s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Antonio Paiva Rodrigues
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
celpaiva@oi.com.br
Biografia

A MULHER IDEAL


Antonio Paiva Rodrigues



No vai e vêm da agradável brisa refrescante,

sinto-me energizado, acariciado pela natureza.

Parece uma relação de amor forte

e calcificante de noites passadas

onde cativas o coração na pureza.



Na delicadeza, na esperteza, no ambiente aprazível

e acolhedor onde o amor é natureza,

Que nos felicita, na adrenalina o nosso coração palpita

na mais simples singeleza. Palavras sussurradas,

insinuadas, recitadas e ofuscadas.



Frutos da fantasia que me leva ao teu corpo ofegante,

virtudes e não defeitos, direitos de uma amada,

De uma escultura afeita ao amor dilacerante

e inebriante. Que entre gemidos, abraços,

amassos e êxtases reconfortantes.

A deusa da noite fria, silenciosa, gostosa e salutar.

Do cansaço irritante, da vida intrigante

resta me reconfortar,

Com doçura, soluços, sussurros delirantes de matar;

Desejos de beijos, carícias para possuir-te e gozar.



Meu corpo viril, desejo infantil meigo e carinhoso

repleto de amor talentoso, ciumento e ardoroso.

Convenço, sem lamentos, ilusões, e argumentos

que é chegado o momento do entrelaçamento

do amor gostoso e saboroso.



Que nos leva à estase descomunal, ao gozo carnal,

fruto de um amor descomunal.

Cujo final é uma transmissão de energia magnetizada,

que após sensações dignificantes vem o revigoramento vital.



FORTALEZA/CEARÁ.

 

GRANDES MOMENTOS

 

“Um vazo cheio de recordações de momentos vividos com toda intensidade no outrora e que ficou cravado no nosso ser interior chama-se saudade. Se queres ser feliz por mais ou menos um dia-então participa do espetáculo que passa. Come e alegra-te e dança, Encontrarás muitos prazeres ao longo do caminho... se quiseres ser feliz um dia”. (Chico Xavier e Rosângela Redondo).

 

Reviver um passado feliz é mais salutar do que viver um presente de tribulações. Os sentimentos de antanho podem ser revividos com alegrias e contentamentos, se aliados ao presente enobrecedor. À vida se transformará num mar de rosas sem turbulência. Jamais pense em depressão, inveja ou orgulho, seja simples e sem mente conturbada, assim você estará livre do estresse, e seu coração não será alvo de cicatrizes e marcas profundas que recrudescem somente em válvulas propulsoras vazias de amor e de carinho. As psicosferas perfumadas e belas estão à disposição dos amantes e não dos relutantes.

 

A tecnologia cresce e facilita em algum ponto a vida dos humanos, no entanto, ela pode tornar os humanos em concreto e de horas marcadas para adentrar a infelicidade. Os desejos de gratidão e uma amizade salutar podem cortar o elo malévolo e, as amarras que escravizam o hominal. A negação é uma ação dolorida que pode levar-lhe a solidão, mas o sentimento lucilente transformará e melhorará o comportamento de tanta gente descente. O sofrimento resulta da avaliação das circunstâncias, boas ou más, uma pode ser sua amiga fiel à outra uma perturbação cruel e amarga como fel.

 

Tenha pensamentos que sejam como as abelhas, eles vão e vêm com certa constância, os bons serão como as abelhas que produzem o néctar retirado das flores para ser transformados em mel. Esse mel viscoso de bela cor que adoça os corações dos apaixonados. Podemos também delineá-lo como o “mel da felicidade” quando a sua vida transborda em amor para as pessoas mais humildes. Que elas não tenham um futuro desolador cheio de chagas profundas. Que essa viscosidade seja o bálsamo santificado para amenizar o sofrimento dos que vivem ao relento e sem o devido respeito da sociedade injusta e das autoridades cruéis.

