s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Wilson Pereira
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

ENQUANTO É TEMPO

Menino,
sai do sol;

menino,
sai da chuva;

menino,
sai do vento;

menino,
sai da rua;

menino,
vem pra dentro.


Menino,
cria asas:

vai ao vento
vai à noite,
vai ao sonho;

menino,
vai em frente,

sai de casa,
sai do sério,
inventa.

Menino,
sai do homem
e brinca um pouco,
enquanto é tempo.

O MENINO

O menino em mim
ainda se comemora:

há um gosto de vento
nos ombros,

um cheiro de amoras
no tempo,

um engenho de sonho
nos olhos;

uma varanda
namora o silêncio
das horas que caem.

O menino em mim
ainda cresce

e me leva embora.

CLARA


Oh! como em mim eu quisera
apanhar uvas na vinha
madura de tua espera
para o vinho de tua vinda!

E quando enfim tu viesses,
a boca ávida de sedes,
os olhos tenros de messes,
plenos de sonhos e flertes,

talvez nem mesmo eu soubesse
que a noite seria Clara
em finos lençóis de lua.

Oh! a beleza se veste,
se penteia e se prepara
para se dar toda nua!

AMBOS

Outro dia
passando por mim

eu quase me reconheci

mas íamos
ambos apressados

um para o futuro
o outro para o passado.

A FOME DE DEUS

A faca
que sangra

a faca
que descarna

a faca de Deus
é o tempo

mas a carne
Deus salga

Deus come mesmo
ainda fresca, sangrando,
é a alma.


Biobibliografia
Wilson Pereira
, poeta brasileiro, nasceu em 1949; reside em Brasília, capital do país. Professor universitário e assessor legislativo aposentado da Câmara Legislativa do Distrito Federal, onde ingressou por concurso público. Formado em Letras e Mestre em Literatura Brasileira, pela Universidade de Brasília. É Coordenador-Geral do Centro de Informações e Biblioteca em Educação – CIBEC, do INEP/MEC.
Professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, lecionou por mais de vinte anos na Universidade Católica de Brasília.
Poeta, contista, cronista, ensaísta e autor de livros infanto-juvenis.Premiado em diversos concursos literários de âmbito nacional. O livro Pé de Poesia, hoje na 5ª edição, recebeu o selo “Altamente Recomendável”, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ, e foi incluído na lista dos cem livros escolhidos para o Programa Nacional de Bibliotecas Escolares – PNBE, do MEC, em 1999.
Wilson Pereira tem poemas traduzidos na Argentina, Itália, Colômbia e Romênia. Publica, esporadicamente, poemas, resenhas e ensaios em diversos jornais e revistas do País e tem poemas estudados em livros didáticos.


Obras do autor:
Escavações no Tempo [poemas], RHJ Edições, B. Horizonte,1974;
Menino sem Fim [poemas]1ª edição: Thesaurus Editora, 1988; 2ª edição: Editora Miguilim, 1994;
Pedras de Minas [poemas],Da Anta Casa Editora, Brasília, 1994;
Pé de Poesia [literatura infantil], Editora Dimensão, B. Horizonte, 1995;
Amor de Menino [contos],Ediotra Dimensão, B. Horizonte, 1997.
Vento Moleque [literatura infantil], Ediotra LGE, Brasília, 2002;
Riozinhos de Brinquedo [literatura infantil], Franco Editora, Juiz de Fora, 2006;
A Rãzinha que queria ser Rãinha [Literatura Infantil], Editora Callis, São Paulo, 2008.

A Pedra de Minas – Poemas Gerais, 2002. [Este livro reúne poemas dos três livros editados e o livro [até então] inédito Decantação.

Participa de diversas antologias poéticas, entre as quais Antologia da Nova Poesia Brasileira, org. de Olga Savary, publicada em 1992, e A Poesia Mineira do Século XX¸ org. de Assis Brasil, 1998.

Inéditos:
A Pata Feldspata [infantil]
A Lagartixa Pintada [infantil]
Menino Devoto [infanto-juveni, aprovado para edição pela Editora Paulinas, SãoPaulo ]
Pó de Poesia; [infantil]
A Noite – casa dos sonhos [poemas]


Wilson Pereira: wilson.pereira@inep.gov.br telefone: [61] 9184-2734 [61] 2022.3950 [trab]

wilson.pereira@inep.gov.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s