s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Grcia Ktia de Carvalho Dantas
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

EU TE AMO
[Vieste morar dentro de mim]
Grácia Kátia Dantas

Quero deixar sempre contigo, cravado na memória,
Minha fragrância, para lembrares extasiado o perfume,
Um beijo mordido sem controle fazendo a doida trajetória,
O carinho gostoso no ponto certo aumentando o teu volume.

O meu jeito de andar, olhar e falar ficarão gravados,
A alegria, meu modo moleque de levar a vida também,
O meu amar livre, sendo tua escrava será recordado,
A delícia do ápice do prazer nunca vivido com alguém.

Não quero pedir, venha só por saudade me procurar.
Fiquei preenchida quando vieste morar dentro de mim, .
Esperarei sempre o teu amor, só pela emoção de amar.

Eu te quero, fazendo muito amor sem preconceito.
Eu quero pétalas, misturada com prazer no nosso leito,
Eu só quero ser feliz porque a vida nós dá este direito.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

VOLTE PORQUE EU TE AMO!
Grácia Kátia Dantas

Volte logo para o tempo voltar.
Meu coração chora, clama por ti.
Guardo nos olhos o teu jeito de amar.
Nos braços dos abraços que me perdi.

Preciso desfolhar-me nos teus beijos
Venha lobo encantador e enigmático.
Eu aqui queimando em febre de desejos
Resultado de recado protoplasmático.

Estou nua, traga minha vestimenta.
Ah! Grande é o amor que me entrego!
A paixão que me consome, me alenta.

Leia-me em meus versos sinceros.
Tê-lo torna-me divinamente feliz e...
Entre as folhas te darei gozo eterno.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

A TUA AUSÊNCIA ME APAGOU
Grácia Kátia

Hoje estou calma docemente estranha
Esta paz que corre congelando o sangue
Vida sem rumo deprimido bumerangue.
Nem fogo consegue reavivar as chamas.

Minha muralha de sonhos desmoronou.
Fiquei sem sol, sem noites e sem a lua.
Tenho corpo, mas a alma é nua e crua.
Subitamente a tua ausência me apagou.

Podes enterrar esta mulher que nada sente
E por perder o juízo será sempre lembrada,
Desejava romance, mas nunca foi amada.
Pássaro de alma livre era feliz e reluzente...

A lembrança da volúpia ainda permanece.
Os lábios doces, com um sabor encantador.
Uma mulher fogosa chama incandescente.
Não tinha pudor quando se vestia de amor.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

biografia:
Grácia Kátia de Carvalho Dantas

\'Minhas poesias são feitas para equilibrar o excesso de sentimentos que transbordam em minh\'alma.\'
Escrevo com a tinta do coração. Minha inspiração depende
do calor das emoções vividas, alegres ou tristes, mas sempre para falar de AMOR, razão da vida.

kellykathy@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s