s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Edson Rufo
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
CAMINHOS

A verdade aquilo que est em seus olhos, seu brilho.
A verdade o que cobre teu corao, amor.
Sua Emoo seus sonhos
Caminhe aqui, caminhe comigo.
Voc no perdeu a coragem.
Encontrou uma estrada.
Agora, caminhe.
Caminhe realizando seus sonhos.
Estarei l com certeza, esperando voc chegar.
Abra-la sem medo, sem medo de sonhar.
Dirigimos a nossa iluso aos nossos sentimentos completos.
Ento caminhe sem olhar para trs, sem ter medo que outras pessoas sigam voc, caminhe firme, pois eu confio em voc.
Uma pessoa que tem vontade e que acredita pode ser feliz, mesmo que outros a critiquem.
Acredite em voc, acredite nos seus passos, nos sonhos que o levam por esses caminhos.
Jure a si mesmo que, custe o que custar, voc ser feliz.
Honestamente.

Do livro: Livrais-nos de todo mal

Beleza da Alma

Quem na verdade ama.
Por onde anda o abrao, sei l, um oi.
Quem lhe entregou flores e deixou um beijo escrito .


As pessoas andam, circulam, correm se desesperam.
Muitas delas olham por cima esquecendo de olhar para frente e buscar principalmente quem esta ao lado.
Deixamos nosso tempo passar muito rpido e deixamos principalmente de respirar o nosso prprio ar. Que Sufoco!
Porque no aprendemos a caminhar sem presa j que sabemos como andam as coisas no dia a dia.
Ento precisamos deixar com que a vida encoste a mo no nosso peito em um susto e diga para pararmos um pouco.
Olhe s.
O quanto voc esquece das coisas que prometeu pra voc mesmo de nunca esquecer do amor eterno, de ir a busca da sua felicidade.
Voc disse que no ia trabalhar tanto e que aproveitaria melhor a vida.
Disse que ia sorrir mais e pensar menos.
Foi voc mesmo que disse que dessa vida no se leva nada.

E mesmo assim deixa tudo de lado com medo de ser feliz, se esconde nas verdades mentirosas e nos sonhos infundados para fugir e se atirar de cabea no trabalho.
E por onde anda a Beleza da alma, a pureza do sorriso, olhar firme e sensvel, das lgrimas de felicidade e dos pulos de imensa alegria.
Por que esquecer de tudo isso se a vida que voc tanto quis e sonhou s esta nas suas mos.
Responsabilidade sua de enxergar dentro de si.

Beleza da alma s voc mesmo para definir.

Edson Rufo

*************************

Amor por Iluso.
Na verdade, quem pode dizer que o amor confiana?
Hoje acordei de madrugada e no conseguia entender como minha vida havia virado do avesso.
No tinha certeza se estava trado ou se havia perdido o foco da vida.
No consegui entender porque mudar uma vida toda se toda a vida se vira contra voc.
Resolvi ento pegar uma folha e caneta e escrever o que se passava em mim.
Perguntei varias vezes, porque fui trado pela confiana, me questionei porque fui passado para trs por causa de uma famlia, no entendi porque em alguns segundos estava sendo trocado por outro.
Eu rascunhei varias vezes o mesmo texto e no achava palavras para explicar tudo isso.
Eu quase entendi, ou melhor, quase no queria entender.
Avaliei que por anos eu dei meu tempo, minha proteo, meus carinhos, excesso de cuidados.
Errei em pensar que poderia ser um homem de verdade.
Errei quando acreditei que mostrar a verdade me faria mais forte, fui trapaceado porque a verdade era contra mim mesmo.
Rascunhei a palavra homem e no fazia sentido porque fui afrontado por todos os lados.
Reli as palavras e encontrei outro nome que no era o meu.
Tentei insistir em mostrar o erro, mas no adiantou.
Pensei no que poderia ser seguro, mas no resolveu, a iluso tomou conta e eu simplesmente fui colocado de lado.
Eu passei a noite pensando, se o amor vale pena quando se ignorado?
Um pedao de papel, fotografia, um gesto em manter algum por perto mesmo sabendo que tudo isso era errado, uma mentira sustentada.
A confiana quebrada.
Entendi entre as linhas que eu rascunhava, que mais valia voc ficar iludida do que acordada.
Perdi-me nas palavras que escrevi porque algumas delas foram machucadas, palavres, desrespeito, nada adiantava, somente voc sustentou a mentira.
Resolvi ento rasgar tudo.
Somente o tempo diz, que confiana vidro, que ganncia pedra, que desprezo arrependimento, que iluso tombo, que mentira espelho.
Trocou-se tudo para simplesmente mostrar que poderia ser mais forte.
Lembrei do rosto meigo, das palavras, a vida que seria me dada.
Do abrao.
Resolvi deitar, fechei os olhos e sonhei, um novo caminho acontecer.
Mudei meus pensamentos, olhei para uma nova estrada e por mais que tudo possa doer, por mais que a ingratido bata no peito, ningum entender ou sentir a dor.
No adianta pensar por que a confiana virou desafio.
Pra que tanto?
Quem se preocupa com a confiana?