 

Sirva para eliminar os maus pensamentos, visto que eles podem ser comparados às abelhas que picam e transformam em dor essa ação, mas a sua felicidade crescerá com pensamentos altivos e positivos. Cresça como deve. As dificuldades são grandes quando a vontade é fraca. A dificuldade é uma cadeia de montanhas que você enfrenta todos os dias. Saia do forte calor da indecisão e vá ao cume da montanha para limpar os olhos com o lindo horizonte que brilha a sua frente. A destreza moral o ajudará nos momentos mais difíceis da sua vida tenha o coração forte para resistir aos choques, às pedras de tropeços e os escaninhos do mal que encontramos pela frente.

 

O homem de bem coloca o perdão sobre as mágoas e as alegrias em substituição as tristezas, afugentando as dores, as preocupações, amolecendo o seu coração, endireitando as estradas que se direcionam ao futuro, reascendendo as esperanças e pondo luz em teu caminho. Se possível impedir que outras pessoas façam uso de ações perniciosas ao nos dirigir ofensas, no entanto, temos condições para impedi-las de atingir nosso ego interior dilacerando os nossos corações. Amai vossos inimigos, assim como nosso Pai nos amou. O homem deve ser como a árvore que unida a terra pelas raízes tem vida, cresce, floresce e frutifica.

 

Tenha paz dentro de si, viva em abundância repleta de alegria e se sinta feliz sempre. A sentença a seguir mostra a maneira eficaz de como devemos agir: “O passado pertence à história, o futuro pertence a Ele e nosso é apenas o momento presente. Vamos fazê-lo feliz, alegre e inundá-lo de paz, amor, caridade e fraternidade”. O bem traz paz e alegria. O mal desespero e incompreensão. Devemos conotar todos os dias de que nosso alimento é fazer a vontade do que Pai que nos enviou tal qual, como afirmava o Cristo Jesus. Diante de tanta ingratidão devemos repensar nossas vidas, pois não basta perdoar e pedir perdão, o mais importante é perdoar a si mesmo.

 

Humildade para reconhecer o erro, arrependimento com sinceridade, confiança na misericórdia divina e no perdão de Deus. Existe joia mais valiosa do que o perdão do Pai? Muitos afirmam que a questão não é esquecer o pecado, mas modificar a maneira de lembrá-lo e de conviver com ele. O Espírito Scheilla, através do médium Clayton B. Levy tem a receita exata para diversos problemas. As três atitudes que podem te ajudar a alcançar mais paz por dentro. A prece sincera abrirá teu coração, a fim de estabeleceres contatos com as energias do Mais Alto.

 

O trabalho no Bem te permitirá higienizar a mente e te conduzirá a conquistas maiores. O amor pelos sofredores te auxiliará a vencer a ti mesmo, para que encontres a Pai em teu coração. Prece, trabalho e amor constituem a receita exata para que a luz do teu espírito se espalhe iluminando teus passos. Essa receita é fácil de cumprir, mas nos parece que o homem esqueceu todas as atribuições ou presentes divinos dados por Deus e deixa de praticar o bem para se inserir no mal. As drogas, os vícios diversos, as ações perniciosas praticadas pelo hominal, os leva a condição de maldoso, pervertido, sem coração, sem arrependimento e a cada dia que passa ele se aproxima do precipício e seu fim será trágico e imaginável.

 

Sinceramente não queremos que isso aconteça com nossos irmãos pervertidos e inseridos no mal, pois a esperança existe e está a disposição dos que querem a recuperação social e espiritual. A conscientização está na mente e na vontade de todos, no entanto, transparece que o homem foi plenamente dominado pelo materialismo que fere sem você se aperceber. Faça uma adesão ao espiritualismo colocando Jesus e o Pai Maior no coração. Ao mudarmos nosso posicionamento e tomarmos ciência de como é importante à vida para nós e outrem, com certeza o bem estará a nossa disposição, é a única solução e devemos agarrá-lo com unhas e dentes. Nada custa para ser feliz. É só abrir o coração e praticar boas ações. Pense nisso!

 

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DA AVSPE- DA AOUVIRCE- DO PORTALCEN- DA ALOMERCE

 

A FELICIDADE EXISTE?

 

Se você anda não se acertou com a vida, não encontrou a profissão ou meio de se realizar, lembre-se de que a vida reflete as suas inclinações. Descubra as suas aptidões, desenvolva-as e progredirá. Não ande contra suas tendências honestas. Veja do que mais gosta, onde tem menos dificuldades e aja com disposição de vencer.” (Lourival Lopes).

