s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Vicente de Percia
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

PRESENÇA
PRESENÇA


Ser absoluto no escuro
no vazio do dia
frio de Sol.
Solte estilhaços em comunhão com este momento:
na relva, revalda, revoltada...

Sem ser nada
Nada sem ser.

Circulando em volta das luzes
estrelando....

rompendo sombras,
branqueando...
Brincando e desfazendo num contínuo:
a percepação ensolarada,
enrijecida e esquecida na luta pela vida,
no galope de hoje.

Diminuindo a severidade:
o arder de dentro,
o agasalhar como ninquém.

Remultiplicando espante palavras,
enxote palpitações,
imprima facetas,
enxerte o gosto de estar.

E lento,
indo e vindo,
serenamente encantas...

\'BRASIL DA SILVA:MISTÉRIO DE CHORAR\'
Edit/Achiamé 1982,Rio de janeiro-1ªedição
autor: Vicente de Percia
-//-
Parte do poema


\'LABIRÍNTICO SERIÁTICO\'
DE VICENTE DE PERCIA

Labiríntico
O artista ao mundo
Seriático
Tocado por todos
Labiríntico
Rítmico
Como os pássaros Passantes
inundando tudo
Amontoado na mente
na gente
Passatempo

A CASA NEM COM NEM SEM

EL ritmo delas horas e olvidado
infinidad de formas posibles
Adormece el cansacio

Negativa visión
no oidas
incomplementadas

en el ocaso punto de vista
el dispersar

Fuese el Higado crujiente
un accidente acontecido
una declaracion de amor retratando el mal.
estállásse los dedos

Para esas extensas cuerdas que nunca
se sabe desatar
una determinación de no pedir a la jornada alegrias

La Manzana Enrojecida
No Quiero Trabajar En Neste Verano

VICENTE DE PERCIA - prêmio Master deliteratura, 1985/86 -com o livro:\'VOAMAR: NÃO QUERO TRABALHAR NESTE VERÃO\' edit?Dois Pontos ,Rj. [parte do poema,tradução -Rosa Abbruzzesse zagari -o texto integral em espanhol e português foi lido e debatido no SESC,RJ,em 31/10/2008 ]

3ª Edição/2008/Prêmio Master


O poema:
A CASA NEM COM,NEM SEM,
do livro acima será editado a parte em lingua espanhola
A EDSON LUÍS DE LIMA SOUTO
A dor encosta a cabeça nos companheiros.

Todos gritam a direção do tiro certeiro,
esfacelando a voz ante a impunidade.

Anoitecia;a vida foi arrancada,
sua camisa mostrada à multidão,
repetindo o Gesto Sacro.

O frio encandescente cresce por ordem de Deus,
juntando a massa,
repudiando a execução.

Instintivamente agarraram-se uns aos outros
num afeto vivente.
E os olhos fixam os lábios sem cor do moço do Pará.

Dorme o sono provocado pelos ideais contrários,
onde a respiração ofegante fica em outros peitos.

Mais uma vitima levada à luz de archotes:
aos dezoito anos de idade.

Quem pode dizer a palavra certa?

Sopra um mar tinto de sangue,
indicando cavalos agitados,
perfis reconhecidos e futuros desaparecimentos.

_E se recolhe na sabedoria desta esperança a fatalidade -

\'BRASIL DA SILVA:MISTÉRIO DE CHORRAR\',
Vicente de Percia,Edit,Achiamé,1982,Rio,RJ.
O poema foi editado em vários periódos no Brasil e exterior.
Comentário:......
Vicente de Percia traz consigo,nesses exercícios,o pensamento vivo colhido nos vários acontecimentos,analiisados numa linguagem extremamente objetiva.Os resultados dos seus trabalhos relatam uma trajetória de acontecimentos,cujo o enfoque não pode ser visto somente em relação à \'brasilidades\'.Está presente na universalidade do tema,na vivacidade das abordagens e no constante senso do amor.[Rose MarieMuraro]

VICENTE DE PERCIA RECOMENDA

\'DA RELIGIOSIDADE \'
[A literatura e o Senso Crítico]
Autor:VILÉM FLUSSER - Coleção ensáios transversais


VEJA TODAS AS POSTAGENS
ACIONE TODAS AS POSTAGENS DO BLOG -CLIGUE EM POSTAGENS ANTIGAS.HÁ VÁRIAS REFERÊNCIAIS QUE NÃO ENVELHECEM.
BLOGDEPERCIA

Lançamento\'QUER QUE EU TE CONTE UM CONTO.\'[Edit/Achiamé,RJ,1980] Galeria Anna Maria Niemeyer

Victor Giudice,J.J.Veiga, Vicente de Percia

A CASA NEM COM NEM SEM

A Casa,

intuitiva,

esconde-se
na auto-ilusão.

