s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

lvaro Jorge Espadanal Ramos
Nacionalidad:
Portugal
E-mail:
Biografia
Entrego o meu CORPO
Aos teus Olhos
s tuas mos
tua BOCA
Naturalmente sem PUDORES
Em PAZ comigo
Contigo
Com a NATUREZA
Que os ACOLHE

2-...Hoje j chorei por AMOR e de SAUDADE. Chorei muito este fim de tarde, no consegui segurar as lgrimas, quando visitei o Bairro Alto [h 15 anos que no lhe entrava no corao]. Vivi no final dos anos setenta neste local, frequentei depois por muitos anos a Casa Ferreira e a Casa Varela onde comprava os materiais de Pintura. J era velho, muito velho mas cheirava a Lisboa. Hoje voltei aos locais que frequentei em tempos e chorei lgrimas amargas por ver o rosto feio deste Bairro querido. Chorei de tristeza... [talvez porque tambm j no esto entre ns as pessoas com quem vivi na Rua do Sculo] talvez por ter perdido um pedao do meu passado. Chorei, chorei e senti que ser muito difcil l voltar.

3- E porque no no CORAO OURO dos INCAS [o Artista no mximo das suas faculdades, o louco imbatvel]-um local mais ntimo, muito pessoal onde no vai toda a gente, ficava ali num cantinho aconchegadinho sem chocar ningum. Talvez...
Cheira-me desta vez a DALI [ a vagina tem um odor especial- Odor...........Odor especial....Cheiro..asss,ussss to delicioso.
...Quando escolho DALI, equaciono uma INSTALAO enorme em forma de VAGINA, entraramos dentro dela ao som do vibrante e revolucionrio violino de Niccol Paganini. Todo o seu interior estaria coberto de imagens que retratam a vagina no seu percurso de milhares de anos de Histria Humana.
A nossa visita continuaria, os textos eram a prova concreta da dura viagem das vaginas atravs dos tempos. Mutilaes, atentados, violaes, desprezo total pela necessidade que a vagina tinha e tm de sentir tambm prazer. Os odores a jasmim, rosas e a ondas de oceanos longnquos fazem-nos permanecer silenciosos mas atentos a tanta informao, sobre um local ao qual nunca tnhamos dado muita ateno e... limitada utilidade[ ? ].
O que a arte consegue fazer...
Acho que este o local ideal para a minha Vagina literria...mas porque no no CORAO que AMA a COR da Terra [o Apaixonado o Humano de lgrima fcil]. Ali sim!...o local por EXCELNCIA. A homenagem pode seguir: a VAGINA patrimnio da HUMANIDADE, o dia da VAGINA, uma escultura monumental [ no meio do oceano Atlntico, que poderia ser vista do espao], de certeza reduziria a nada os Menires e os das Caldas...smbolos mximos do orgulho masculino.
Todos os polticos para convencerem o eleitorado colocariam em destaque nos seus programas e em cartazes gigantescos enormes vaginas envolvidas por ttulos sugestivos- RESPEITEM, ADOREM, GLORIFIQUEM as VAGINAS, elas so as representaes mximas das vossas mes e de todo o sofrimento que elas tiveram para vos parirem ao mundo. Os partidos polticos desta forma comeariam de novo a debater assuntos interessantes para os eleitorados e aqui sim...seria o renascer duma sociedade mais justa e respeitadora da ME-NATUREZA.
VAGINA-PASSARINHA-VULVA-CONA-PATARECA-PITA-GRETA-BACALHAU-PASSARONA.
Estes foram os nomes que ouvi no espectculo, no me chocaram...no chocaram naturalmente ningum.
Na realidade a associao [mental...nada de confuses!...] que fiz foi:
AMOR-TALENTO-PAZ-APRENDIZAGEM-EMOO-BELEZA-MULHER-ME-SAGRADO-DESEJO FELIZ e ORGULHO de TER VINDO ao MUNDO.

biografia:
lvaro Jorge Espadanal Ramos


http://indianespadanal.blogspot.com/

VIVA a VIDA!! e o PLANETA AZUL..pela unio e PAZ em todos os lugares do PLANETA.

alvaroramos@esal.edu.pt

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s