s
s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Paulo Csar Gonalves [Cnsul - Guimares]
Nacionalidad:
Portugal
E-mail:
Biografia

Cicatriz

Cinza tarde
Que negra noite
Se tornou

Que desassossego
Do Inquieto Peito
Brotou

Chuva, Trovão
Tempestade

Uma Mentira
Soa como
Verdade

Estranho dia
Que a tarde
Gemia

Estranha Noite
Que o dia
Desconhecia

Que lento acordar
Que triste alvorada
Tarda a Luz em chegar
À Sorte anunciada

Até ao fim do mundo

Por ti
Sonhei

Sonhos em
Que amei

Sem saber
Que amado
Era

O que
Antes não fora
Chão Sagrado

Transformou-se
Após o teres
Pisado

Duas nascentes
Uma só foz

De um rio
Que corria
Veloz

Duas Estradas
O Cruzado
Um só caminho
Pelo destino fadado

Dois corações
Um sentimento
Profundo

Um Amor
Até ao fim
Do Mundo


Valsa

Quando o dia partiu

Eu era eu
e Tu Eras Tudo

Sim,o tempo passou
mas deste mesmo por isso?

Eu sou eu
e Tu continuas a ser Tudo...

Eu e Tu,
A Conta de Somar Correcta

Valse

Quand le jour s’en est allé,

J\'étais moi et Tu Etais Tout,
Oui, le temps a passé,

mais quelque chose a-t-il changé ?
Je suis moi et Toi,

Tu continues à Être Tout...
Moi et Toi, le Compte est Bon.

Paulo César Conçalves [Portugal]
Traduit par Athanase Vantchev de Thracy


Biografía:
Paulo César Gonçalves
nasceu na década de 80 em Azurém, freguesia do concelho de Guimarães. Cresceu na freguesia de Santa Marinha da Costa, do mesmo concelho, onde completou o ensino básico nas escolas EB1 de São Roque e EB 2,3 Professor João de Meira. Mais tarde, estudou Humanidades na Escola Secundária Martins Sarmento, vulgo Liceu Nacional de Guimarães.
Frequentou a UTAD, em Vila Real, licenciatura de Português/Inglês [ensino de], tendo mais tarde solicitado transferência para a Universidade do Minho, Braga, para a Licenciatura de Línguas e Literaturas Europeias. É um dos fundadores e directores do Centro de Estudos Edgar Allan Poe, com sede em Urgezes, Guimarães. Cultiva o gosto pela leitura e pela escrita desde muito jovem, tendo especial tendência para o épico e para o clássico. José Carlos Ary dos Santos é a sua maior referência literária.
Integrou a colectânea A Traição de Psiquê, Lugar da Palavra, 2009, tendo sido distinguido pelo júri com uma menção de Qualidade Superior. Publicou o seu 1º livro, “Até ao fim do Mundo”, em Janeiro de 2010.

zeppelin68@sapo.pt

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s