 

Se for vero que temos a felicidade a nossa disposição, por que não aproveitá-la? Ou será que só dispomos de momentos felizes? A felicidade tem receita? Neurologistas revelam como os fatores espirituais induzem a uma vida mais saudável, longa e gratificante, e afirmam que é possível aprender a ser feliz. Bem que tentamos, mas, no entanto, os entreveros, os acontecimentos inesperados, o estresse nos tiram qualquer possibilidade de alcançar a felicidade plena. Escuto alguém afirmar que a ciência desconhece, ou não conhece, a caixa preta da felicidade. O bem-estar, uma religião, a fé, elevação da espiritualidade, uma luz benfazeja, uma conexão moral podem ser azimutes direcionados a felicidade.

 

Como somos seres imperfeitos e, além do mais, nascidos simples e “ignorantes”, vindo ao mundo terreno com o intuito da evolução, durante nossa vida, muitos percalços surgiram pelo caminho. Precisamos nos desfazer das pedras de tropeço e, alvitrarmos bonanças para nos inserirmos no caminho do bem, e almejarmos a tão sonhada felicidade.  Sempre pensar no amor cirenéico, fazer o bem sem olhar a quem, dizer não a discriminação, e nos inserirmos num âmbito socializado. Desde os anos 80 do século atual, o movimento da psicologia positiva vem estudando os traços construtivos da personalidade, e não mais as doenças, projetando e alavancando o pioneiro trabalho de pesquisadores, entre eles, Ed Diener, professor da universidade de Illinois, e Martin Seligman, diretor da Universidade da Pensilvânia. A felicidade pode nos proporcionar saúde e longevidade, os ideais do amor e da família amorosa, elos espirituais capazes de resistir a tensões e traumas. Em momentos de grande tensão, é inegável a importância da rede de proteção, que as religiões formais podem oferecer, até ao mais dogmático ateu ou agnóstico. Marlene Cohen nos leva a um modelo ou uma diretriz, que podemos colocar em prática para atingir a tão almejada felicidade.  A sinonímia de felicidade está na qualidade do estado de feliz, na ventura, e no bom êxito. Mesmo com a preocupação de muitos pesquisadores renomados, psiquiatras, psicólogos, pedagogos e psicopedagogos, alcançar a felicidade não é tão fácil como se imagina.

 

A felicidade é um oceano de luz sem horizontes, sem margens, eterno, imenso insondável, infinito. Advertidos pela dor a cada falta que cometemos, vamos aprendendo a evitá-las e dia virá em que, percebendo que “ser feliz” é a consequência natural de “ser bom”, todos haveremos de cumprir a Lei do Amor, estabelecida por Deus para a felicidade de todos. É obra do tempo, com a bênção de Deus, é a soma, é uma lei, que se cumpre sem reclamos e só teremos felicidades na medida em que damos. Trabalhando e sofrendo, assim, pelos séculos, ajudando uns aos outros a erguer a felicidade de nosso nível, até que possamos entrar todos juntos na suprema felicidade que consiste em nossa união com Deus para sempre.

 

Obtusidade jamais, pusilanimidade nem pensar, o insofismável desejo de viver bem, a insigne esperança de dias melhores, sem violência, sem guerras, sem miséria, sem fome e desemprego, pode gerar o heliotropismo da consciencilidade e a certeza de dias áureos pode surgir abençoada por forças hercúleas, haurida pelo pensamento positivo, aliada a forças positivas no deotropismo das bem-aventuranças divinais. Elas sim com certeza poderão trazer senão, a felicidade intensa, mas proporcionará momentos muitos felizes.

 

São muitos os irmãos necessitados, precisamos pensar na ajuda meritória, pois jamais seremos felizes, se em nosso écrã a pobreza e a miséria nos acercarem. Estenda as mãos para as crianças de rua, sorria para elas, demonstre seu amor fiel e desinteressado, abraçando os idosos carentes e orando pelos doentes que sofrem a dor material do corpo decadente, pois nem sempre, porém, como fácil de observar, de ilair, o programa que auspiciosamente se inicia que se conduz termina bem, com o resultado exitoso desejado. Aqueles que amam; os enamorados, os que se doam de corpo e alma, a felicidade eterna é o alvo preferido. “É necessário um minuto para sentir afeto por uma pessoa, uma hora para gostar dela, e um dia para amá-la e fazê-la feliz, mas é preciso.”

