s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Angeline Dominguez
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Todos os direitos reservados....

- Para encontrar voc -

Vou at o mais alto das montanhas
Posso ficar todas as manhs acordada
Achando todas as coisas estranhas
Para encontrar voc...

Voc que no vejo
Voc que desejo
As coisas mais belas do mundo

Irei at o desconhecido do oceano
Encontrarei a velha rvore do tudo
Voarei aos cus
Sem preocupar-me com gravidade
Encontrarei as estrelas
Conhecerei outro mundo
Fora da realidade
Para encontrar voc...

Quero ver se voc existe
No querendo ficar mais triste
Achando que s iluso
Que o corao insiste
Que o corao no diz a verdade
Tudo que mostra s razo
Que no viajaremos com a mente
Ou com nossa Imaginao...

Angeline Dominguez

- Viajando ao sonhar -

Com os olhos voltados para cima
Deixe que a mente comece a rodar
Com a cabea e olhando bem distante
Vendo estrelas, montanhas e o mar

De repente apenas num instante
Olhe a lua, comece a voltar
Com os olhos, os olhos bem brilhantes
V colocando as coisas no lugar

Percebendo que as coisas dessa vida
So iluses que podemos transformar
Na realidade de nosso dia a dia
No amanh que est para chegar

Continuando sentados aqui no alto
Com a cabea, a cabea a matutar
Com os olhos, os olhos bem abertos
Continuando e voltando ao sonhar

Vendo a lua e a noite a partir
Aguardando que o sol venha a raiar!...

No susto que vem bem de repente
Novamente
L na frente
As estrelas, as montanhas e o mar...

Angeline Dominguez

- Perambulando pela cidade -

Sou o nada
Sem rumo
Lugar
Querendo algo
Para se aproximar

Sou o nada
Perambulando pela cidade
Buscando
Sem saber onde vai dar
Procurando
Se esquentar

O nada
No saber
Onde vai chegar
Tudo est volta
Nada at valorizar

Sendo um nada
Transparente
Cada um por si
Indigente

Robs vem se no dia
Anestesiados na madrugada
Deparar com covardia
Aproveitadores
Da vida sistematizada

Os excludos
Os englobados
Manada desumanizada

Sou o nada
Vendo vejo tudo
Mos atadas
Apenas uma forma
Forma apenas
Pena...
Que pena...

Angeline Dominguez

biografia:
Angeline Dominguez

A maneira que observei o mundo me fez crer que cada ser humano tem seu jeito de expressar sobre tudo que v, ouve, sente, cheira ou fala. Conforme os anos nossos sentidos ficam mais apurados, adquirindo tambm um senso crtico mais realista sobre o que est a nossa volta, bem como cuidar do prprio espao, cuidar da sobrevivncia e poder deixar algo que dizemos herana nesse curto espao de tempo que temos em vida para as futuras geraes, que vo dar continuidade assim como fizemos at ento.
Escrevo poesias a mais de nove anos, repassando assim minhas observaes desta atual sociedade em que vivemos e alguns outros momentos dilatados em mente.
Desde j agradeo a todos por estarem participando destes relatos em poesias.
FORTE ABRAO A TODOS
Angeline Dominguez

ge.line@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s