi dizerem

Dizerem que somos do tamanho exato de nossos sonhos

Então me visualizei

E com afinco sobre todos os meus sonhos cismei

De fato sou muito maior do que pareço

E estou preso a um corpo pequenino ao qual não pertenço

Sou bem maior que este mundo

Simplesmente não caibo nele

Às vezes penso a respeito

Penso muito

E pela certeza sou tomado de susto

De que meu tamanho é maior que o deste mundo

 

 

 

 

 

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s