s
s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Denise Moraes
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
'A Natureza'

Colho flores e sinto exalar o seu perfume.
O sol traz energia para as plantas
E a chuva vem matar a sua sede.

Dona lua, risonha a iluminar,
Juntamente com as estrelas a brilhar,
L de cima os nossos sonhos a velar.
Eu quero o calor, o frio e o puro ar.

Ns o planeta precisamos de ar puro.
Eu peo aos homens grandes
Que no fabriquem armas,
Que no matem os animais...

Eu peo aos homens grandes
Que no desmatem as florestas,
Que plantem a semente do amor,
Para que sejam, na terra, grandes homens.

[Denise Moraes - 1988]

'Dos olhos de minha filha'

Desgua esse rio de lgrimas,
Lembra - te que ainda dia
Muda esse semblante cansado,
Eu soube que choravas de alegria.

Mame! Olha para esses olhinhos,
Eles s pedem um pouco de amor.
Olha para essas mozinhas,
Elas s pedem calor.

Vamos ser felizes, vem!
Seremos o que fostes um dia.
Num mundo de magia,
Viver um sonho embalado.

[Denise Moraes - 03/85]

'Minhas filhas'

Ainda tenho o corao vazio...
Como di a minha solido!
Em pleno vero eu sinto frio,
No consigo preencher essa imensido!

Perdoem - me minhas filhas,
Vocs no sabem os quanto as amo!
Um corao todo de vocs,
Mas o outro... s decepo!

to difcil viver sofrendo!
Se no compreendem pupilas...
Eu no quero que entendam jamais
O que se passa nesse outro corao.

[Denise Moraes - 1988]

biografia:

Denise Nascimento Moraes Monteiro
, nascida em Vitria - ES em 18/10/56. Foi criada em Vila Velha - ES, aos 17 anos mudou - se com os pais para Camburi - Vitria. Casou e mudou - se para Volta Redonda - RJ e S. J. do Rio preto - SP. Tem 2 filhas. Reside em Manoel Plaza - Serra - ES.
Cursou Letras/Ingls/Literatura na UFES e FERP.
Foi bancria e professora de Ingls, Portugus e Literatura na rede pblica, municipal e particular.
Atualmente dedica - se pintura. Iniciou - se na pintura e na arte de escrever brincando na adolescncia. Seus poemas ficaram guardados por inibir - se em expr seus sentimentos. Um de seus poemas dedicou a sua av - paterna, o qual emocionou a todos.
Mais tarde fz curso de pintura acadmica. Seu estilo o impressionismo leve em O/S/T, revela traos de primitivismo romntico.
Experimenta materiais reciclveis como p - de - serra, p de minrio, areia, barro, e outros que trazem inspirao na pintura em tecido, em tela, madeira, decorativista de parede, nos quais busca novos suportes para arte, fugindo do academicismo clssico na tela plana.
Alm desses, outros temas so trabalhados como marina, flores, paisagem, animais, fundo do mar, etc.
Ministrou aulas de pintura em seu ateli.
Participa de exposies individuais e coletivas em espaos, galerias, shoppings, em alguns municpios do Esprito Santo e outros estados.

denisemoraes53@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s