s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Edir Pina de Barros
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Saudade!

Saudade...
Saudade a herana que restou
Dos tempos pretritos...
Saudade perfume que ficou
Da rosa despetalada e morta...
Saudade...
relembrar a voz de quem se foi
Como um realejo a falar de amor...
Saudade...
A sensao dos toques de outrora
Dos beijos famintos, incontidos...
Saudade...
tua presena viva
Como agulhas finas tatuando
Toda a superfcie da minha pele!

Eu queria, amor...

Eu queria ser a brisa que te acaricia
Murmurando doces palavras de amor...
Eu queria, como eu queria, sem pudor
Ser a gua que escorre no teu corpo
Invadindo teus mais ntimos recantos!
Queria amor ser a espuma de teu banho
suave e clida espuma a te perfumar!
Queria amor ser o vinho inebriante;
O estonteante vinho que penetra tua boca...
Queria mesmo ser tua clida pele
Para envolver-te despudoradamente
Conter-te todo, meu amor, em mim...

Declarao de amor

Recordo com ternura teu semblante...
Teus lbios grossos, provocantes...
Tua tez perfumada...O teu posseiro abrao...
Teu corpo que me envolve e me encanta...
Teu inconfundvel jeito de amar...
Espero-te, amor de minha vida...
Horas aps horas
Sonolentas e sossegadas horas...
Que tanto custam passar!
Nestes longos momentos de espera
Eu te amo de forma nica!
Tudo em derredor exala teu perfume
Tudo traz as marcas de teus toques...
E meu corpo impregnado est de ti...
Sinto na pele a sensao de teus beijos
De teu doce e sereno amor...
Teu inconfundvel cheiro...
Amo-te de forma indescritvel...
Recordo com saudades o que se foi...
De tudo o que aconteceu entre ns dois...
E sofro uma saudade antecipada
De tudo o que vir depois...

biografia:
Edir Pina de Barros

Antroploga, escritora, professora universitria, com vrios livros publicados.

edirpina@terra.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s