 

Normalmente é a covardia dos homens bons que fomenta a audácia dos maus, no mundo de hoje. O bem que deveria ser decidido, porque no caminho da luz e da verdade é tímido, enquanto o mal que é frustração é audacioso e penetrante. É na consciência de nossa responsabilidade, não na omissão que devemos buscar a força pessoal da missão transformadora do mundo. Devemos nos libertar dos escaninhos que desvirtuam nosso em direção à paz e a tranquilidade. Segundo Achylles Chiappin, somente esse mundo melhor poderá nos proporcionar felicidades. Pense nisso!

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DA AVSPE- DO PORTAL CEN- DA AOUVIRCE E DA ALOMERCE

 

 

A VIDA HUMANA

É bom frisarmos: que as histórias de vida são responsáveis pelas formas de responsabilidades humanas, mas da mesma maneira que formam personalidades deformam-nas em boa medida. Jesus é o Sublime semeador do planeta e a humanidade é a lavoura de Deus em suas Divinas mãos. A nossa vida social é tão pragmática e agitada, que os seres humanos estão ansiosos por atenção: querem ser ouvidos. A realidade é que, os que estão num patamar mais alto, não têm paciência e tempo para escutar os irmãos de caminhada existencial.

A vaidade conduz, apressadamente, a loucura. Temos inúmeros irmãos sofrendo em hospitais psiquiátricos, na realidade esses estão necessitados de um atendimento médico melhor acompanhado de um tratamento espiritual sério. O tratamento espiritual sério é aquele feito por amor e não exige pagamento em dinheiro, e sim que o paciente tenha fé. A maldade encontra sempre a casa escura do crime. A ignorância constrói a miséria. A cólera da origem à congestão e à apoplexia. Aqui fazemos uma ressalva sobre a ignorância: ela tem sentido de melhor educação e não brutalidade. As relações entre seres humanos, numa sociedade materialista, tendem a seguir o caminho da grosseria e até o de agressões.

A agressão física e moral não nos levam a nada. A felicidade pode surgir num momento de exasperação, desespero, e encontrar alguém de bom senso que transmita palavras de amor e generosidade, serão momentos felizes. Aquele que pratica a caridade por amor, sempre regando e procurando curar as feridas da alma, merecem toda nossa gratidão e carinho. Vejam a que estamos sujeitos: a tristeza prolongada deixa na alma o cupim das moléstias indefiníveis e o vício seja ele qual for será uma fonte geradora de monstruosidades.

É trágico, doloroso, humilhante vermos todos os dias, jovens sendo recolhidos as mais diversas delegacias, por consumo e tráfico de drogas, pela embriagues, pelo furto e roubo, pelos assassinatos, pelos sequestros e outras mazelas que transtornam os que praticam e entristece os que recebem. Os atos e hábitos deploráveis trazem a antipatia em torno de quantos a eles se afeiçoam. Emmanuel cita muito bem essas nuanças prejudiciais aos seres humanos. Nosso confrade Regis de Morais em boa hora diz: “A vida é um caminho”, ensinava o sábio chinês Lao-Tsé bem antes da era cristã.

Somos peregrines neste mundo, e ninguém pode caminhar o meu caminho em meu lugar, assim como ninguém pode sentir a minha dor por mim ou morrer por mim a minha morte. O máximo que podemos é ser bons companheiros de romagem, partilhando alegrias e sofrimentos – comendo do pão repartido. Assim, vemos que sermos peregrinos é uma condição, e não uma condenação; pois, se nesta experiência reencarnatória podemos, buscando Jesus, contar com verdade e vida – e com vida em abundância – vemo-nos contemplados com bela oportunidade existencial.

