s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Dorothy de Brito Steil [Cnsul - ZL-Blumenau-SC]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
ACORDA MULHER
Dorothy de Brito Steil

Acorda Mulher.
Mostra a tua fora
At ento adormecida,
Dormente, latente.
Explode de alegria,
Com tua vivacidade.
Abraa com tua energia
Todas as naes.
Sufoca,
Com tua firmeza de esprito
As asperezas da vida.
Clareia Mulher,
Com teu fulgor
As noites torpes
Do teu lar.
Sente orgulho
Da tua condio de Mulher,
Parceira majoritria do homem
Na continuao da vida.
Ergue teus braos
Em sinal de prece.
Esses braos e mos unidos
Sos os mesmos
Que fortalecem
As massas de trabalhadoras
Desse Brasil grandioso.
Mulher, Mulher:
Tens o mundo em tuas mos.
Usa a tua capacidade para o bem
Para o enriquecimento.
Envolve com tua sensibilidade,
Sensualidade e doura
A tua comunidade.

Blumenau, 2003.

A AMANTE
Dorothy de Brito Steil

Toca o peito
margem da vida.
Limpa o limo
Do beiral.
Massageia suavemente
Teu corpo,
Nas curvas do dorso.
Embriaga com o perfume
Os lrios floridos
Enfileirados desde a nascente.
Espuma de ardor,
Lava em burburinho
As marcas desse amor.
Ama desvairadamente
A, sorrateiro,
O vale blumenauense.
Enquanto rabisco
Poemas em tuas guas
Ao porvir,
Ao futuro que madura
Na moldura
Do existir.

Homenagem ao Rio Itaja A, que banha a cidade de Blumenau.

VERDILHA RENDEIRA
Dorothy de Brito Steil

Minha linda verdilha rendeira,
vida de vida, beleza e nobreza,
s, dentre todas, a mais faceira.
De contornos brilhantes
Resplandeces ao calor deste sol
Escaldante, ardente e penetrante.
Tuas encostas so massageadas
Pelo mar, que dana e que beija,
Embalado pelas ondas cantantes
E espumantes, que em delrio,
Toca teus suaves contornos.
Neste bal harmonioso,
Cadenciado e cheio de vigor,
Aceitas que vagas murmurantes,
Grave na tua branca e fina areia,
Versos carregados de Amor.
Minha verde ilha querida,
Dos esportes aquticos,
Dos banhos e folguedos,
Das mulheres rendeiras,
Das donzelas Faceiras,

Das belas doceiras,
Lindas,
Namoradeiras,
Que enfeitam e embelezam
Esta ilha, esta belezura,
Ainda cheia de ternura.
Floripa,
Das saudosas serestas,
Dos belos carnavais e
Do povo sempre em festa.
Tuas encostas ornadas pelo garapuv
Embelezam, seduzem e encantam,
Com tuas flores e cores
O imenso e belo cu,
Sempre azul
Onde o nativo pintou de verde e amarelo
Esta ilha, este corao e este mar,
Deixando-os muito mais belos
Pra gente sonhar, viver e amar.

Biografa:
Dorothy De Brito Steil


Natural de So Jos Da Laje Alagoas.
Advogada e Proprietria da Steil Contabilidade.
Publicaes:
Sob o cheiro dos cafezais. Editora Odorizzi-1999.
Soroptimismo Mulheres em Ao. Editora Odorizzi 1997 em parceria com Maria Salete Graf.
Poemas Mulher - edio da autora.
Participao em antologias:
Muitas Histrias de Tijucas Editora Ilhu 2000.
O Advogado e a Literatura Poesias de Advogados . Editora OAB/Sc - 2000.
O Advogado e a Literatura - Crnicas de Advogados . Editora OAB/SC 2001.
Um Rio de Letras Editora Nova Letra 2002.
Projeto Po E Poesia lbum De Poesias, da Editora Cultura em Movimento, da Fundao Cultural De Blumenau, onde tem seu trabalho reconhecido na Biblioteca do Congresso Americano, em Washington, e tambm na Universidade de Sorbonne, em Paris.
Vov Conta uma Histria Editora Estdio e Criao -Blumenau. 2004.
Sociedade Dos Poetas Advogados Guria Da Poesia Editora Garapuv - Florianpolis 2005.
Principais Homenagens Recebidas
Premio Soroptimista Destaque 1998 e 2000.
COMENDA COLAR GRAN CRUZ DO MRITO JURIDICO, pelos dotes de civismo, mrito e conduta, em razo da excelncia do trabalho profissional desempenhado, bem como pela postura tica demonstrada. 2004.
COMENDA LETRAS CATARINENSES EDIAO HISTRICA DA LITERATURA COM RAZES EM SANTA CATARINA, por sua atuao na promoo e difuso da Literatura em todo territrio Nacional- 2006. Comenda entregue por Delasnieve Daspet, embaixadora Mundial da Paz e Embaixadora dos Poetas Del Mundo no Brasil.
Prmio Gigantes, pelo seu trabalho em ao social e benemerncia, com o trofu FLOR DE ABRIL.
COMENDA ECOLOGICA AMIGOS DA AMAZONIA, pela marcante atuao em uma nova conscincia ecolgica e seu empenho para o sucesso do projeto GIGANTES ABRAANDO A AMAZONIA, entregue pela Embaixada da Paz Universal, com sede em Paris. 2008 .
PARTICIPAO em Organizaes Profissionais e do Terceiro Setor
Presidente do CLUBE SOROPTIMISTA INTERNACIONAL BLUMENAU 2002-2004.
Fundadora e vice-coordenadora da primeira diretoria da Cmara da Mulher Empresaria de Blumenau -ACIB . 1997.
Gerente Regional do IPESC Instituto de Previdncia do Estado de Santa Catarina. 1991 a 1994.
Fundadora e membro da SOCIEDADE DOS ESCRITORES DE BLUMENAU.
Fundadora e vice-presidente da SOCIEADE DOS POETAS ADVOGADOS DE SANTA CATARINA, com sede em Florianpolis.
Membro da ACADEMIA DE LETRAS BLUMENAUENSE, onde ocupa a cadeira nmero 04, que tem como patronesse Castorina de So Thiago. Posse em 14.04.2008
Membro da Academia de Letras do Brasil.
Membro da Academia de Letras de Governador Celso Ramos, onde ocupa a cadeira de numero 38, que tem como patrono Herclio Pedro da Luz. Posse em 14.06.2008.
Me de Valrio, Marcelo e Andrea, e av de cinco lindas crianas.
DISCURSO FINAL
Ilmo. Sr. Presidente da Academia de Letras de Governador Celso Ramos.

