s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Alberto Jos Arajo
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

A última canção
A vida flui em degraus...
A vida...
Acordes
Afinal, buscamos a paz?
Agosto [à Emile Zola]
Alfabeto da mãe...
Ampulheta do tempo
Andar retirante
As flores de maio
Até quando?
Bala perdida [ou achada?]
Baú de coisas a dizer...
Caminhar é preciso...
Casa de Deus
Cenas Infantis
Confissão
Corrupção: É preciso denunciar, cobrar...
Corrupção: indignar-se só não basta, gente!
Depressão: quem já não teve?
Desabafo
Desafio
Desafios, desatinos
Desafios: janela de oportunidade.
Deusa Cósmica
Dialética
Dias cinzentos
Droga e dependência
É possível evitar... o acidente
Ecos de um tempo
Meus Textos...
Em meio à guerra...
Em um dia qualquer...
Entre velhos ciprestes...
Epigrama da Infância
Epílogo de um carrasco - Pinochet.
Escolha
Espelho do tempo
Estações, oportunidades de transformações
Estranho mundo, estranha gente
Estrela de minha terra
Evolução
Febril
Fim de Carnaval
Final de estação
Fluidos
Gotas De-Vidas
Guerra do trânsito [ou das pessoas?]
Guerra ou paz?
Há muito por fazer...
Hélice de Ares
Hino à mulher...
Humano, demasiado humano...
Infinito...
Iniquidades sociais
Insone
Insônia: no país de mil e uma noites de espertezas
Interior vs. Exterior
Irrigação
Jeito de ser criança...
Latifundiários
Libelo contra a Violência
Lira da Vida I - A noite de SP
Lira da Vida II - \'Vida que despedaça\'
Los sentidos en la vida
Luz de cada dia...
Maior desafio é... viver
Maratona Interior
Mas, o que falta?
Meditação
Memórias
Meninos de [na] rua
Mitologia
Morrer pela paz
Não é do mar....
Não falem dos poetas
Natal, consumo fatal
Natureza morta
Noite de estrelas, de astros sem rastros...
O essencial é invisível...
O Fato
O inesperado de cada instante
O menino palestino... a saga de uma tragédia
O Mestre e o Rio
O Monge e o Andarilho
O primeiro estágio, o primeiro parto
O trabalho e sua humana dimensão
O Vale e a Montanha
Ode ao José Carioca
Olhares, Alhures
Os três meninos: conto de Natal
Paz se faz, senão se jaz!
Pensar, escrever, falar, calar...
Peregrino
Pior que viver sem-teto é viver sem-alma, sem-coração
Plante o pranto...
Poema de Agosto
Poemas soltos, versos tortos
Por quem dobram os sinos...
Por quem?
Por um Jardim da Paz Mundial - Word Trade Center
Prece
Prematura partida
Presença da mulher
Pressa
Qual é a dialética?
Qualquer lugar
Que es la verdad?
Quem sou? Quem tu és? Quem nós somos?
Quem tu és?
Quisera
Raízes
Reflete a luz que recebestes...
Ritmos Vitais
Se canto, se planto
Sem destino, sem caminho
Senado de Roma a Brasília: o que mudou?
Sentidos Humanos
Ser
Ser criança, mas em que mundo?
Será que pensas?
Será um sonho?
Seres
Seres Humanos
Sintonia
Só você...
Solidariedade
Solo de Clarineta
Tardes de outono
Temporal
Teu pranto irriga a semente de teu amor...
Toque Divino
Traços
Um belo dia
Um conto de inverno
Um Jesus de Palavras, sem Armas...
Um olhar
Uma pequena história...
Verborragia
Versos testemunham caminhadas...
Viagem
Vida sem sol, vida sem luz...
Vidas urbanas
Viver
Vivo assim...
Voar, volar, volare...
Volta incerta...
Vota Brasil [Tem valor o voto?]

biografia:
Alberto José de Araújo

Poeta e medico, de formação humanista, filosófica e espiritualista, escreve poemas, contos e reflexões focados nos grandes dramas sociais e esperanças humanas.

alberto.nett@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s