Afirmamos em nossas conotações que a violência, a ganância, o orgulho, a ambição por dinheiro são doenças da alma, e a única solução para dizimarmos essas nuanças negativas é o amor ao Pai Maior (Deus) e nosso irmão querido Jesus. Deve ser ato realizado com amor e fé, pois da boca para fora de nada valerá. Se assim procedermos (da boca para fora) continuaremos no fundo do poço, alagados, enlameados, sujos, sem fé, sem amor, e nos deixaremos levar pelo mal em detrimento do bem. Iremos com certeza aniquilar o livre-arbítrio que Deus nos deu.

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI E ALOMERCE


AMIGO UMA PALAVRA FÁCIL, MAS DIFICIL DE SE ENCONTRAR

 

É pelo conhecimento autêntico de si mesmo que se desenvolve melhor uma personalidade feliz. No caminho da própria realização, o que importa, acima de tudo, é a aceitação serena do que se é e propor-se com boa vontade e perseverança, um ideal, um objetivo elevado , uma luminosa estrela a nos iluminar e fascinar a vida. Viver é conviver. Conviver na paz, na serenidade, na comunhão e no amor. Vive, porém, melhor quem aprende conviver e socializar-se, em clima de aceitação incondicional do outro e do entusiasmo pela vida, frente a todas as realidades. “Há uma fonte aos pés de todos aqueles que morrem de sede”, diz L. Bloy.

 

Na verdade o ser humano tem tantas necessidades e dispõe de tantos meios para se realizar integralmente e todavia morre de sede e fome afetiva e espiritual, por que não busca a verdadeira fonte do coração. A fonte do amor e da paz. Viver feliz eis a questão. Amigos diletos são por natureza, aliados que lutam pela melhoria do quadro penoso em que vivemos, e ultrapassam qualquer obstáculo, para conquistar a felicidade e exaurir o contentamento, renovando as condições de vida de quem está necessitado. Deus saberá recompensar as pessoas que nutrem esperanças por dias melhores e, através do voluntariado trabalham incessantemente em prol dos estropiados.

 

Ter problemas na vida não é o problema. O problema mesmo é não saber ou aprender a resolver os problemas que se apresentam em cada dia e momento. Problema é convite ao desafio de vencer ou perder, demonstrando que somos, em nosso caráter e vida. O caráter na vida representa uma pluma alva e brilhante que fortalece nossos corações e ajuda a reduzir nossos problemas acicatando soluções agradáveis. A vida é realmente bela quando temos alguém que nos ajude a apreciá-la, valorizá-la e amá-la. A presença do verdadeiro amigo e confidente é a presença de um sol que ilumina e embeleza a vida. É um irmão que clareia e doura a vida. Um gêmeo de convivência. Gêmeos idênticos de coração, de comportamento, de amor, de ternura e paz. Esse irmão com as qualidades divinas, será um elo de superação onde estarão presentes a fraternidade, a caridade e o perdão. Perdoar e ser perdoado, amar e ser amado eis a questão.

 

Saber viver nesta vida é viver melhor cada dia. Crescendo na perfeição. Estamos a todo o momento, a todo instante a cata dela. É graças a um grande amigo que encontraremos o azimute, o direcionamento superando as pedras de tropeços e os escaninhos do mal, que por acaso, encontrarmos pelo caminho. Nossa vida é bela, dinâmica, com alegrias, felicidades, mas com recheios de tristezas. Esses percalços devem ser combatidos e vencidos com a serenidade de um ser inteligente e habilidoso. Experimente concretamente em sua existência, esse princípio e verás surpresas. Sim por que realmente o encanto e a beleza da vida é renovar-se sempre.

 

A vida é determinada pelos valores, motivações e ideais que cada pessoa escolhe. Diga-nos quais são as suas escolhas e diremos quem serás. Aprender a viver a vida é a forma mais bela da própria existência. Vida é a fonte inesgotável, é dom inefável. Mistério fascinante para quem bem a percebe.   A vida humana é, pois, cópia da vida espiritual; nela se nos deparam em ponto pequeno todas as peripécias da outra. Ora, se na vida terrena muitas vezes escolhemos duras provas, visando posição mais elevada, porque não haveria o Espírito, que enxerga mais longe que o corpo e para quem a vida corporal é apenas incidente de curta duração, de escolher uma existência árdua e laboriosa, desde que o conduza à felicidade eterna.

