s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

MARIA NVEA SABINO DE OLIVEIRA [Cnsul - Fernandpolis-SP]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

A DOR E O PRAZER DE ESCREVER

Obrigo-me a escrever porque sou violentada
Pela montanha de palavras que numa urgência incomum
Teima em lançar – se fora dos meus pensamentos...
Às vezes escondo-me de mim mesma,
Fujo para tentar encontrar meu sono,
Embriagar-me em meus sonhos,
Mas personagens multicores,
Poemas de amor, de saudade ou decepção,
Iluminam o lugar e me encontram.

Mesmo que quisesse, injusto seria
Aprisionar frases e idéias
Que não mais pertencem à minha memória,
Mas tornam-se outros seres.
Personagens vivos ou fantasmagóricos jazem
Impolutos, perenes, ora nascem ou morrem
No mundo criado por mim,
Antes por Aquele que me deu o dom...

A loucura e a sobriedade, a dor e o prazer
De dar à luz um poema ou historias.
Abantesmas que antes foram matéria,
Vidas santas e pecaminosas,
Reais ou sem sentido...
E o dissoluto que aborto,
Seguem redivivos porque se misturam
A novos pensamentos que com violência
Saltam de dentro de mim.

Nívea Sabino


AMOR ÁGAPE


Quando vi o jovem decadente se aproximar,
Meu primeiro impulso foi prestar-lhe socorro.
Quais suas necessidades, de onde vem?
Para onde vai?
Andarilho circunspeto, cabisbaixo, infeliz.
Indecidido precisa ir,
Para longe, buscar tratamento,
Verdade ou não, não consigo definir.

Ele não busca conselhos,
Quer expediente para questões não solvidas,
Respaldo que o poder publico não dá.
Que eu codinome pessoa física,
Preciso acudir, resolver, ponderar.
Dei-lhe o vil $3>l, parca refeição,
Retribui o sorriso e desejei boa sorte.
A despedida não foi um até breve, mas o adeus,
Apertando-lhe a mão.

O jovem peregrino com o passar das horas
De socorrido passa a deslembrado.
Regresso à minha rotina, a me ocupar da minha vida,
Afazeres outros, cuidando da família.
A noite cai densa, quando aparece a policia,
Perguntando por mim.
Alvoroço! O que eu fiz, ou o que não fiz?
O rapaz marginalizado grita meu nome...

Quem? Então ele volta a minha mente.
No alto da igreja matriz da cidade,
Ele chama por mim...
Embaixo vejo a rua dura de gente.
Espectadora sanguessuga da dor alheia,
Sem compaixão a multidão clama unissonante:
Pula, pula, pula!

Sem conhecer mais ninguém,
Ao ver-se ultrajado, roubado e ferido,
Por bandidos na rodoviária local,
O pobre lembrou-se da complacente mulher,
Eu havia lhe dito meu nome,
E ao indagar onde me encontrar nenhuma resposta
O satisfaz...
Atinou de subir na torre da Matriz e de lá
A cidade toda ouviu o grito do rapaz:
Nívea, Nívea, Nívea!

Foi uma noite cruel, que não quero reviver,
Penso ainda hoje nos milhares de jovens
Carentes, perdidos que ninguém lhes ouve a voz.
Sujos, com fome, precisando de tão pouco,
Mas diante deles, a multidão cruel
Gritando com ferocidade, como gritaram
Diante do Filho de Deus,
Crucifica- O, Crucifica- O, Crucifica-O!

O tempo passa, o progresso avança,
Mas a humanidade ainda caminha mancando
Nas questões fraternais,
Divisão política, intolerância religiosa, racismo,
Ágape, respeito, tolerância, sentimentos banais,
Carnificina de jovens, velhos e crianças,
Eu te amo é aspergido a torto e a direito,
E a desilusão tatua o coração marcando
Da mesma forma o espírito.

Eu que agasalho uma alma poeta,
Sofro com o sofrer alheio,
A luz do dia apazigua minha inquietude,
Mas o breu da noite e a madrugada fria,
Quente ou úmida, minha alma incendeia.
Onde anda o rapaz que naquela noite distante
Quis se lançar por terra para que eu ouvisse o seu clamor?
Onde andam tantos outros que gritam silentes?
E nós onde estamos para lhes mitigar a fome de amor?

