s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Wagner Marim
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

MUDANÇA

HOJE vou mudar.
Não olharei o mundo
da forma como sempre olhei: taciturno.
Terei os olhos para a natureza
e terei os olhos para as pessoas.
Sairei à porta da rua onde moro
e verei o que está ao meu lado
e o que está ao meu redor.
Os olhares que estarão a minha volta
não são os mesmos que estarão a volta dos que me olham.
Aquele que me olha me vê diferente do que pareço.
Quem eu olho vejo sempre igual ao que vejo e ao que me parece.
O pé de pitanga que cresceu na calçada da rua onde moro
está florescendo.
Meu pé de pitanga está floresceu.
O mesmo pé que minha sogra cuidou e meu sogro beliscava.
Fica bonito na hora do fruto.
É como a hora do parto, a exuberância incumbida por Deus.
Hoje estou mudado.
Já percebo detalhes que nunca havia notado.
Pintaram a casa em frente de onde moro.
O cachorro que pertence a minha vizinha não late mais.
Nem eu reclamo mais. Estou mudado.
-----------------------------

ORIGEM

...........
NADA.
UM SOPRO.
UM ALENTO.
UMA RESPIRAÇÃO:
PROGNÓSTICO DE UMA VIDA
SEJA ELA QUAL FOR.
-----------------------------

A LÁ PESSOA

ÀS VEZES não percebo que tenho os pés
é como se não os tivesse.
O pensar é um vazio cheio de dor
e dói-me quando o calçado é menor
que meus pés.
Aperta como se fosse o último gole
Sacia como se pressentisse a última gota.

Ás vezes sinto as sombras
de meu terno a me perseguir.
Luto e livro-me da perplexa sombra
que não respeita ao menos meu medo.
Como meu medo fosse eterno
embora seja ele uno e consciente.
Não serei o que brada nos campos
ainda impuros, nem o que grita
esperando o eco das cavernas.
Serei apenas a caverna.
Serei apenas a sombra.

Estou em repouso
como o cinzeiro a minha frente.
O retrato que guardo de mim
está do avesso. Estou do avesso
como a camisa que cobre meu dorso
e ela não é maior que o mundo
pois nela cabe meus braços esguios
e naquele não cabe minha dor.

Estou em repouso.
Apenas uma mosca vadia
rebimba suas asas em meus ouvidos.

biografia:
Wagner Marim

Trabalhos na Antologia de Pinheiros, na Antologia dos Poestas de Vila Prudente, São Paulo-Brasil e lançamento em 20 de agosto de 2010 na Antologia dos Poetas Brasileiros-Volume I na Bienal Internacional do Livro em São Paulo, pela EDITORA IN HOUSE, 2º lugar no Festival de Música Brasileira na cidade de Lins-São Paulo-Brasil em 1971.

wmarim@estadao.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s