 

A vida é uma demonstração palmar de que o homem vem ao mundo com responsabilidades inatas; logo, a alma humana em quem se faz efetiva tal responsabilidade é preexistente à sua união com o corpo . É um dom da bondade infinita, é uma aventura maravilhosa, através de muitas existências aqui e alhures. É o conjunto de princípios que resistem à morte. A vida é uma grande realização de solidariedade humana. Segundo nos ensina Achylles Chiappin, a vida de cada pessoa se mede pelo grau de amor que oferece, pelo ideal que escolhe e vive autenticamente e pela disponibilidade que dedica a Deus, a si mesmo e aos homens .Ideal sublime. Na verdade cada pessoa constrói a sua vida pela medida de amor com que se realiza, ou se bloqueia e frustra no desamor. Não conseguimos imaginar porque o ser hominal até os dias atuais não consegue separar o bem do mal.

 

O homem por natureza e pelo instinto animal consegue mudar o fiel da balança. Por que o homem mata sem dó e piedade os seus semelhantes? Será falta de amor ou para eles a vida nada vale? Priorizar os mandamentos divinos seria a solução para a violência que se espalha pelo mundo, como vírus atormentador que dizima e mata. Dai senhor compreensão aos nossos irmãos e coloca-os no caminho do bem. A vida é valiosa e perdê-la sem motivo aparente, nos entristece e a mágoa toma conta de nossos corações.

 

A vida é uma ideia; é a ideia do resultado comum, ao qual estão associados e disciplinados todos os elementos anatômicos ; é a ideia da harmonia que resulta do seu concerto, da ordem que reina em suas ações conforme preceitua a FEB (Federação Espírita Brasileira). A vida terrestre é uma escola, um meio de educação e de aperfeiçoamento pelo trabalho, pelo estudo e pelo sofrimento. Renovar-se é reviver. Façam isso. O encanto e a beleza da vida é renovar –se a cada dia e a cada momento. Renovar-se é reviver-se. Dá ares novos de vida . Dá um mundo novo de vivências e emoções. A paciência não é vitral gracioso para suas horas de lazer.

 

É amparo destinado aos obstáculos. A serenidade não é o jardim para os seus dias dourados. É suprimento de paz para as decepções de seu caminho, já nos ensinava André Luiz. O maior enigma da vida é a morte e o maior enigma da morte é a vida. Pensemos nessa situação e teremos a noção certa do que a vida representa para nós seres humanos. Sejamos leais, amigos, e que o mal nunca atormente nossos corações. Amar a vida e vivê-la em abundância, esses foram os sábios ensinamentos que o Cristo preconizou e nos repassou. Sejamos felizes para sempre imantando o amor, o perdão, a paz e a não violência. Que o orgulho e a ganância sejam dizimados da vida humana. Essas sentenças, essas frases foram às palavras mais bonitas que já presenciamos. Pensem nisso!

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DO PORTAL CEN- DA AVSPE- DA AOUVIRCE E DA ALOMERCE.

 

HONESTIDADE E ÉTICA  EFÊMERAS

"Ninguém se elevará para Deus, humilhando ou perturbando, no campo infeliz da discórdia e da crueldade, ainda mesmo que o nome do Senhor lhes marque a visitação e lhes cintile na boca" (Emmanuel).

Dois estados da inteligência humana se distinguem de modos simplificados. Qualificamo-los em estado cientifico e o pré-científico. As nuanças desses dois estados se caracterizam por suas definições. O estado pré-científico leva essa nominação em consequência do estado natural ou não reflexivo da inteligência. Em outras palavras, o estado epigrafado é o estado da inteligência que não está aperfeiçoado por hábitos científicos. Já o estado científico é o estado cultivado, isto é, o estado da inteligência aperfeiçoado por hábitos científicos. É um estado reflexivo da inteligência. O hábito ou habitus, pelo nosso conhecimento é certo estado permanente de perfeição qualitativa. Os dois estados estão ligados diretamente às ações e questões morais do ser hominal.  O estado pré-científico pode ser dividido em três partes importantíssimas, ou seja: (1)- Estado do conhecimento por inclinação da própria natureza, são os primeiros princípios da ordem moral.

