s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Iara A. Mximo Melchor
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

Semeadura de um grão

Resolvi hoje, devolver a grande mãe
Seu item de maior valor:
Um pequeno grão
Parecido com qualquer outro
Mas que vale muito mais que ouro...

Ajoelhei-me ao lado da terra fofa
E olhei longamente o solo preparado
Imaginando que dali algum tempo
Surgiria um lindo broto
Deste grão que há de ser semeado...

Assim como o ser humano
Um grão tem seu tempo certo
Para germinar em solo árido ou fértil
E tornar-se um ramo soberano

E nesta longa jornada do grão
Frágil e solitário
Encontrou em seu caminho
Aqueles que lhe sugavam a vida
E Aqueles que lhe davam carinho

Hoje o pequeno grão semeado
Já mostra seu lado de ramo
Pois em cada segundo passado
Busca incansável o facho
Da luz do sol que ainda brilha

Através desta luz brilhante
Que a terra absorve inconstante
O pequeno grão ganha forças
E se mostra ao mundo confiante
Deixou de ser grão somente
Pra viver intensamente
Como um ramo imponente!

IaraMel
Iara A. Máximo Melchor
30/11/08


IaraMel
Publicado no Recanto das Letras em 30/11/2008
Código do texto: T1311276

*************************

Que Noite!!!

Noite chuvosa
Desejo incansável
Interminável
Uma suave fragrância
Mistura desejável...
Passeias em meu corpo
Lentamente explorando
Beija-me com fome
Me aperta em teu corpo...
Homem...
Me fala delicias
Me cobre de caricias
E tortura mais um pouco...
Totalmente entorpecida
Me vejo despida
Ardendo em fogo...
Me possui sem demora
E cala-me a boca
Numa ânsia louca
De abafar meus gemidos

IaraMel
Iara A. Máximo Melchor
05/12/08

IaraMel
Publicado no Recanto das Letras em 05/12/2008
Código do texto: T1320754

*******************************

Sussuro ao vento...
Como é possível amar-te a distância?
Sufocar um gemido rouco
Saciar em meu corpo a ânsia
São horas... Dias infinitos...
Nesta tortura!
Tamanha dor me assola
Ao lembrar-te indo embora
Deixando-me somente um adeus
Levando consigo os sonhos meus...
Mas decidi esperar-te
Não importa o tempo
Lanço-me ao vento
E sigo ao teu encontro...
De olhos fechados...
Permito-me beijar-te os lábios...
E sigo sonhando...
De encontro ao vento!

IaraMel
Iara A. Maximo Melchor
30/11/08

IaraMel
Publicado no Recanto das Letras em 30/11/2008
Código do texto: T1311652


biografia:
Iara A. Máximo Melchor

Sou casada, mãe, esposa, adoro escrever, ler, ouvir musica.Amo enfermagem, amo a vida
\'Ser feliz depende unica e exclusivamente de nós mesmos\'

Sou feliz!!!!

Pouco? O tempo responderá...

Beijos no coração

IaraMel

iaramax@terra.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s