s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Leonardo Barros Medeiros
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Virgem do ptio

Voc que vive to sozinha
Nunca sorri, sempre to fria
Ningum te visita?
Virgem que no chora
Olhos de vidro,
estagnados e
solitrios.
V alm, percebe a alma.
Nem flores, nem velas.
Dona do ptio de pedras,
Lao azul na cintura
Residindo na gruta.
Interceda por mim.
Amm!!

Menosprezo

Voc esquece que eu esqueo.
Da reponde o esquecido.
fala comigo depois que adormeo,
e no quer que eu fique aborrecido.

Sabes que por voc tenho apreo.
Tuas culpas tenho absolvido,
mas, por favor, esquea meu endereo.
Pode deixar que no fico ressentido.

No quero ter voc como meu tropeo,
para no te amar, devia ter me benzido!

Magnlia sibilante

O silncio verde como as asas da fada.
Acalma e refresca.
As vezes como a magnlia,
rosa e perfumada.
O silncio me encanta e me assusta.
Remete ao corao o que passou,
ele desfila em minha alma
com seu manto branco e azul.
Um azul macio e frio.
Sibila como o vento noturno.
Soturno devora,
Desliza e bordejando pela noite.

biografia:
Leonardo Barros Medeiros

Nasci e moro em Petrpolis - Rio de Janeiro. Sou estudante de Letras.

leonardoletras@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s