s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Maria Jlia B. B. P. Molico
Nacionalidad:
Portugal
E-mail:
Biografia

LIVRE VOAR

Galopando por deserto escaldante
num dromedário, como corcel
cavalgando no meio dum vergel,
sinto a quentura do Sol amante

À minha volta areias ondulantes
pelo calor, brilham como um mar
ofuscando meus olhos que, a chorar,
procuram oásis inebriantes

E num voar livre e mais veloz,
rosto coberto por diáfano manto,
escondo no seio o amargo pranto
onde quero afundar minha voz

SEM-ABRIGO

Todos os dias te vejo
sentado à minha porta,
orgulho na face morta,
olhos tristes, sem lampejo

Contigo trazes os bens
que restaram do caminho
percorrido sem carinho...
cálice que tragado tens!...

Não existindo emoção
no olhar que te perscruto,
só vejo dias de luto
no pulsar do coração

A vida, quebrando os laços
da memória da tu\'alma,
traz na noite doce, calma,
morte santa nos seus braços

AQUELA MÃE...

Vejo aquela mãe no Sudão,
olhar triste, moribundo,
já só olha outro mundo
deixando este que é «cão»

Enlaça com todo o amor
o filho sem alimento
que já não lança um lamento,
a vida foge sem dor...

Mãe coragem...! Será mesmo?...
Não lhe deram opção:
deitada no catre-chão
pr\'onde a lançaram a esmo...

Uns com tanto, outros sem nada...
Onde iremos nós parar?
Porque é que a palavra amar
anda esquecida, apartada?

Naquele rosto bem sofrido
já só os olhos existem,
querem lembrar que persistem
pr\'além do tempo vivido...

biografia:
Maria Júlia B. B. P. Molico

O escrever faz parte de mim desde muito cedo, não conseguindo passar um dia sem o fazer.
Sou sócia da Associação Portuguesa de Poetas, faço parte do Grupo Ecos_da_Poesia e do Grupo Horizontes. Tenho três livros de poesia, publicados: Estados de Alma, Ondas de Pensamento e No Meu Silêncio Escuto...
Estou neste mundo para aprender todos os dias... este é o meu lema.

mjmolico@netcabo.pt

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s