s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Fabio Ramos
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
fabioramospoetasc@gmail.com
Pertenece a la Directiva
Biografia

Fabio Ramos

Secretario Nacional - Brasil

Fabio Ramos dos Santos é escritor poeta, músico, empresário do ramo financeiro. Nasceu em Lages, na Serra de Santa Catarina, em 04 de novembro de 1980, residente hoje na cidade de Chapecó, no oeste do estado desde 2007. Filho de Carlino dos Santos e Solineti Ramos dos Santos iniciou sua carreira artística aos oito anos na música na cidade de Rio dos Cedros, no Vale Europeu de Santa Catarina.

Fabio esteve sempre em contato com a arte e a cultura européia, sempre presente em movimentos sociais, esporte, cultura e lazer na cidade em que cresceu, Fabio passando por diversas situações, usou papel e caneta para fazer um verdadeiro amigo, um refúgio para suas lamentações, medos, sonhos, desejos. Bastante contraditório por estudar e trabalhar no setor das exatas, Fabio fez da música e da poesia algo muito forte em sua vida.

A princípio seus textos eram apenas rascunhos de papel escondidos, até que amigos e amigas começaram a ler e gostar dos textos, e então começaram a transmitir os mesmos, tornando Fabio conhecido por belos poemas. Em 1996 Fabio conheceu o escritor Pomerano Cícero Pedro de Mello, que incentivou e mostrou os primeiros caminhos para tornar-se um bom escritor. Neste tempo a mídia local do Vale, começou a apoiar seu trabalho e depois de muito tempo utilizando diversos meios para divulgar suas obras, Fabio então é reconhecido e tem textos espalhados por todo o Brasil, por diversos meio.

Em 2007 participou da Antologia, Coletânea de Poemas, Crônicas e Contos, 'ELDORADO' , Volume IV, pelo Celeiro dos Escritores, e logo em seguida participou da Antologia de Poesia e Prosa de Escritores Contemporâneos 'Amor & Paixão', Volume I, também pelo Celeiro dos Escritores e neste ano sente-se honrado e realizado por participar da Antologia 'Poesia do Brasil', e principalmente do Congresso de Poesia, e deste seleto grupo de pessoas, em busca de um sonho, a arte, a poesia para todas as nações, o que se faz como um marco na carreira e na História deste Poeta.

fabioramospoetasc@gmail.com

 

H i s t ó r i a s

Histórias.....
Toda história, é uma história de amor
Quisera eu, ter uma linda história à contar
Quisera eu, ter uma história

Histórias.....
O anseio de histórias, me fez te imaginar
Me fez te desejar, te compreender, te precisar
Criei....
Criei muitas histórias, fiz a minha história
Mas, não pude viver nenhuma delas como eu quis

Histórias....
Enquanto eu as tentei viver,
Caíram as lágrimas de meu rosto
Doeu, doeu muito em meu peito
E, até hoje dói muito

Vivo.....
Vivo em mundo que não entendo
Quero viver, para tentar entendê-lo
Não peço a morte, pois...
Não sei se vou amá-la como amo a vida

Então, eu vivo uma vida, procuro...
Uma vida de procura
Louca procura.....
Porque, loucos são, os que não se cansam de procurar
Louca vida, louco vivo....

Procuro......
Mas como procurar?
Se há algo trancado no peito
Se vivo trancado neste quarto
Sozinho, sem motivos......
Como aqui encontrar?
Se já não me encontro na imensidão deste Mundo aberto

Não......
Não há porque esclausurar, esquecer
Porque nas minhas histórias de romance,
Eu já amei
Não sei se às vivi, ou se apenas sonhei
Porque, sempre tento lembrar de mim
Mas, me lembro só
Não que eu estive solitário por todo o tempo
É porque, eu nunca encontrei ninguém
Para dizer comigo um só

Histórias......
Somente páginas que folheiam,
Que envelhecem
Páginas, que ficam no peito, e na memória
São páginas de amor, luta, dor e alegria
São, somente minhas histórias

<><><><><><><><><><><><><><><

Se falo de amor

Se falo de amor, não é porque saiba o que ele é
Mas porque o amo, e o amo por isso
Porque, quem ama não sabe o que ama
Nem sabe porque ama,
Muito menos quem é o amor

Talvez seja esquizofrenia
Pois, se o amo sem saber o que é
Como sei que o sinto?
Como saber que é ele?
Não sei,
Apenas o amo, imagino, sonho...
Deixo que em minha alma se alastre
E se faça presente em mim
Único, pleno, dominante

Porque...
Já não vale reagir,
Tão pouco adianta, é forte, muito forte,
É inútil tentar
O coração é frágil, inocente, indefeso
Um dependente deste amor tão distante
Que me persegue, me condena
E, me aprisiona....
Em tua ausência
Em tua falta, longe do seu toque
Do seu beijo, do seu cheiro
Do aconchego dos teus braços

O vazio, o frio e a solidão
Companheiros inseparáveis
São tomados por pensamentos exultantes
Viagens de brando sentimento
Perdido no ar, solitário
Na ilusão de sua própria existência
De suas próprias razões
No seu próprio existir...

Ah!!! Amor,
Se o amo,
Se te sinto, sem saber quem tu és,
Porque não vens ao meu encontro?
E, me revela quem tu és.

<><><><><><><><><><><><><><><

Yasminn
Poema dedicado a minha filha.

Yasminn
Amor eterno, incomparável, verdadeiro em toda a essência
Sem medir, nem pedir nada em troca
Meu tudo, meu nada, minha vida, minha alma
Intenso sentir e viver, como se só bastasse você viver
Na imensidão de extremos, de sensações e emoções sem explicação
No mistério e na dádiva de tua existência, o verdadeiro e eterno

Teu EU em meu EU, desmedido e desvairado, inocente
Ancorado em meu peito, em meu existir, que sem TI não existe
Raro, puro, complexo, verdadeiro, brincalhão, incomum
Taõ nobre sentir, sem ao menos te ter, e ao te ver, jamais esquecer
A viver e entender, que o meu mundo é você, meu eterno viver
Risonho mundo em teu sorrir belo e viril
O teu sorrir meu EU por completo, em tua felicidade o fim de HISTÓRIAS

Rasgado em teu choro as lágrimas me ferem
Acalento em tua lágrima que eu meu peito seca
Minha vida, minha FILHA, meu tudo, meu EU
Olhar em silêncio expressa o AMOR, em palavras caladas
Sentir em TI, a dádiva e sonho de um verdadeiro Amor

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s