s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Dria Farion
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

POÉTICO LEGADO
® Dária Farion

No poético legado, fica
a benção de cada lágrima, cada sorriso,
essência de cada verso, cada poema,
minha vibração de amor e de carinho.

Aos meus filhos amados, a vida na saudade,
aos amigos um eu peregrino pleno de estesia,
aos poetas mensagens plenas de poesia.
Para Deus levo um coração pronto e amoroso.

Para o templo que abrigou minha vida,
para a vida que executou a canção
a canção que a vida ditou:
Minha Gratidão!

*

DAQUILO QUE EU TROUXE
® Dária Farion

Das mãos se derramaram bençãos,
Sempre estendidas, sempre ampararam.
Da mente brotaram luzes , muitas luzes,
Emoções embalaram, versos cantaram.

Do útero abençoado muitas vidas nasceram,
Higianos orquestrando cânticos opimos
Catedrais construiram, vidas salvaram,
Direitos defenderam e, nas escolas, o saber deixaram.

Daquilo que eu trouxe, foi a contribuição que valeu.

Das mãos cheias, restam mãos encarquilhadas,
Ainda assim cheias de bençãos e afagos.
Das cicatrizes orgulho, do peso dos fardos
Só lembranças na leveza de ser.

SHOW DA VIDA
® Dária Farion

Sonhei o universo, vivi o show da vida
No cenário da Deusa Terra,
No palco ilumInado do coração.

Procurei devolver a Deus o que Ele me deu
Transformado em amor.

Neste agora, vencida toda epopéia que a vida traçou
Vou por outro caminho, buscar outra fonte,
Outra paisagem, nova mensagem lá no poente.

Quantos verei ainda não sei, mas enriquecidos
Pela escassez do tempo são a cada dia mais lindos.
Em todas queria ser a solução, em todas fui oração.

*

O CÉU REGISTROU
® Daria Farion

Poesia incriada na ressônancia mórfica
Bordou sob o céu todas as formas de estesia.
O poeta deslumbrado fez versos, muitos versos
E nas entrelinhas espelhou a face de Deus.

No estado de estesiogenia semeou valores
Para os neófitos seguir caminhos de luz
Ver poesia na folha que cai, na folha que brota,
Colher flores fragrantes, sonhos verdadeiros.

Vertente inesgotavel do desejo,o engenho homem
Uniu mente e coração, construiu templos de saber
Sonhou. Com passos firmes os sonhos perseguiu,
A felicidade, quintessência do amor, encontrou.

Havia ainda tantos vazios no tempo/espaço
Mas havia também escaninhos com sementes do futuro
Tentar, prosseguir, ir à fonte buscar água lustral,
Regar a coragem, bendizer as lutas e o amor.

Espaços vazios?
Preencheram-se todos num parentesis de berços rosas e azuis.
No santuário do lar abre-se a cortina do palco ao alvorecer
Minutos cheios, dias corridos sombrearam, iluminaram as vigilias.

Fantástico! Ver surgir deste singular universo, pódios abençoados.
Um campo mórfico de amor holístico no ritual preeminente da vida
Com oplon divino tomias salvadoras, decisões acertadas
Orquestrando, no sacerdócio, cânticos para um mundo melhor.

Acrisolado no casulo da ventura, hermético na sublime missão
Cego ao adverso, agora no ângulo de repouso pelos favônios da fé
O poeta dá graças pelos labirintos palmilhados, pelos sonhos realizados,
Pelos versos, poemas perfeitos, reflexo no espelho:
- Faria Tudo de Novo.

*

HOLÍSTICA INTERAÇÃO
® Dária Farion

Flutua o pólen, caí a semente e o homem planta a muda,
Interação, sabedoria e ecologia em transmutação.
Majestosa cresce a árvore.

São tantos os destinos , são tantos os porvir,
A árvore transformada com o fim enobrecida
É presença nobre na filosofia do servir

Na mão do artista se faz arte,
No Stradivarius a mais bela melodia.
Manjedoura de luz - Metáfora de Poeta?
Não , berço de Jesus.

Meu Deus!..Fizeram uma cruz,
Santificou-se, reliquia se tornou.
Deusa terra, homem e mãe terra
Divina união, holística interação.

ALMA DE LUZ
® Dária Farion

Alma impregnada de luz,
Assombro!

Cegando pelo esplendor
Sombreando a ausência,
Em vertiginosa queda
Os vultos das pétalas mortas.

Impossível a semelhança
Entre luz e sombra.

Antagônicas na essência
Empíricas na luz que aquce
Na sombra que refrigera.

Impossível dar rosas com espinhos
A quem se ama.

Antagônicas, na rubra gota a dor
Na beleza a estesiogenia da alegria.

biografia:
Bio-mínima:
Dária Farion
_Fluviópolis _ Paraná_Brasil_em 26.10.1929. Formação em Letras.
Pertence atualmente:
Acadêmica da Academia Paranaense da Poesia - Cadeira nº 14
Acadêmica da Academia Feminina de Letras do Paraná - Cadeira nº 13
Patrono Acadêmico da Academia Virtual Sala de Poetas e Escritores- Avspe
Membro Efetivo: UBENY; AVBL; CLPR; CPFC.

farion@onda.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s