Edson Rufo

***************************

Ultimo desejo de um Poeta

Edson Rufo
Querida, se perguntarem por mim que ainda sou um escritor, poeta, romntico, uma pessoa indecisa. Mas se continuarem a perguntar por mim, diga que sa, fui at um parque, uma praia ou para um lugar bem distante. No de muitas satisfaes, somente que eu estava sentindo solido, no porque eu no tenha ningum, mas como todo poeta eu sinto solido.
Fale que fui escrever mais um poema que fale de amor ou de uma aventura. E se continuarem a insistir em saber como eu vou, diga que estou passando bem e que no tenho mais aquela dor de cabea e que continuo amando-a.
Uma coisa muito importante; diga que na semana passada eu estava mais carinhoso e que lhe dei at flores. No diga quando eu volto, porque como todo poeta e sua poesia a volte indefinida.
E diga a eles que eu continuo amando a paz entre os seres humanos e que no tenho uma idia avanada seno eles vo esperar de mim um poema que fale de comunismo ou revoluo e eu somente quero a unio. No diga que antes de sair eu lhe dei um beijo to apaixonado que voc estranhou. No fale que na ultima quarta-feira choramos juntos porque nosso amor estava em crise. Diga que os passarinhos cantando logo que o dia amanhece e que La no jardim eu plantei mais uma flor. No diga que antes de sair eu lhe disse adeus e no at j. Porque como todo poeta e sua poesia eu no quando vou voltar. No comente do livro indeterminado que eu tenho escondido na gaveta. No comente sobre a conversa que tivemos durante a manh, que as pessoas j no se olham, no se amam e se estranham. No fale que eu estava triste com os seres humanos apesar de eles saberem que me preocupo demais com eles.
Fale na gria diga que fui dar um role e quando anoitecer talvez eu possa voltar. Se perguntarem, sobre algum dirio, diga que o que eu tenho so os livros de poesias porque nele resumo o presente o passado, e como sou um tanto machista, falo do futuro. No fale que eu joguei a maquina de escrever no cho s porque no consegui concluir um trabalho.
Ah! Eu ia me esquecendo para cortar a conversa, diga que acha que esta grvida, mas eles iro perguntar como estou me sentindo, diga que voltei a ser um moleque que pulei e cantei. Se perguntarem como vi se chamar a criana diga que se for um menino vai levar o nome do pai e que iremos cham-lo de Junior. Que eu acho s crianas com uma pureza to grande quanto o infinito do cu.
Mas se falarem que estou demorando, contorne a situao e diga que eu no deixei de rezar e continuo seguindo a minha religio. No de muitas satisfaes sobre o que eu ando fazendo. O importante que eles sintam as sensaes do meu esforo depois que eu os conclu.
No diga que eu esqueci lhe dar boa noite na noite passada por que eu estava indeciso com tantas outras coisas.
Mas se insistirem em perguntar invente qualquer coisa, mas no diga que eu morri.
Porque como todo poeta eu quero ser eterno.

Edson Rufo

*********************

Meu Video;You Tube

http://br.youtube.com/watch?v=ThlrDOKzW2A

Meu Blog:

http://escritorpoeta.blogspot.com/

biografia:

Edson Rufo
, brasileiro,Paulista. Escritor, poeta, roteirista, diretor, autor teatral, colunista. Rufo escreve para vrios jornais, revistas e matrias Internacionais.
J publicou livros como: Fragmentos; Pedaos; Um Grito de Solido; Pior que eu Gosto; Tinho o rato Sonhador [infantil].Livrai-nos de todo mau.
Colunista. Edson Rufo, tambm terapeuta; trabalha com o equilbrio do corpo e da mente. Condecorado com o Ttulo: Comendador Colar Gran Cruz Mrito da Medicina. Medalha Colaborador Aurlio Miguel Cmara dos Deputados. O escritor atua como consultor de Feng Shui e presta servios de harmonizao de ambientes para empresas e residncias.

escritor.poeta@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s