s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Marta Valria Campos Teixeira Rocha
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

ATEMPORAL

Cerzi meus planos ao vento
E depois fiquei assim
Ao relento...
Qu\'é pra entender
E jamais quimeras tecer

Cerzi enganos no escuro
E depois os espaços busquei
Qu\'é pra me certificar
De em tempo algum religar

Cirzo então meu momento,
E não o faço no escuro
Nem ao vento...
Qu\'é pra o instante consumir
E não haver o que parir

Cerzi...
Cirzo...
E sempre cerzirei
Qu\'é pra regar a magia
Que sôfrega,come e bebe
D\'atemporal poesia...

**********************

VELHA POESIA

Meu verso ficou em suspenso
E pensei de si tão denso...
Pretenso...

Meu verso ficou escondido
E pensei de si renascido
Contido...

Meu verso ficou enterrado
E pensei de si alado...
Sufocado...

E nem gritou aos sete ventos
Por antes haver se partido
Voado aos cacos
Desmedido
Perdido

E não falou seus lamentos
Por temer ser ouvido
Assombrado
Mui sentido
Aturdido

Meu verso, tolo, nem sabia...
Mas jazia
Debaixo d\'escombros
Velha poesia...

***********************

DEMÊNCIA

Meu verso ficou em suspenso
E pensei de si tão denso...
Pretenso...

Meu verso ficou escondido
E pensei de si renascido
Contido...

Meu verso ficou enterrado
E pensei de si alado...
Sufocado...

E nem gritou aos sete ventos
Por antes haver se partido
Voado aos cacos
Desmedido
Perdido

E não falou seus lamentos
Por temer ser ouvido
Assombrado
Mui sentido
Aturdido

Meu verso, tolo, nem sabia...
Mas jazia
Debaixo d\'escombros
Velha poesia...

biografia:
Marta Valéria Campos Teixeira Rocha


Nasci em Campos dos Goytacazes-Rio de Janeiro-Brasil em 1962.

Como,bebo,respiro poesia. Não fantasio amores porque amores têm que ser vividos. A cada dia sou um novo ser... Talvez por isso não me conheça...

callliopepena@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s