s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Maria Valria Revoredo
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

Não é mais meu

Não é mais meu o meu amor.
Fez-me escrever poesia.
Trocar a noite pelo dia,
querer real a fantasia.
De mim se apoderou.

Às vezes me faz vulcão.
Queimando por dentro,
reprimindo o desejo
que não pôde realizar.

Então as larvas ferventes
escorrem em torrentes
fazendo-me nascente
de um rio que corre
querendo ficar.

Outras vezes me quer ciclone.
Destruindo qualquer retrato
que o destino tenha pendurado
em algum arame farpado
na estrada do teu caminhar.

Mas é na terra que meu amor se encontra.
No barro soprado que se fez vida,
no chão perdido - amor sem medida.

Sem ti não há palavras.
Nem poesia.
Fico vazia...

Maria Valéria Revoredo

PARTILHAS

O nó da garganta
Só rompe em soluços
No laço que afrouxa
No balanço que emana
Se a alma humana
Se lembra que ama

Se cai e se quebra
Se dói ou se nega
Se foge ou se entrega
Se é luz ou se é treva
Partilhas irmãs

Se banha-se em si
Se embebida espreita
O que aperta em seu peito
E o que espera de si

O laço se afrouxa
No dual do existir
Quando a força se encontra
No equilíbrio das ondas
No vagar do insistir...

Maria Valéria Revoredo

Travessia

Atravesses tua ponte
Feches teus olhos, venhas sem medo
Encontrarás teu maior segredo:
Teus desejos inconscientes ali defronte

Verás então que a distância
Não se mede pelos mares
Mas pelo encanto de olhares
Que preencher-te a ti é tua ânsia

E repleto de estares sozinho
Adoces as águas que adornam a ponte:
São tuas próprias esperanças
Que jamais secaram na fonte

Verás que águas doces são preferidas
Por não aceitarem medidas
Quando fazem rimar as vidas
De duas almas divididas

Maria Valéria Revoredo

biografia:
Maria Valéria Revoredo
envolveu-se na adolescência com adaptação de textos para dramatização em teatro escolar, criação e direção de peças teatrais infantis. Apaixonada pela literatura cursou Letras na Universidade de São Paulo.
Na maturidade sua vocação ressurgiu, despertando em forma de poesia.
Classificou-se em 2º lugar no Festival de Poesia Falada de Varginha 2009. Em seguida, ganhou Menção Honrosa no Centenário de Franklin Cascaes e no Centro Comunitário de São Paulo, no concurso Prêmio Cleber Onias Guimarães 2009. Por Menção Especial no concurso 2ª Jogos Florais do Século XXI publicou no \'Poemário\', antologia ibero americana lançada em Montevidéu em abril de 2010.

mv_revoredo@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s