s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Rosemira Guerreiro
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Amor

Enfim...
Tudo se resume
Em uma palavra,nica, mgica:
Amor.

Amor,
Despretensioso...
Incondicional...
Amor livre e que liberta...

Amor por si mesmo,
Pois sem esse amor,
Fica impossvel amar
Aos que nos rodeiam.

Cada um tem uma histria Diferente para contar...
Cada um v a vida por um Prisma diferente...

Alguns com cores brilhantes, Outros com cores apagadas,
Mas todos, todos, com as Cores de sua percepo...
Do seu Amor.

Reflexo sobre o Amor

Se homens e mulheres se dessem conta dos atributos do amor...e os buscasse em seus parceiros...se os colocassem na balana e vissem sempre as qualidades superando os defeitos...menos pessoas seriam infelizes...martirizadas...massacradas em seus sonhos...e todos...todos amariam com um amor profundo...entranhvel...um amor que deve crescer com o tempo...jamais diminuir...um amor assim...sem limites de tempo ou de espao...de ter ou no ter bens materiais...um amor que muitas vezes grita forte...mas que s vezes torna-se silencioso...algumas vezes verte lgrimas pelas dores do companheiro...outras vezes ri-se despreocupadamente...ri-se feliz pelos sucessos do parceiro...mesmo um amor que algumas vezes, no pode ser a maioria delas, se irrita...mas nunca...jamais perde a ternura.
Minha busca tem sido por um amor assim...e, descobri, que esse amor no se encontra pronto...ele construdo, dia aps dia...e para essa construo, necessrio alguma dor... necessrio que o forte torne-se frgil...que o orgulhoso torne-se humilde...que o invencvel...aceite algumas derrotas...e vice-versa...enfim...aprender a arte do perdo...creio que
nisso que se resume...Um amor assim faz de nossas vidas uma msica melodiosa...uma alegria de chegada.

Visitao

Por um perodo acionei o PARE,
Repensei aes, emoes, amores,
Sa para essa visitao que apavora,
Que adiamos pela vida afora.

Me recolhi. Me encolhi. Me calei,
Retrocedi no Tempo, refazendo caminhos,
Passo a passo, sem pressa de chegar,
Revi flores que plantei, revi pedras que tropecei.

Arranquei o vu, visitando a mim mesma,
Descobrindo recantos escuros a guardar,
Ainda o eco dos ladridos desvairados,
De um co negro agora amordaado.

Silncio se fez, de mansinho veio a Paz,
A Paz atraiu a brilhante Luz,
A Luz iluminou as Trevas,
Renascendo em mim a Esperana.

biografia:
Rosemira Guerreiro

Formada em Cincias Contbeis pela Universidade Estadual de Londrina - PR, Empresria da Contabilidade e, para manter o equilbrio, Poeta.

rb_rosemira@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s