Acadmicos
Senhores e senhoras convidadas.
Ningum tem o direito de ser feliz, sozinho ..

E, por isso, que compartilho com todos, a minha alegria e satisfao, por estar aqui diante de escritores, sendo recebida por todos os intelectuais de Governador Celso Ramos, por todos os convidados, escritores ou no, e por fazer parte desta assemblia de literatos.

Olhem senhores e senhoras, agora, diante de vocs, esta uma mulher, que passou por muitos obstculos, mas sentiu e sente, muitas alegrias. Mas, essa mulher tambm trabalha, chora e chega hoje a Academia de Letras desta tranqila cidade, permeada de encantos de rara beleza, tocada por este mar sempre azul, que diuturnamente permite que as ondas deixem gravados na areia, com sua espuma rendada, versos carregados de amor.

Ocuparei a Cadeira numero 38 [trinta e oito], que tem como patrono HERCILIO PEDRO DA LUZ, notvel poltico e estadista.

Herclio Pedro da Luz nasceu na antiga Desterro, hoje Florianpolis, em 29 de maio de 1860. Filho de Jacinto Jose da Luz e Joaquina Anania Neves da Luz.

Iniciou os estudos na sua cidade natal. Os secundrios, no Rio de Janeiro, na Escola Politcnica, finalizando-os na Blgica, na Faculdade de Gembloux.

Casou em primeiras npcias com Etelvina Cesarina Ferreira, em outubro de 1885, com quem teve 14 filhos. Aps um ano e meio de viuvez, Herclio casou-se com Corlia Ferreira, irma mais nova de Etelvina, com a qual teve mais 5 filhos.

Herclio transformou-se num lder autentico, agigantando-se na poltica catarinense.

Chefiou a comisso de terras, enquanto esteve em Blumenau, participando ativamente na poltica.

Engenheiro de provncia de 04.06.1886 a 07.03.1891.

Foi engenheiro de obras publicas do Estado [1889].

Dirigiu a reaao republicana de Blumenau contra a Junta Governativa, instalada no Desterro, [1892], que culminou com sua ascenso ao cargo de Governador Provisrio do Estado, pela Cmara Municipal de Blumenau em 1893.

Deputado a Cmara dos deputados em quatro legislaturas.

Senador da Republica em trs legislaturas.

Governador de Santa Catarina por trs vezes.

Suas obras permanecem vivas, no estado de Santa Catarina, mostrando as novas geraes o seu trabalho.

Foi durante o seu governo, que foram sanados os conflitos com a questo dos limites com o Paran.

Sancionou as leis criando as armas, a bandeira e o hino do estado de Santa Catarina.

Abertura e construo da Praa 15 de novembro.

Em 27 de setembro de 1920, assinou contrato para a construo da Ponte. O Governador Herclio Luz resolveu construir a ponte para consolidar Florianpolis como capital de Santa Catarina. Aquela altura, as outras cidades consideravam a Ilha muito distante para ser o centro administrativo e poltico do Estado, e em conseqncia, havia um movimento pregando a mudana da capital para Lages.

A inaugurao da ponte, numa tarde chuvosa de maio de 1926, acabou com o sofrimento de 40.000 habitantes de Florianpolis.

E considerada uma das maiores pontes pnseis do mundo. Teve sua construo iniciada em 14 de novembro de 1922 e foi inaugurada a 13 de maio de 1926. O comprimento total e de 819,47 m.

O idealizador no viu seu sonho ser concludo, pois morreu em 1924.

Outra obra que continua embelezando o Estado, e que nos deixa orgulhosos ate hoje, foi o estudo e a incumbncia da implantao da estrada do Rio do Rastro, visando ligao rodoviria dos campos de Lages com Laguna e o Sul do Estado.

Teramos muito mais obras para mencionar, mas o Criador o chamou para trabalhar no Oriente Eterno, a seu lado. Herclio faleceu em Florianpolis em 20 de outubro de 1924, durante o seu terceiro mandato como Governador do estado. Seus restos mortais encontram-se junto a sua estatua, na cabeceira da Ponte Herclio Luz.

Herclio era um homem de fibra que lutou por suas convices.

Fico orgulhosa de ocupar a cadeira que tem como patrono Herclio Pedro da Luz, um homem que estava h vrios anos a frente do seu tempo.

dorothys@terra.com.br

dorothys@terra.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s