s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Cassiane Schmidt [Cnsul - Gaspar-SC]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Trs tempos

I

O relgio na parede do quarto
Faz-me delirar na rotina
Inglria dos ponteiros.
No roteiro gris das horas
Assoalho minhas retinas

O silncio da gaveta
Devora os poros de mil arrepios
Fortes ou fracos
Cedo ou tarde
Em nosso cais aporta o navio
Lao negro preso na proa
Canto funreo de mil ais
Um sorriso debochado ressoa
- Sobe, sobe, minha gente:
A morte no cabe numa canoa

A vela na cera despe-se
Ao longo do mar que incendeia
Meia-luz de tormentos
Alumiando o sorriso agreste
Caramelo sentidos inocentes

A morte folha verde viva
Arrancada da rvore morta
Feito fruta cozida
No ventre de uma compota

O olhar na plpebra dormida
Repousa num ponto
Esfria e reflete:
- O que sobrou de tudo?
- O que levo comigo?
Haver outro mundo,
Outros amigos?

Descalo.

II

Carros e corpos seguem em romaria
Pelas ruas estreitas do cemitrio
Uma laje se abre vazia
Esboa o trono do ltimo imprio

No vou ceder a sepultura
Nem ao estreito caixo encerado
Ocultarei meu corpo na pele crua
Em mim nada ser enterrado!

Na pele sedosa dum poema
Vou refrescar meus versos
Um anjo destilando cantilena
Lana-me dos cus o ingresso

No vou pagar a conta deste espetculo
Este cemitrio cinzento de flores artificiais
Onde me estende os braos um insolente buraco
Quero meu corpo nas margens do cais
Onde nada para sempre
E tudo nunca mais!

No quero saber de santos e rezas
Vou sem pressa por outro caminho
Sem este cho feito de pedras
Quero outro ninho!
Um lugar fresco feito de sombra
Onde sol no queime a saudade
Onde as flores sejam de verdade
A morte um gole envelhecido de vinho. Ah!

III

Hei de acordar estirada
Com as mos cheias de prolas
Num trigal de nuvens douradas
Longe do escuro e frio cemitrio
Onde conspiram as almas penadas!

Hei de ser flor numa nuvem jardim
E l de cima do cismo oculto
Gargalhas de mil anjos contentes
Acordam todos os mundos

E no cu claro da f que me guarda
Serei das estrelas o vulto
A lua ser minha enseada
Deus um repouso oculto
Nas emoes cansadas

Vou nadar na espuma clara do cu
Feito um passarinho nas asas ritmado
Feitos poemas num destino cordel
No vazio das minhas linhas
Um lugar sossegado
Onde meu versos possam dormir
Acordados.

[Cassiane Schmidt]

ltima Cano
[Cassiane Schmidt]

Me deixe
V embora
Me deixe a ss com a solido
Hoje no me interessam seus discos, seu ritmo, seu tom
Hoje no!

Hoje quero casa vazia
Ouvir atrs das cortinas
Verdes segredos de solido
Quero poesia na mesa
Ser a voz da cano

Me deixe
V embora
Me deixe a ss com a solido
Hoje no me interessam tuas rimas, tuas cismas, tuas mos
Hoje no!

Hoje quero danar no vazio dos teus passos
Arranhar teus frgeis desejos
O cho nosso de cada dia
Levou todos os caminhos pro fim
Hoje acordei feito pesadelo
Tua pior companhia

E no me olhes assim com olhos de partir
Olhos de nunca mais
Hoje sou o cais que leva e no traz
Recolha seus braos e feche a porta ao sair
No esquea de levar as chaves
Pois amanh quem sabe
Ser cedo demais pra mim

Mas no me olhes assim, no insista
Hoje sou pgina virada
Sua ltima cano!

Ponto final

O tempo escala os ponteiros do relgio
Maldito Tic-tac
Outro dia nasce

O dia nascido uma pgina virada
Tantas vrgulas, muitos pontos finais
Sintaxe difcil das horas
Singular vencendo plurais,
: solido

Tantos sentimentos conjugados
Em todos os tempos
: passado.

As manhs da infncia me beberam toda
Jamais me recuperei
Os goles daquelas manhs coloridas
: ressaca

O tempo costurou a alegria de menina
Vivo costurada de lembranas
De tudo o que foi
: infncia

A capa do livro dura
Primeiras pginas, coloridas
As ltimas, escuras.

Cassiane Schmidt

biografia:
Cassiane Schmidt

Formada em Pedagogia pela Uniasselvi- Universidade para o
desenvolvimento do alto vale do Itaja.
Formada em Letras - Lngua Portuguesa e Respectiva Literatura.
Ps-graduada em Gesto Escolar, pelo ICPG - Instituto Catarinense de Ps Graduao.
Atualmente acadmica do curso de ps graduao em Lingstica e do curso de Ps graduao em Lngua Portuguesa.

membro da Sociedade dos Escritores de Blumenau desde dezembro 2007. A paixo pelos livros nasceu desde pequena, recebia incentivo direto de sua me para a leitura, quando pequena teve acesso aos clssicos da literatura infantil. Surge deste contexto o encontro marcado, sagrado com as Letras.
Participou de vrias antologias.

cassianeschmidt@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s