 

Na linguagem escolar recebe as sinonímias de sindérese ou intellectus principiorum. Sindérese palavra de origem francesa syndérèse, faculdade natural de julgar com retidão, bom senso, discrição, ponderação, circunspeção. Na História e na Filosofia escolástica, aptidão natural e inata para a apreensão imediata dos princípios morais de devem orientar a prática. Posse natural dos princípios básicos da moralidade, inerente a toda ação humana consciente. Escolástica de derivação latina, na filosofia refere-se às doutrinas teológico-filosóficas dominantes na Idade Média dos séculos IX ao XVII, caracterizadas, sobretudo pelo problema da relação entre fé e razão, problema que se resolve pela dependência do pensamento filosófico, representado pela filosofia Greco-romana, da teologia cristã.

Desenvolveram-se na escolástica inúmeros sistemas que se definem, do ponto de vista estritamente filosófico, pela posição adotada quanto aos problemas universais, e dos quais se destacam os sistemas de Santo Anselmo, de São Tomás e de Guilherme Ockmam. Escolasticismo o que se liga a doutrina escolástica. (2)- Experiência moral ou experiência infracientífica ligada à experiência do homem comum. (3)-Refere-se a certo julgamento prudencial, julgamento baseado dasindérese e na experiência moral infracientifica ou do homem comum. No caso do estado científico consiste no conhecimento reflexivo da razão prática, ou seja, o estado da razão prática aperfeiçoada pelos hábitos do saber moral. O hábito do saber moral de ordem filosófica ou filosofia moral, ou ainda o hábito do saber moral de ordem propriamente científica que é a ciência moral ou moralidade.

 

A distinção entre moral e filosofia moral – Moral está relacionado ao saber moral em estado infracientífico, já a filosofia moral representa o saber moral em estado científico. A moral é um saber ou conhecimento não reflexivo, ao passo que a filosofia moral é um sistema de conclusões deduzidas de princípios universais. A filosofia moral pressupõe (Supor antecipadamente; conjeturar, presumir; fazer supor; dar a entender; subentender) a experiência moral. A palavra infra: tem como sinônimo, aquilo que é citado ou mencionado, abaixo ou posteriormente. A filosofia por todos os aspectos inseridos nessa matéria tem finalidade primordial para o ser humano, em qualquer situação em que ele esteja. Ficamos na meditação do que vem acontecendo nos dias atuais em termos de política partidária. Esta política tão badalada em nossa visão não se enquadra na filosofia moral e nem na moral propriamente dita.

 

Os hábitos científicos foram execrados e os pré-científicos arquejam e podem ser destruídos sem dó e piedade. A política brasileira tem se destacado pela negatividade, pela corrupção, pela ausência de punições, e o Conselho de Ética do governo é um órgão imantador de impunidade, pois políticos desonestos que enriquecem ilicitamente quando o Senado Federal propõe o julgamento por tal conselho à decisão será sempre se arquive, pois fulano ou cicrano tem "vida extensa vida política", dedicada a nação brasileira. Surripiar milhões em dólares no mundo político não é crime, mas furtar uma lata de leite por um esmoler num supermercado é crime grave e o destino para o infrator é a descida direta sem escala para os presídios da vida. A Comissão de ética isentou Sarney de 11 processos, agora o homem forte da Casa Civil, ministro Antonio Palocci está isento das especulação de ter aumentado em alta escala seu patrimônio.

 

Romero Jucá senador pelo PMDB (RR), afirmou que está tudo legal e em ordem.  Com relação ao senador a DNA, com dinheiro da Visanet, pagou R$ 650 mil à empresa Alfândega Participações, cujo dono oficial é Álvaro Jucá, irmão do senador. O pagamento aconteceu em 2003. A PF (Polícia Federal) quebrou o sigilo bancário dessa empresa, mas não se esclareceu o destino desses recursos. A empresa afirmou a Polícia Federal que o dinheiro foi gasto com ações culturais no shopping Paço da Alfândega, no Recife, mas o relatório diz que ela não comprovou isso. Procurado pela revista Época, Jucá nada respondeu. É o sujo querendo defender o mal lavado. E assim caminha a política brasileira. Os novos beneficiados: Sabia-se que 28 parlamentares além de prefeitos e deputados estaduais, haviam apanhado recursos com a turma de Marco Valério.

