s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Celi Luz
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
cbdl@ig.com.br
Biografia

Celi  Luz
Celi Luz
 é carioca. Poeta e ficcionista. Autora de O sol da palavra. Ed. Ibis Libris. 2009. Participou de várias antologias e periódicos. Participa de saraus nos grupos: Poesilha Acontece, Sarau na Casa de Cultura Elbe de Holanda e POVEB. 
É professora de Língua Portuguesa, da Rede Pública da cidade do Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca.

cbdl@ig.com.br

 

MIL E QUANTAS NOITES?
Celi Luz

Prometidas esperam beijos
que nunca serão,
que nunca selarão.

Esposas arquivam
mil e uma histórias
sedentas do luar.

Maridos e prometidos
alimentam-se no retiro
tão somente do esperar,
tão somente do sonhar
ouvir sua Xerazade
antes que aterre a saudade.

Praça de guerra,
imagem última
doce e bela Xerazade,
sob um véu amante de sangue,
antes que se estilhace.

Pedaços de sobreviventes
e mortalha em pedaços,
crianças brincam
em ruínas de sonhos,
pedaços de história sem fim.
---------------

NÃO NEG[UE]ÓCIO

Celi Luz

Borboleta espiralou-se
e, uma clave no céu,
acordes de violino

horas desmarcadas
dias soltos ao léu
voantes dos calendários.

Dias domingais são beijos
desenhos e versos no papel,
bálsamo para a pele,

há que desprender,
descoser o véu
puxar o fio do novelo,

depois, com tal zelo
sentido anti-horário
tornar a envolvê-lo.
-------------------

TRISTE FIGURA

Celi Luz

Moinhos perfilados
são tristes girassóis
que não podem
alimentar os pássaros.

Lá estão no caminho verde,
mas estão secos.
Outrora, dança das águas
dança lança
de La Mancha.
----------------------


 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s