s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Tamara Ramos
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
E EU QUE ERA TUDO OU NADA AO MEIO-DIA

E eu que era tudo ou nada ao meio-dia,
Que cantava a chuva ao inverno frio,
Que rastejava seu nome aos ps do caos,
Que andava s e nua
Sob o sol da minha rua.

Eu que amei a todos enquanto contemplava a vida,
Que odiei o vento sul nas tardes de sbado,
Que lamentei a morte e celebrei a vida,
Que troquei tantos sonhos por livros preciosos,
Que andava a p, toa,
Sob a lua do meu tempo intil.

Eu que praguejei injrias na sexta-feira treze,
Que amaldioei a falta de sorte do mundo,
E invejei meninas de cabelos dourados,
Durmo hoje ao som de eternas rumbas,
Uso vermelho s seis da manh,
E ando de preto,
Sob o sol do meu destino.

Eu que nunca lamentei meus absurdos,
Que nunca retrocedi nos meus conceitos rgidos,
Que de certezas plenas amanheci em verdes vales,
Que escutei o ai solene de prostitutas virgens,
E derramei meu sangue ainda criana,
Ando hoje devagar,
Sob a lua cheia de histrias vermelhas.

E hoje aqui tudo lembrana e esquecimento,
Minha casa pequena pra mim,
E meus amigos j no dizem as letras do meu nome estril.
Fao da rua abaixo passarela extensa
E ando ainda sem pressa
Sob o sol e a lua do meu caminho vil.

AS ESTRELAS

Cortando o firmamento,
ponto a ponto,
sobre a cidade vazia,
brilhante constelao...

Erguida sobre a multido
de passageiros solitrios,
ora afoitos pela luz do dia que vem,
no percebem o cu luminoso
a espera de outro milagre,
e seguem com pressa,
olhos fixos ao cho.

E l no alto juntas sorriem,
clareando meu pensamento,
arrastando o tempo junto a mim.

Dias e dias, talvez.
noites e noites:
alguma luz,
imprevistas sombras,
breu.

Tristes amarras prendem
homens atentos a coisas vs,
e as estrelas,
ah! As estrelas majestades!
Reinam solenes
sobre a cabea do pensador
que, aberto ao claro de todos os luares,
deixa refletir a luz das meninas,
que de tanto piscar,
parecem danar!

Mas a noite toda homem,
velhos assuntos,
mau humor.
Onde antes vibravam mil cores,
hoje tudo cinza e azul.
E no vemos mais
os tempos ancestrais
onde tudo era brilho
e luz.

OCEANO FLAMENCO

Eu me vestia de vermelho todos os dias
e corria pela praia em contraste primrio com as cores do mar,
pisando em areia branca,
revisando versos azuis.

Perdi trs vezes o grande amor,
abandonei pessoas eternas,
esqueci o nmero da casa em que vivia,
e vaguei sem dinheiro pelas ruas do meu pas.

Cheguei como estrangeira em terra desabitada,
carreguei meu silncio por tempo inaudito,
forrei de poesia o cho do meu quarto inspito,
e chorei sozinha em noites de cu sem lua.

Conquistei meu espao com palavras fortes,
gerei frases de efeito em territrio alheio,
mascarei intenes duvidosas,
formulei sentenas de guerra,
e impus fora minha vontade nica.

No fiz muitos amigos,
testei meu passaporte em estabelecimentos locais,
mantive em segredo meu passado profano,
e falhei em pblico quando jamais deveria.

Hoje sou mais de cinco mulheres,
encanto homens e crianas,
minha bagagem cheia de histrias adormecidas
e a liberdade infinita, minha melhor companhia.

biografia:
Tamara Ramos

Nascida na cidade de Santos em 1977, Tamara Ramos dedica-se ao estudo das obras literrias nacionais e internacionais desde a adolescncia.

Formada em fotografia, a autora valorizou sempre a busca pela esttica tanto em seu trabalho visual como em sua obra literria.

Nota-se em sua poesia uma forte influncia da arte latina e hispnica, encontrando nas cores intensas da arte espanhola, mexicana, chilena, colombiana e brasileira, a maior fonte de inspirao para sua criao potica.

Em 2007 lanou o blog 'E eu que era tudo ou nada ao meio-dia' que tem surpreendido a autora devido ao grande nmero de acessos.

Em 2008 participou do livro de coletneas de poesias e contos: ANTOLOGIA DELICATTA III, lanado na 20 Bienal do Livro em So Paulo, com dois poemas de sua autoria.

Bacharel em Direito, a autora tambm criadora e responsvel pelo projeto 'Formando Poetas' onde ensina a lngua portuguesa e a paixo pela leitura por meio da poesia. O projeto foi desenvolvido para dar apoio s crianas carentes e com deficincia de aprendizagem.

A autora tambm colunista dos sites Gosto de Ler, o maior site de colunistas do Brasil; e do site Recanto das Letras.

Tamara Ramos membro da Academia Esprito Santense de Letras.

tam_ramos@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s