s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Maria do Socorro Cardoso [Cnsul - Joo Pessoa -PB]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

Poeta

O poeta é como o amor
Fala uma linguagem singular
Não tem pátria, religião e cor
Dilata longínquas fronteiras

Que o poeta nada tenha
Mas não lhe falte
O vocábulo da emoção
A transposição do sentimento
Com beleza e alma
Recôndito do seu ser
Universo também de outros seres

A poesia é aquela mágica
Que faz o feio ficar bonito
O cego ver
O mudo perante o mundo falar
A terra conhecer o céu

Faz da realidade mais crua
Um universo aberto
Com mil possibilidades
De estrelas iluminadas
Mesmo nas trevas
Da mais escura noite...

Poema

Olhos negros andaluzes
mil léguas medievo
cigana moura
terna rija

Torres, fortalezas
acastelando sentir
mares revoltos
procelas

Trouxeram
olhos ambivalente
translúcidos
profunda cor do mar!

PAZ

Se pudesse
me fazer em mil

estaria aqui e lá
estaria hoje e ontem

estaria no outrora
do amanhecer

ser várias
sendo uma

poder abarcar
tantas coisas

ressuscitar pessoas
e afagos

finalmente algo raro
sobre a terra:
Paz!

Navegando Ilusão

Mesmo que
tudo
inacessível
intangível
impossível

Pelo menos
ao longe
minorar esta saudade
sorrio
quando penso

Fico navegando
calma
quando sonho
e assim
sob essa ilusão

Vou navegando
na imensidão
dos sentimentos...

biografia:

maria do socorro cardoso xavier
: Professora, poeta e ensaísta, com 8 livros livros publicados [poesia, pensamentos, memória, ensaio]. Participante de diversas antologias e revistas. Verbete em três dicionários nacionais. Pertencente a Associação Campinense de Poetas e Escritores; Academia Paraibana de Poesia e Academia de Letras e Artes do Nordeste Brasileiro – Núcleo Paraíba. [ALANB]. Nesta ocupa a cadeira número 15; na Academia de Poesia ocupa a cadeira 39. Participante de diversas antologias e revistas nacionais.

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s