s
s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Samuel Souza Lima
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
POR QUE TE AMO?

POR QUE TE AMO?
ESTA UMA PERGUNTA CIRCULAR
QUE ME TOMA POR ENGANO
E SE REPETE AT ME ACUMULAR
SOBRE ISSO, TENHO OS OLHOS PERPLEXOS
BUSCO A RESPOSTA EM LIVROS
OU EM GESTOS DE SENTIDOS CONVEXOS
MAS CONCLUO QUE TE AMO SEM MOTIVOS
E O INEXPLICAVEL SOTERRA A DVIDA CCLICA
A QUE ME IMPONHO: POR QU? POR QU?
SENTENA INTERROGATIVA, PROFTICA E BBLICA
QUANDO SE TRATA DE ALGUEM COMO VOCE
IMAGEM DIVINA, EMBORA HUMANA...
E EU JOGO NO LIXO
AS HORAS DO TEMPO NA BUSCA INSANA
DE ACHAR RESPOSTA AO FATO QUE ME FIXO
E ME FAZ INCREDULO ANTE TUDO
POR QUE EU TE AMO TANTO?
ESSE INDAGAO CIRCUNDA MEU SER MUDO
INCAPAZ DE VERBALIZAR SOBRE SEU ENCANTO
SEI QUE BEM ANTES DE TE SABER
EU JA AMAVA CADA COISA SUA DE VIDA
E O TEMPO VEIO APENAS A CONFIRMAR VOCE
AGORA AQUI COMIGO COMO UMA VELHA CONHECIDA
DE TO IMPOSSIVEL A RESPOSTA
JA NAO ME ATORMENTA MAIS O POR QU DE TE AMAR
ENTAO, ME VEJO CAMINHANDO NA DIREO OPOSTA
COMO QUEM PERGUNTA: POR QUE NAO TE AMAR?!

A FLOR DA PALAVRA

Anterior a todo sofrimento,
o poema nascido agora:
Graas a Deus, no veio a tempo
De ver as guerras dos homens de outrora.

Abriu o cho, seco e entristecido,
O silncio e a leveza do poema...
Espalhou flores e trouxe sentido
Nos olhares humanos, e vida plena...

Por ser to divino, ele permanece.
E caminha voando, sem que viesse
A destruio de armas e soldados.

O poema nascido no meio do mundo
Rompeu os cus, atravessou o rio imundo
Das discusses, e cresceu...para todos os lados!

FOI DE CORAO

Foi tudo de corao,
As brigas e as desculpas.
Foi tudo de corao,
E eu aceito todas as culpas.
Foi tudo de corao,
Os beijos e abraos meus.
Foi tudo de corao:
A maior testemunha Deus...
Foi tudo de corao,
O carinho que eu te dei.
Foi tudo de corao,
As palavras duras que falei.
Foi tudo de corao,
Todo o arrependimento depois.
Foi tudo de corao,
Tudo vivido por ns dois.
Foi tudo de corao,
O amor e a amizade.

Foi tudo de corao,
Todo o vazio da saudade.
Foi tudo de corao meu olhar
Para te fazer mais feliz.
Foi tudo de corao eu te amar,
E eu te amei e te quis.
Mas, foi tudo de corao...
Cada palavra antes do amor.
O que eu fiz foi tudo de corao:
At na hora de dividir a dor.
Foi tudo, tudo de corao
Meu amor por voc, corao...

BIOGRAFIA:
Samuel Souza Lima
, nascido no Rio de Janeiro, em 08/01/1980 possui 2 grau completo e escreve poemas desde os 14 anos de idade, tendo vencido j alguns concursos de poesia. Seu maior objetivo no futuro publicar livros do gnero potico. Tem acumulado cerca de 3.000 poemas. Atualmente, funcionrio pblico. Alm de escrever, tem por hbito a prtica constante de esporte, acreditando que este um meio de manter em equilbrio o corpo e a alma.

samuelpoeta@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s