s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Pedro Alberto Skiba [Cnsul - So Bento do Sul-SC]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Mineiros chilenos mineiros brasileiros

Duas tragdias que chamaram a ateno dos noticirios mundiais nos ltimos dias. Os mineiros chilenos presos no interior de uma mina a mais de setecentos metros de profundidade, aps um desmoronamento. Toda a tecnologia existente sendo experimentada e usada na tentativa de romper as barreiras para resgatar os trabalhadores com vida. So 33 heris que j deixaram o anonimato para se tornar celebridades, alvos de oraes, preces, promessas e, acima de tudo, smbolos da dignidade ao entoarem nas profundezas da mina o hino nacional do seu pas. Como diz o ditado, 'a esperana a ltima que morre'. E as esperanas que estes trabalhadores que no deixaram seu pas e que mesmo na hora da tragdia e na espera do milagre, se orgulham e orgulham os que aqui fora esperam e torcem pelas suas vidas. No outro lado do noticirio, os mineiros brasileiros [nascidos em Minas Gerais], que deixaram seu bero natal para se aventurar em outros pases, na clandestinidade e na busca de um sonho dourado e que foram assassinados no Mxico. Hoje as famlias choram e exigem do Governo a repatriao dos corpos. Como justificar a fuga do Brasil? O abandono da ptria em busca de um eldorado e oportunidade de emprego? Como justificar abandonar o Brasil no momento em que o Pas mais necessita de mo de obra? Como procurar longe o que est perto.Talvez s o mpeto e a falta de maturidade de jovens despreparados. Sim!. Se estivessem preparados, estudado, feito um curso tcnico, no teriam razes para se aventurar e abandonar o Brasil. Se aqui a falta de especializao j compromete, o que procurar em um Pas de Primeiro Mundo? Se l se ganha dinheiro lavando defunto, pintando ponte, lavando carro e limpando coc de cachorro, e isso digno, por que no tentar aqui? Com um pedao de terra e at no acostamento de uma rodovia com uma enxada e boa vontade tambm d para plantar, comer e no morrer de fome. No se justifica abandonar o Brasil. J se foi o tempo em que a melhor oportunidade e o melhor caminho para os brasileiros era o aeroporto e o ltimo a sair que apagasse a luz. Aqui existem oportunidades para todos. Tem at Bolsa Famlia, vale gs, ProJovem Trabalhador e outros programas sociais de incluso. Infelizmente meus caros mineiros de Minas Gerais, vocs preferiram arriscar tudo numa mina sem sada. Aqui o resgate dependeria s de vocs.

As reformas somos ns que fazemos

Estamos novamente em ano de eleies, e desta vez o compromisso maior. Deveremos escolher o novo Presidente do Brasil, senadores, dois, governadores, deputados federais e estaduais. Voc precisa restar bastante ateno para confundir-se e no perder seus votos. Senador sero duas as vagas, portanto voc votar duas vezes. Ao todo sero seis votos. No d para reclamar. O que precisa que voc escolha com bastante critrio seus candidatos. Tambm no deixe de votar. No fique reclamando e se lamentando que todos so iguais e que no adianta votar. A que mora o perigo. Quanto menos gente votar, menos votos os candidatos precisaro para se eleger. Valorize seu voto, no no sentido de barganha ou negcio. Valorize no sentido de saber o que est fazendo e querendo. Se queremos mudanas elas somente podero acontecer atravs de nossos votos. So os eleitos que iro fazer as mudanas que queremos, desde que saibamos escolher. Por isso que importante o voto consciente. No votar apenas para cumprir com a obrigao. Votar com prazer, celebrar a democracia e o livre direito de escolher.Tanto se ouve falar em reformas, poltica, da previdncia, do judicirio e que no passam de discursos e promessas. Mais uma vez est em nossas mos.Temos que nos conscientizar que quem faz as reformas somos ns. Vamos escolher candidatos comprometidos. Vamos iniciar as reformas no dia 03 de outubro escolhendo pessoas das quais possamos cobrar as promessas e aes. Por isso, nosso dever votar em candidatos nos quais confiemos e tenhamos a possibilidade de cobr-los depois de eleitos. Tambm vamos analisar profundamente as propostas e escolher aquele que mais nos sensibilizou, que fala a mesma lngua e que sabemos no estar vendendo iluses. A escolha sua. No se deixe envolver por queles q eu tentam convenc-lo em nome dos candidatos. No vote de ouvido. Vote pela escolha livre e consciente. Escolha aquele que voc acha o melhor e no aquele que os outros acham que melhor para voc.