Culto do acaso,

constantes alegações.

MOTIVO
La casa,

intuitiva,

encumbre
na auto-ilusion.
Culto de acaso,
constantes alegatos.

VOAMAR:NÃO QUERO TRABALHAR NESTE VERÃO.
Vicente de Percia,Prêmio Master de literatura,1985/86,
edit/Dois Pontos,Rio de Janeiro,trad/Rosa abbrruzesse Zagari.

biografia:
Vicente de Percia

Formado em Letras, Direito, Metodologia do Ensino Superior. Critico de Arte membro da Associação internacional de criticos de arte [Paris- França], Brasileira[ São Paulo,Brasil],Bow Art international [Entidade internacional] Possui inúmeros livros e ensáios publicados em vários idiomas.Poeta, Contista, ensaísta, Prêmio Master de Literatura com o livro:\'Voamar:Não Quero Trabalhar Neste Verão, Editora Dois Pontos, Rio de janeiro,1985/86\'.Publicação recente : \'Vertentes do Amor e Morte - Reflexões Sobre a ópera de Richard Wagner\' Editora Scortecci e Bow art International.2009. Integra inúmeras antologias e assina colunas em periodicos e revistas nobrasil e exterior. Seu perfil pode ser visto: http://bowartinternational.blogspot.com
Licenciado em Letras e Literatura Portuguesa, Finanças, Estética,
História de Arte e Metodologia do Ensino Superior, na Universidade
Federal Fluminense e em vários Centros de Estudos Superiores em
diversos países [Espanha, França, Inglaterra, Argentina, entre
outros].

Foi fundador de inúmeros Polos universitários de Arte, Secretário do
Sector de Cursos do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Membro do
Conselho de Artes Plásticas do Museu da Imagem e do Som do Rio de
Janeiro, Vice-Presidente da Associação Brasileira de Críticos de Arte,
Membro da Bow-Art International. Foi jurí e curador dos principais
Salões e bienais oficiais de artes plásticas [Bienal de Tobago, Salão
de Arte Moderna Brasileiro, Rencontre d`Art Internacional
Inter-Caraíbes [França, Caraíbas, Antilhas], Bienal Mundial do Barro,
entre outros.

Actualmente, exerce a profissão de jornalista, é crítico de arte,
escritor e artista plástico. Dirige ainda o Estúdio de Arte
Contemporânea em Teresopolis, Brasil.

Exposições individuais:

Espaço Alternativo Sophia Imber, Museu de Arte Moderna de caracas,
Venezuela, 1993; Centro de Estudos Brasileiros, Buenos Aires,
Argentina, 1998; Galeria Sóletrando, Painel, Nitérói, Brasil, 2000;
Galeria Art New, São Paulo, Brasil, 2002; Caminho Oscar Nimeyer,
Niterói, Brasil, 2002; Galeria Singular, Niterói, Brasil, 2004;
Alliance Française, Rio de Janeiro, Brasil, 2006.

Exposições Colectivas:

Poesia Totale, Selecção Mundial Internacional do crítico Sarenco,
Mondova, Roma, Milão, Itália, 1992; El Ciclo de Arte, Chile Arte,
Santiago do Chile, 1998; Art Ba, Buenos Aires, Argentina, 1998;
Labirintico Seriático com o artista Mário Reis, Museu António
Parreiras, Niterói, Brasil, 2006.

A sua obra encontra-se representada em colecções privadas e públicas.
-// -
O CRÍTICO MISTÉRIO DE CHORAR A CRISE
\'Pescrutando as contradições sociais essenciais do mundo atual,Vicente de Percia assune a cena literária da poesia com temas denunciadores que choram,poéticamente,encobertos de mistérios de silvas / selvas de nosso passado presente dias-Brasil..........\'
Prefácio de Dalma Brauner Portugal Nascimento para o livro Brasil da Silva:Mistério de Chorar. de Vicente de Percia.
[Doutora em literatura brasileira,Teória Literária da UFRJ]

depercia@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s