s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Erenita Claro vila
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

Gari

Ouvi a vassoura
Lá fora como outrora
Rasque... rasque - flor seca
No cabo, o desconhecido
Que vai limpando o mundo
O som some moribundo

Parou...

Terminou a tarefa
Amanhã recomeça
Rasque... rasque - o chão limpinho
De pouquinho surge a praça
Que alegra o poeta
A velha discreta
O vô e a neta

Quem és tu gari?
És gari aqui
Vem, varre de mim
O que de triste já
Senti...


Meu coração miosótis

Meu coração é simples
Pode morar fora de mim, num miosótis
Até ele formaria um mundo azulado
Ali todos seriam bem recebidos e fraternos
O aroma seria de outras flores
Poderia ser de laranjeira

O balanço do miosótis
Seria o embalo de sua batida cardíaca
Junto com outros iguais
Quando a humanidade tiver sintonia
De um só coração
O mundo seria uma poesia

Meu coração fala e ouve outros
Tiquetaques feios e azedos
Mesmo assim, ele grita e fala:
- Quero viver num mundo sem misérias
Sem criança com fome e frio
Sem sacanagens e mentiras
Sem falsos amigos
Sem tanta saudade.

Ele é tão azul!




Biografía:
Erenita Claro Ávila

Casada, três filhos, 63 anos. Quarenta anos dedicados ao Magistério Público. Alfabetizadora, sindicalista, poetisa, professora de Português e Literatura. Artista plástica, pesquisadora da História do Município para o Curso Fundamental. Bibliotecária na E.E.E.F.Manoel da Silva Pacheco em Camaquã, é uma das coordenadoras da Semana do Livro na escola, em sua 8ª edição.
Contato: [51]3671.2753

cacaugoncalves@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s