Nívea Sabino


O AMOR A LUA E O POETA

A lua cheia resplandece bela,
Romântica e ávida de prazer.
O Criador a contempla sem cobiça,
O Céu é sua passarela,
Em êxtase deixa meu ser...
Ah, quem dera bela lua,
Ser também objeto de cobiça...
Meu corpo todo desejado,
Boca, pele, a anca roliça,
Sendo mil vezes deflorada,
Seduzida, amada pelo poeta,
Que canta a lua em versos roucos
Inspirados no sagaz desejo,
Trazendo a alma em frêmito
O corpo teso, suado e quente,
Comparando-me contigo,
Bela lua entre as nuvens escondida,
Meu corpo oculto na penumbra
Entre lençóis perfumados,
Contemplando-te bela lua
Nos olhos apaixonados do Poeta.
No frescor da janela aberta,
O amor saciado se acalma,
Enquanto o Poeta contempla
O teu reflexo em meu olhar
Possuindo minh’alma nua.

Nívea Sabino

Biografía:
MARIA NÍVEA SABINO DE OLIVEIRA
, pseudônimo literário, NÍVEA SABINO, advogada inscrita na OAB/ MG, poeta e escritora, nasceu em Rio Negro-PR no 05 de agosto de 1961. Mineira por adoção radicada em Araguari – MG divide domicilio com Fernandópolis- SP onde vivem as filhas Ana Beatriz e Ana Carolina, se não tivesse um espinho na carne, poderia dizer que é uma feliz contadora de histórias. Trabalhou como serventuária da Justiça do Tribunal de Justiça de Minas Gerais; ocupou os cargos de assessor administrativo, agente administrativo e consultor jurídico na Câmara Municipal de Araguari- Minas Gerais. Escreve desde o primário, quando foi contemplada varias vezes com Menção Honrosa por suas redações [então denominadas composições]. Participa de Projetos Literários organizados por ativistas culturais, destacando a escritora Comendadora Izabelle Valladares que com afinco leva as letras brasileiras para além das fronteiras.

Na área literária é Acadêmica da Academia de Artes de Cabo Frio –RJ- ARTPOP e tem as seguintes obras publicadas:

CÂMARA BRASILEIRA DE JOVENS ESCRITORES – CBJE:

IMITAÇÃO DA VIDA – Edição 2010- CONTOS

Obra: DONA DE CASA RECICLADA [ISBN: 978-85-7810-750-5]

SELETA DE CONTOS DE GRANDES AUTORES BRASILEIROS – Edição 2010

Obra: HERESIA

NA LINHA DO TEMPO – CONTOS SELECIONADOS- AUTORES BRASILEIROS CONTEMPORÂNEOS – Edição 2010

Obra: A HISTÓRIA DE ELZA

OS MAIS BELOS CONTOS DE NATAL- CONTOS E POESIAS- Edição 2010

Obra: ÚLTIMO NATAL

ANTOLOGIA DE CONTOS FANTÁSTICOS – Edição 2011-01-28

Obra: OLHOS DA NOITE

CONTOS DA MEIA NOITE: Edição 2011

Obra: O ENGANADOR

CONTOS DE OUTONO- Edição 2011

Obra: A PROFESSORA

GRUPO EDITORIAL CELEIRO DE ESCRITORES- ED. SUCESSO.

Coletânea de Poemas, Crônicas e Contos - ELDORADO – Vol. XIX.

Obra: A HISTÓRIA DE ELZA [ISBN: 978-8589091-13-8]

Coletânea de Poemas, Crônicas e Contos - ELDORADO- Vol.XX – Edição Dez/2010.

Obras: O ENGANADOR

ABANTESMA

ANTOLOGIA PONTE DOS SONHOS-DO BRASIL PARA FRANKFURT, O MELHOR DE NOSSA TERRA-.