As vedetes da televiso

O cidado Bruno, que era atleta profissional do Flamengo, virou celebridade no por seus feitos como jogador de futebol, mas pela acusao que pesa sobre ele de ter cometido um dos mais violentos crimes deste pas. Somos todos hipcritas e damos muito mais valor ao sensacionalismo e s notcias ruins do que s boas. Lembro que algum sempre citava que se um cachorro te morder no ser notcia, apesar de os rottweillers que andam por a fazendo estragos e agora tambm acusados de comer a carne da Eliza. Pobres animais. Agora, experimente voc morder um cachorro e vira a manchete principal. As tragdias, desastres, o apocalipse sempre renderam mais notcias que uma confraternizao, um evento para ressaltar as qualidades das pessoas, o reconhecimento aos cientistas e pesquisadores que passam noites em claro na busca de uma melhor qualidade de vida para a humanidade. O aluno que exemplo na escola. A imprensa tem coisas que so inadmissveis, mas s vezes os leitores so mais sedentos por sangue dos que os vampiros da Pensilvnia. Com seus DNA de Condes Drculas querem ler notcias de que os outros se ferraram. Assim a imprensa da qual fao parte, mas procuro me policiar e no reservo capa de jornal para bandido, denunciou, prendeu, acusou e j julgou o Bruno. Tudo alimentado pela fogueira do ego e das vaidades de duas delegadas de polcia que viram no caso a oportunidade de se tornarem estrelas globais e das outras com menos ibope. At agora no provaram nada a no ser o veneno do estrelismo. Invadiram as telinhas, venderam informaes de investigao para a Globo e acabaram afastadas do caso. Deveriam ser sumariamente demitidas. Afinal, por que privilegiar uma emissora de TV com imagens de gravaes clandestinas feitas de conversas dentro de um avio? Que paguem todos os culpados, que ardam no fundo dos infernos, mas apenas os culpados. Lembra do caso daquele japons dono de escola em So Paulo que foi linchado publicamente e depois provada a sua inocncia? Que ele foi inocentado voc no sabia com certeza. A imprensa no deu o mesmo valor para a notcia. Nesta semana mesmo foi preso um estuprador e assassino de vrias mulher, inclusive menores, mas no rendeu matria porque o mesmo era pobre. E pobres de esprito somos todos ns que queremos sensacionalismo e arena com os cristos sendo jogados para as feras. Ou ns seremos as feras?

Sinal dos tempos

A Justia da Austrlia proibiu um cineasta local de manter um programa de tev no qual ele iria leiloar, ao vivo, a virgindade de duas pessoas. Segundo a deciso, se continuar com o projeto, o cineasta Justin Sisley ser acusado de fomentar a prostituio. Aps receber uma intimao oficial das autoridades locais, Sisley anunciou que pretende mudar o local do leilo para Las Vegas, nos Estados Unidos, conhecida como 'a cidade do pecado'. O cineasta passou mais de um ano recrutando um homem e uma mulher virgens para o programa. Justin espalhou cartazes pelas ruas de grandes cidades australianas como Melbourne e Sydney com os dizeres 'procuram-se virgens'. Cartazes e chamadas prometiam 'fama e dinheiro', usando uma foto da Virgem Maria. Os dois candidatos que seriam 'leiloados' receberiam 20 mil dlares australianos [cerca de R$ 32,5 mil] e 90% do valor arrecadado no leilo de sua virgindade. Os outros 10% iriam para o bordel onde seria gravado o programa. Uma das candidatas, identificada como Vernica, de 21 anos, disse imprensa local que 'decidiu participar no apenas pelo alto cach, mas pelo desafio de mudar a percepo da sociedade sobre sexo'. O projeto do programa provocou uma grande polmica na Austrlia. O senador Steve Fielding, lder do Partido Famlia Primeiro, descreveu o programa como 'um absurdo, ridculo e repugnante'. Esta mais uma prova que estamos vivendo o fim de uma era. Os valores se perderam e deram a vulgaridade, a promiscuidade, a falta de carter, respeito e dignidade. A desestruturao da famlia sem dvida maior ingrediente para que as coisas tomem esse rumo. Tudo feito em nome do dinheiro, da fama, da publicidade. Por isso, recomendvel que voc, que ainda possui uma famlia. Que seus filhos ainda sentam a mesa para fazer as refeies e sobra alguma tempo para conversar, valorize esses momentos. No tenha receio de repreend-los por que cometeram alguma coisa errada. Os filhos gostam de ser chamados a ateno. Uma maneira de voc demonstrar carinho tambm corrigindo. Pode ter certeza que amar educar e educar lhes transmitir valores e conceitos. Mais tarde eles e a sociedade sabero lhe agradecer.

