s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Oswaldo Antnio Begiato
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

PURA E SIMPLES

Eu poderia vir aqui
e olhando dentro da tua inusitada alma
dizer que você é mais bonita
do que o avental pintado à mão
que minha mãe colocava aos domingos,
quando se preparava para fazer o nosso almoço,
em frente ao fogão à lenha.
Foi minha primeira visão de suavidade!

Eu poderia vir aqui
e olhando dentro de tuas meiguices raras
dizer que você é mais bonita
do que a gravata borboleta azul marinho
que meu pai, orgulhoso de sua fé
e orgulhoso da fé que imaginou que eu tivesse,
enfeitou meu pescoço
quando fiz a primeira comunhão.
Foi minha primeira visão de santidade!

Eu poderia vir aqui
e olhando dentro de teus lugares ocultos
dizer que você é mais bonita
do que a doída canção “Santa Lucia”
que meu avô ouvia sua gente cantar nos casamentos
e chorava e soluçava e se lembrava da Itália
de onde tinha partido muito moço com o coração partido.
Foi minha primeira visão de saudade!

Eu poderia vir aqui
e olhando dentro de teus olhos rimados
dizer que você é mais bonita
do que o soneto de Vinícius de Moraes
com que minha primeira namorada,
equivocadamente apaixonada,
fez a dedicatória no livro que me deu de presente,
quando demos o nosso primeiro beijo.
Foi minha primeira visão de eternidade!

Mas escolhi dizer:
- Você é linda!
Puramente.

Oswaldo Antônio Begiato

TODOS OS DIAS

Penso como homem;
Sinto como menino.
Faço como homem;
Sonho como menino.
Olho como homem;
Amo como menino.
Luto como homem;
Choro como menino.
Broto como menino;
Morro como homem.

Oswaldo Antônio Begiato

POUCO

Falo pouco
Por conta de minha boca árida.
Penso pouco
Por conta de meu cérebro tosco.
Escrevo muito
Por conta de minha dor infinda.

Que seja então o que tiver que ser;
Nada podemos mudar,
Nada queremos mudar.

O que te angustia não é não saber como serão as coisas,
O que te angustia é saber como elas serão, quando chegarem.

E quando chegarem
A primavera te ofertará flores frescas,
O outono te cobrirá de frutos sadios.

E só nos dois sabemos que quando isso acontecer
Acontecerá também um beijo,
Um beijo com nossas línguas em festa.

Oswaldo Antônio Begiato

PASSARINHO
Oswaldo Antônio Begiato


Eu sou livrinho.
Não um livro
pequeno,
mas um pequenino
menino:
- Livre.


PEQUENA BIOGRAFIA
Oswaldo Antônio Begiato


“SEM SOMBRAS
Ao meio dia
De um domingo
Prenhe de sol
E enamorado de outubro
Rompi espontâneo
Como um botão de rosa fêmea
Que nasce sem ser esperado.”
Nasci, sob o signo de escorpião,
em 26 de outubro do ano de 1.953,
na cidade de Mombuca,
um pequeno encanto
no canto interior
do Estado de São Paulo.
Menor que a cidade só eu mesmo.
Ainda pequeno vim para Jundiaí,
também São Paulo, Terra da Uva,
da qual experimentei o sabor do fruto
e jamais a deixei.
Nela me fiz advogado sem banca,
aposentado sem queixas
e onde perambulo até hoje,
buscando, perdidas nas sarjetas,
as palavras que me usam
para escrever poesias.

Meu blog

http://www.oabegiato-poesias.blogspot.com

oabegiato@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s