Selecionados nos Projeto Pontes Culturais. [ISBN: 978-85-911054-2-7]

Obras: UM CASO INTRIGANTE

O FORASTEIRO

ANTOLOGIA BRASIL MAIS QUE UM PAÍS, UMA INSPIRAÇÃO.

Obras: ECOS DA IMPUNIDADE

TIÃOZINHO DO SINDICATO

ANTOLOGIA ORGANIZADA PELA ESCRITORA E ATIVISTA CULTURAL IZABELLE VALLADARES - Vingança... Prato que se come frio? Edição janeiro/2011

Obra: ALÉM DA VIDA

PRIMEIRA ANTOLOGIA DE CONTOS, POESIAS, CRÔNICAS E ARTES PLÁSTICAS - LIVRO: \'Singelos tesouros brasileiros no Egito\' que será apresentado às editoras na feira do livro 2011, no Cairo - Egito.

Participa com o Conto: A CASINHA DA RUA AVARÉ

Quem disse que só fazemos amor? 2 [Manual de sobrevivência das Mulheres na Selva dos Homens Modernos] em co-autoria com Dyandreia Portugal, Cristina Ceccágno, Jô Mendonça Alcoforado, Vanyr Carla, Izabelle Valladares, Com a apresentação, do confrade da Academia de Artes de Cabo Frio – ARTPOP, botafoguense, artista, ator, teatrólogo e Deputado Estepan Nercessian.
Recentemente foi selecionada entre os 10% de 684 participantes pela Litteris Editora Ltda., para participar da Antologia do Primeiro Premio de Contos Fantásticos de Terror e Medo, com o conto SOBRENATURAL,

Antologia \'Palavras sem fronteiras\' do Brasil para Buenos Aires, com o apoio cultural da academia de letras de Goiás, e a antologista e escritora Comendadora Izabelle Valladares, com o Conto: SINA

LIVRO PUBLICADO -

TÍTULO: ABANTESMA – Contos Naturais e Sobrenaturais
ISBN:
978-85-64347-03-8


Editora: Cidadela Editorial - Edição 2010 [Esgotada]
PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS, HOMENAGENS E PREMIAÇÕES:
TOMOU POSSE ONDE FOI LAUREADA COMO ACADÊMICA CORRESPONDENTE DA ACADEMIA DE ARTES DE CABO FRIO-RJ RECEBENDO PELERINE, DIPLOMA E MEDALHA DE HONRA EM 04/12/2010 NA CASA DOS 500 ANOS,
JORNADA CULTURAL 2010 – ACADEMIA DE ARTES DE CABO FRIO-ARTPOP, ENTREVISTAS A PROGRAMAS DE TV LOCAL, LANÇAMENTO LITERARIO E OUTRAS ATIVIDADES CULTURAIS 04/12/2010.
CERTIFICADOS DE PARTICIPAÇÕES LITERARIAS EM FEIRAS INTERNACIONAIS
Indicada ao Prêmio personalidades 2010- CATEGORIA revelação literária e poética- Academia de Artes de Cabo Frio ARTPOP em 12/02/2011
INDICADA PARA RECEBER DIPLOMA DE HONRA AO MÉRITO NO TRADICIONAL EVENTO “ESSAS MULHERES MARAVILHOSAS - Edição Brasil 2011 – [Evento que já é uma tradição da Coluna Destaque Raimundo Nonato-COLUNISTA SOCIAL REDE DE JORNAIS ASSOCIADOS, DELEGADO FALASP / TAUBATÉ /SP], dia primeiro de abril de 2011, no Salão de Festas do Fabelle Buffet na cidade de Taubaté, no Estado de São Paulo. Essa festa tem como objetivo homenagear com “Diploma de Honra ao Mérito”, as mulheres brasileiras empreendedoras de sucesso, que se destacaram no ano de 2010, em suas profissões, com ética, competência e profissionalismo.

INDICADA PARA RECEBER O TITULO DE CIDADÃ HONORARIA NA CIDADE DE ARAGUARI- MG, por revelantes serviços prestados à Comunidade, pelo vereador Luiz Antonio Lopes, em 2011.

Nivea Sabino -
Fernandópolis- SP


niveaveiga@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s