biografia:

Curriculum Vitae
Dados Pessoais
Nome: Pedro Alberto Skiba

Filiao : Miguel e Maria de S Skiba
Data de nascimento: 25 de maro de 1945
Naturalidade: Joinville - SC
Estado civil: casado
Cnjuge: Zuleika Maria Wygladala Skiba
Filhos: Rodrigo Csar Skiba e Ana Carolina Skiba
Nora: Cleyde Rejane Treml Skiba
Neto: Rodrigo Csar Skiba Filho

Documentao
Identidade: 22/R - 2.372.663 - SSI-SC expedida em 25.08.87
Registro na Ordem dos Jornalistas do Brasil -OJB n 196
Registro na FEBRACOS - Federao Brasileira de Colunistas Sociais n 331
Ttulo de Eleitor 0204 8383 0906
Carteira Nacional de Habilitao 179485442

Escolaridade
Primrio: Escola de Aplicao Jos de Anchieta - Unio da Vitria - PR
Ginasial: Colgio Estadual Tlio de Frana - Unio da Vitria-PR
Tcnico em Contabilidade: Escola Tcnica de Comrcio Cel. David Carneiro - Unio da Vitria - PR

Atividades Profissionais
Auxiliar de Escritrio e Procurador de Paran Dourado & Cia.
Auxiliar de Escritrio de Indstria e Comrcio Iguau Ltda.
Auxiliar de Almoxarife da Rede Ferroviria Federal S/A
Professor do Servio Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC
Contador de Conteplan Processamentos de Dados Ltda.
Gerente de Auditoria da Audit Servios de Auditoria S/C
Scio-gerente da Serplan Assessoria e Planejamento S/C
Diretor Operacional do PROCAPE- Governo do Estado de Santa Catarina
Scio - gerente da Artematic S/A.
Scio - gerente da Rovel S/A
Scio - gerente da Skiba Indstria de Mveis Ltda.

Ocupao atual
Scio - gerente da EFN - Editora Fonte de Notcias Ltda. -
Redator Chefe - Colunista Social e geral do jornal Evoluo de So Bento do Sul h 20 anos.
Produtor e apresentador do programa EvoluAo - Tv Portal do Planalto - canal 6 - So Bento do Sul -
Comentarista da Rdio Liberdade FM
Presidente da Associao Catarinense de Colunistas Sociais at 01/09/2006
Membro da Ordem dos Jornalistas do Brasil - OJB inscrio nmero 196
Membro e Diretor de Dilvulgao da ABRAJET/SC - Associao Brasileira de Jornalistas de Turismo de SC, filiada a ABRAJET/NACIONAL
Membro da ALVI - Academia de Letras do Vale do Iguau [Unio da Vitria-PR], cadeira nmero 32 - patrono Frei Librio Lueg
Patrono da ACCS - Associao Catarinense de Colunistas Sociais
Conselheiro Nacional da OJB - Ordem dos Jornalistas do Brasil
Segundo Tesoureiro da USB - Unio So-Bentense de Escritores
Membro da FENAI - FAIBRA

Endereos:
Comercial - Rua Baro do Rio Branco, 197 - Centro Shopping Zipperer- salas 33 e 34 - Caixa Postal 450
Residencial; - Osni Roberto Tureck, 26
Telefones - Residencial [047] 633-1230 - Cel. [047] 9986-0258
Comercial - [047] 634-1536/634-1340 e 633-1808
E-mail: paskiba@gmail.com; jornalevolucao@brturbo.com

Zuleika Maria Wyglada Skiba - casada com Pedro Alberto Skiba h 38 anos
Nascimento: 15-01-1947
Filiao Waldemiro Wygladala [in-memorian] e Vitalina Zacariowski Wygladala
Formao acadmica: professora normalista pelo Colgio So Jos de Porto Unio
Pedagogia: FAFI - Faculdade de Filosofia de Unio da Vitria - PR
Foi Diretora da CRE - Coordenadora Regional de Educao em So bento do Sul
Diretora da Escola Bsica Osmarina Betekowski Baptista
Professora do ensino fundamental por 25 anos da Secretaria Estadual de Educao de Santa Catarina.
Atualmente aposentada e dedica-se a ministrar catequese para o Crisma na Igreja Matriz Purssimo Corao de Maria de So Bento do Sul

paskiba@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s