s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Bernardino da Silva Figueira
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
SE O MUNDO FOSSE UM ALVORECER
Bernardino da Silva Figueira

O vento manso da noite
Embala os ramos
Azuis da esperana.
A dor ainda ressona
Enrolada em seus matais.

No jasmineiro uma flor
Onde o orvalho da madrugada
Lapidou um diamante.
to lindo. de amor.
Dura uma vida
At os primeiros raios do sol.

Porque no sonhar!
O mundo,
Um eterno alvorecer.

O TUDO E O NADA
Bernardino da Silva Figueira

No busco a chegada
No lembro a partida
O comeo no soma
Nos dividendos do mundo.

O meio quem sabe
Ma nunca o fim.
O tempo e a alma.
O depois de mim.

Os sonhos, as rvores
O ar e o cho.
O perfume e o vento
A concha da mo.
O dar e ao ter.
O tudo e o nada.
Mais do que eu
Deus e a vida.
A estrada e o sonho
A esperana partida.

VOZ DA FOME
Bernardino da Silva Figueira

Todos invocam
Piedade a pobreza.
Alimento para todos
E repartir a riqueza.

Tem fartura na mesa
Mas a fome no passa,
E acaba o efeito
Do vinho na taa.

Bate o sino e de novo
L vai o menino.
A buzina do carro
E um chinelo no barro.

Haver outras taas.
Com mesas ao fundo,
E a fome estampada
Nos rostos do mundo.

Cantam os cristais
E seus bbados errantes,
Repetindo mentiras
Das promessas de antes.

biografia:
BIOGRAFIA: BERNARDINO DA SILVA FIGUEIRA
, nasceu em So Sep, Rio Grande do Sul, em 20.01.1956. Das barrancas do Acunguap, cruzou o Correntino para os campos do Ip e dali ao rumo do sol atravessou o Passo Velho num final de tarde pra fazer morada na terra mais linda do mundo. Poeta, declamador, bancrio aposentado e advogado, membro da Casa do Poeta Riograndense-CAPORI, Porto Alegre[RS], membro da Associao Literria Sepeense-ALSE e dela foi seu primeiro secretrio; integrou o movimento da msica nativa do Rio Grande do Sul, que teve seu auge na dcada de 80, onde participou de diversos festivais como parceiro letrista; participante de antologias poticas regionais e nacional; participante como poeta e como declamador em festivais de poesias gachas no RioGrande do Sul; jurado de diversos festivais de msica nativa do Rio Grande do Sul; jurado em festivais trovas gachas, danas folclricas e de poesias e declamaes.

figueira_fmf@yahoo.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s