 

A Polícia Federal (PF) avançou no rastro do dinheiro e lançou, em seu relatório final, mais suspeito sobre políticos e pessoas ligadas a Marcos Valério que teriam sido, direta ou indiretamente, beneficiados pelo esquema. São elas: ““ (Fernando Pimentel (Ministro); Romero Jucá (Senador); Freud Godoy (Segurança de Lula); Vicentinho (Deputado); Emídio de Souza (Prefeito de Osasco PT-SP); Jaqueline Roriz (Deputado); Benedita da Silva PT-RJ); Maria Calixto (ex-senador); Lincoln Portela (Deputado); José Mentor (Deputado); Luiz Lanzetta (Jornalista); Gilberto Mansur (Jornalista); João Magalhães (Deputado); Pimenta da Veiga (Ex-ministro); Lourival Dantas (ex-presidente do Codefat); Paulo Betti (ator) Domingos Guimarães (Empresário genro do ex-senador Marco Maciel). A justiça do Brasil está realmente cega ou encurtou os braços, pois Marcos Valério pinta e borda e ainda está impune.

 

Realmente nós estamos passando por um crise muito grande e a roubalheira aumenta dia a dia e nada acontece. Muito "parecido" como o sistema jurídico dos Estados Unidos que prendeu algemado um dos maiores diretores do FMI (Fundo Monetário Internacional). A Revista Época de 04 de abril de 2011, Nº. 672 fez um arrazoado estudo do Mensalão no Brasil – Época revela todas as provas da polícia sobre o maior escândalo do governo Lula. O dinheiro que alimentava o valerioduto saía mesmo dos cofres públicos; Marcos Valério pagou a segurança pessoal de Lula em 2002; O cheque de R$ 247 mil que financiou a campanha do Ministro Fernando Pimentel; Os contratos secretos da empresa do banqueiro Daniel Dantas para dar R$ 50 milhões ao Partido dos Trabalhadores (PT); As novas acusações contra Romero Jucá, Vicentinho, Benedita da Silva e Pimenta da Veiga entre outros. O Relatório foi executado pelo MJ - Departamento de Polícia Federal – Diretoria de Combate ao Crime Organizado – Divisão de Repressão a crimes Financeiros.

 

Existe até a Lavanderia do Mensalão.  No rastro das revelações sobre o Valério duto, a Polícia Federal quebrou o sigilo bancário dos envolvidos, mapeou o complexo labirinto de contas organizado pela quadrilha e, após anos de investigação, confirmou que era, sobretudo, de origem pública o dinheiro que bancou o mensalão. Os laudos da polícia também identificaram novos beneficiários do esquema. O sistema - Fonte "Primária"; Marcos Valério contrata empréstimos fajutos; Depois de transitar pelas múltiplas contas bancárias da quadrilha. Fonte "Secundária" – Dinheiro provenientes das atividades de Marcos Valério; a quadrilha movimentava constantemente os valores recebidos; Os beneficiários já foram citados os nomes de todos. O mais duro de tudo isso, é que querem como desculpa jogar veneno nos militares acusando-os de torturadores, e para tirar à suja e enganar a população o ex-presidente Lula distribuição bolsas a ‘bambão\', e com intuito de deixar o povão calado, e a imoralidade de ter quer criar a bolsa – detenção em detrimento da bolsa cultura.

 Estamos no submundo da corrupção, da roubalheira e da desonestidade e ainda querem carimbar com rótulo como o melhor governo dos últimos anos. Na realidade, para os corruptos, corruptores que ainda estão sugando o dinheiro público e ainda mais o nosso STF, ainda deu de lambuja um presente e tanto limpando os sujos e transformando esse raça em políticos de ficha-limpa. O Pior de tudo vem por aí. Com certeza a Polícia Federal irá ser chamada novamente, mas para averiguar a liberação de verbas para a Copa de 2014, e as Olimpíadas de 2016, bem como os gastos que serão homéricos e com licitações viciadas e dinheiro desviado. Pense nisso!

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- DA ALOMERCE-DA UBT- DA ACE- DA AOUVIRCE E DA AVSPE

 


 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s