s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Manuel ROBALINHO
Nacionalidad:
Portugal
E-mail:
Biografia
Teu Mundo

Teu mundo uma mistura de simplicidade e ousadia,
De brilho e trabalho todo dia,
De canes que cantas para mim,
Da tua praia e das flores do meu jardim.

Teu mundo o tentar o amor prometido,
O pensar na vida, com algum sentido,
O sonho que o amor dois,
E o prazer de dividir,
Teus eventos e teus caranguejos,
De adoar meu dia e consolar meus desejos.

V-se a vontade que estremece o teu corpo,
E o esvoaar do teu cabelo na brisa do meu sopro,
V-se o desenhar dos teus dedos,
E o abraar da imagem com gosto,
De pegar, e levar para o teu leito,
E fazer coisas sem jeito!

Quero-te para mim,
E fao prece ao meu Santo,
Que desate os ns que nos separam,
E abrace a fora que nos prende,
E nos junte, no amor que se sente!

Nenfar 20/4/2008

-------------------

O Cupido

Hoje sonhei-te meu Cupido,
Com brincos de argolas e olhar querido,
Trouxeste a tua flecha afiada,
Teu arco de prata dourada,
Com teu corao a falar francs,
E teus segredos codificados em ingls,
Hoje foste a hortnsia do meu jardim,
A blusa estampada em pano de cetim,
Foste a manh e a tarde,
A curandeira de meus beijos onde o olhar arde,
Meu Cupido de muitos quilates de ouro,
Sinal de esperana e de um tesouro !

Nenfar 23/11/2007

-------------------

Uma Mente Pedinte

Minha mente pede trguas,
A um passado que no existe,
Aos fantasmas que me cercam,
E aos demagogos que meus dias infestam;
s prises onde me refugio da tormenta,
Ao choro dos versos, que enchem minha sebenta,
Aos espies que se escondem no cdigo,
E me atormentam mais que o demnio.

Hoje minha mente um habitculo duro,
Um escudo que protege o rigor da sociedade,
Que sem nexo, nem verdade,
Me rouba anos e desvaloriza a idade.
Sou um ser pedinte, de sossego e de paz,
Ou de alguma melodia que ficou para traz!
Oio o teu cantar no meu ficheiro secreto,
E foco a mente, em algo mais concreto!

Nenfar 12/12/2007

biografia:
Manuel ROBALINHO

Sou licenciado em Matemtica, e trabalho muito anos na rea de informtica.
A escrita apareceu por necessidade. Uma terapia que me afasta do nefasto, que me coloca de p, para enfrentar o novo dia.
Tenho 2 livros de poesia publicados em Portugal,'Poemas de Azul e Mell I, e Poemas de Azul e Mell II; e assino com o pseudnimo de Nenfar.
Assino artigo na revista digitar Grande Imprensa, e publica muito do que escrevo no Site do Recanto das Letras. Colaboro com poemas declamados no programa Poesias e Algo Mais; da Rdio ARINFO.

manuel.robalinho@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s