s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Luiz GONZAGA SILVA
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
A Festa das guas

L. Gonzaga

As grandes cheias do pantanal, trs sempre uma quantidade imensa de plantas aquticas, que se movimentam e se organizam em suas comunidades, formando os seus ncleos, para a grande caminhada em busca das ilhas flutuantes.
Entretanto, nem todos os ncleos conseguem chegar com suas comunidades aos rios, considerando as longas distancias que tem a percorrer e sem fora mal conseguem chegar nas lagoas ou nos pequenos corichos, que lamentavelmente nada oferece e no leva a lugar algum.
Mas, festa... festa das guas... a grande cheia do pantanal, e todas as plantas devem comemorar os seus momentos de alegria junto as suas comunidades, enquanto o sol no chega com o seu calor abrasador, semeando a seca nas mais distantes plancies na tenz de todas as covardias. Mas, a vida segue...
Quanto a mim, que tudo assisti... entrei no meu barco e tomei o rumo de um rio em busca de novas venturas, sendo inclusive recepcionando por uma grande concentrao de 'camalotes' com todos os seus ncleos organizados, aguardando apenas o momento certo para adentrarem nos verdadeiros caminhos do rio, agora na condio de Ilhas flutuantes ou [baceiro].
Como vemos amigos: foi a partir desse momento, que vim entender a importncia dos ncleos na formao das ilhas ora comentadas.
Da... depois de viajar por cinco dias e cinco noites, todos os componentes da Ilha, [baceiro] receberam autorizao para encostar ao lado de um barranco arenoso que tinha a nossa esquerda...
A noite era de lua... e a lua parecia cantar uma cano de acalanto para todas as planta que compunham a nossa maravilhosa Ilha.
E para felicidade dos 'camalotes', o dia amanhecia soprando uma brisa fresca para as guas barrentas do rio, repleta de novas Ilhas na mais feliz de todas as caminhadas.
Porm, o que mais me impressionou nesse espetculo, foi um pequena folhinha isso mesmo, uma pequena folhinha que muito apressada, seguia em grande correria cumprimentado a todos...
- Bom dia!... eu no poso parar bom dia... quero encontrar minha me que est bem mais adiante, tchu!...
Entretanto, depois da saudao da pequena folhinha, a nossa Ilha, [baceiro] recebeu ordens para partir, e assim foi feito... at porque, todos tinham pressa para a grande chegada.
E depois de viajar por mais duas horas todos notaram que a Ilha estava tomando outro rumo seguindo em direo a uma enceada a nossa direita e ali ficando por mis trs dias, gerando com isso uma grande discrdia entre os lderes comunitrios, e um total desequilbrio tomava conta da Ilha [bace], sendo a mesma abandonada e dissolvida pelos ncleos saindo cada qual com suas comunidades desmanchando-se por completo aquela organizao.
Por esta razo, que em certa poca do ano, os camalotes se espalham pelos caminhos dos rios procurando a sonhada organizao que os leve a to esperada festa das guas nas Ilhas das esperanas.

biografia:
Luiz GONZAGA SILVA


Jornalisa
Poeta
Escrtitor
Compositor
Msico

lgonzagasilva@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s