s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Theca Angel
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

PARA QUE CONTAR O TEMPO...?

Theca Angel

Há uma imagem fixada em minha mente...
Há o deslizar suave da água corrente...
O sol se pondo lento no horizonte
Há o meu olhar, do teu olhar pendente!

O rio canta sua canção do entardecer
Folhas esparsas cedem à correnteza, a correr...
Com a noite a insinuar-se mansamente,
vejo a primeira estrela, de teu olhar...cadente!

Silenciam as aves de retorno aos ninhos
Cessam os murmúrios da vida... devagarzinho...
Adormece a sinfonia diurna sobre a relva
Sombras tomam conta da emudecida selva...

Uma corrente une-nos nestes momentos
Sagrados instantes que persistem sonolentos,
a afagar com suspiros noites de amor...
A driblar as tristezas do peito sonhador!

Sinto-te muito mais do que te vejo...
Na penumbra que nos envolve... há o beijo...
Uma jura de amor sob a benção da lua
Um banhar-se em desejos sob a esfera nua!

Embala-nos as águas correntes que levam
em suas ondas serenas, todas as tristezas...
Ouvimos ecos de melodias dispersas...
São as vozes da noite lentamente despertas!

A terra acolhe os nossos corpos ardentes
A paixão explodindo em brasas incandescentes...
Esconde-se o luar nas nuvens que passam
Cantam os animais noturnos...sinfonias das matas...!

Como a um sinal tudo se cala novamente
A embalar o ar somente um soluçar incontido
É o amor a desvendar seu momento supremo...
Exausto...depois se adormenta...suavemente...!

*************

A Preferida!

Theca Angel

Lá estava ela... da alma de um gênio saída,
ante as mãos do maestro a partitura impostada!
Uma sinfonia por anjos composta...
Em líricas flautas de doces notas...disposta...!

Como uma tela desnudando-lhe o corpo
cada compasso ia em pinceladas florescendo...
Buril de escultor desprendendo da rocha...
um corpo nascente, sua maior obra...

Sinfonia!

Do turbilhão intenso da vida
aquele era o momento mais sublime da inspiração
Reino da ausência de palavras...Império da emoção!
Domínio dos tons...Sons...Melodia...!

Na agitação turbulenta de cada dia... a paz...!
A seiva rica que sua fome satisfaz...
Em cada compasso de verdadeira harmonia
o sonho......o encanto...a nostalgia...
Expresso em tons crescentes...de poética elégia!

Se nos movimentos incisivos e marcantes
há uma vibrante beleza presente...
Nas marcas de cada compasso,
nítida se mostra a impostação de cada nota
em ascensão fremente!

Há um brilho em seu olhar... Diferente...!
Nos gestos, sente-se a ternura, carícias, desejos...
Inaudíveis e incompreensíveis lampejos
no olhar mergulhado em íntimos silêncios...

Seu coração jaz ali, aberto, sem aldravas...
Comportas vazantes de lágrimas
entre as ondas da perdida felicidade...
Ele flutua , perdido num mundo de saudade!

O corpo todo acompanha sua mente
como se participasse de uma ascensão...
Num equilíbrio inconstante
entre a vivência...e a ilusão...!

Ele o vê estampado em cada página criada...
Um rosto...traçado entre as linhas do destino
que por pouco não o conduziram ao desatino......
Lembranças... Uma perda...Evocada !

MULHER!

Incógnita na superfície entre as notas suaves...
Uma corrente impetuosa de águas nas profundidades...
Da dor veio-lhe a luz...a inspiração... a composição...
Da perda ...e sofrimento incontido... parindo a vida!

Enquanto regia ... cada instrumento lhe parecia
resgatar um tempo...!
Braços deslizantes que acolhiam seus sonhos ...
Uma imagem desfocando-se... amiga...companheira...
Uma partida...!

Transborda em cada clave, a guerreira e a amante...
A Mulher...fantasia dilacerante... a santa...a fada...!
O receptáculo de seu amor, hoje...tão distante...
A sua preferida ...para sempre...a escolhida !!

Em uma suprema explosão de amor...
Mostra ao mundo a essência deste seu compor.
Pelas notas finais...conduz a orquestra ao estertor...
E recolhe-se abatido...por sua dor !

***********************

VERSOS E LEMBRANÇAS...

Theca Angel


Versos dispersos , ambivalentes
Amantes, sofridos, descrentes...
Meus versos em espirais perdidos
e na correnteza do tempo esquecidos...!

Tantas palavras, escritas vazias...
Retratos descritos , outros momentos,
dias...de sensibilidade proscritos...
Benditas sejam... preces- poesias!

Minha alma envolvem, extasiam...
percorrem-me como arrepios,
varando as madrugadas...frias!

Mas uma brisa sacode a cortina...
O véu do amor aos olhos descortina
e me enredo novamente em sonhos...!

[Então revejo com os olhos da poesia
Tua face emoldurada na magia
E... expulso os sentimentos tristonhos...!]

\'O tempo é um velho \'amigo\' que nunca esquece de ninguém!\'.T A

Biografia:
Theca Angel
...nasci em São Paulo - Capital.
Já escrevia meus primeiros versinhos aos seis anos graças à paciente alfabetização [precoce] por minha avó que enlouquecia com as peraltices dos netos e netas e resolveu admiti-los [todos] em sua escola para os filhos de imigrantes italianos. Como resultado, também aprendi a ler e escrever em italiano...o que sempre me foi motivo de muito prazer. Aprendi também francês e espanhol...e me faço entender em inglês.
Dos versos passei às pequenas narrativas e na continuidade de meus estudos encontrei nas dissertações, narrativas de viagens e poesias o meu recanto preferido. Estou tentando \'dar a luz \' a um romance. É um de meus sonhos...
Formei-me em Psicologia, Pedagogia e Biologia. Fui Diretora de Escola pela Prefeitura de São Paulo, cliniquei para crianças e adolescentes e fui professora Universitária.
Tenho alguns livros de poesias editados pela AVBL , alguns infantis editados para bibliotecas das escolas da Prefeitura e vários artigos e poesias em inúmeros sites de amigos. [O meu site está em revisão e quando pronto, ficarei feliz em abri-lo a todos os amigos.]
Espero dedicar-me ativamente nesta nova empreitada.
Theca Angel

.
theca_angel@terra.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s