s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Mara da Coneio Gonalves
Nacionalidad:
Portugal
E-mail:
Biografia

Pedófilos, a praga do nosso tempo

Eles são a praga do nosso tempo
São gentis, educados, elegantes, bem falantes.
Eles cativam, eles dão doces e rebuçados,
Eles levam os meninos a passear
Eles gostam tanto de crianças!...
Que as destroem enquanto o são.

Quem consegue denunciar
Estes angélicos rostos
De gente parecendo ter
O coração nas mãos
Parecendo ter o amor no coração.
Gente mais inofensiva
Não pode existir.
Gente com duas caras
Gente perigosa.
Que ao voltar em cada esquina
Mudam as suas caras,
Os seus olhares,
Os seus semblantes
E tornam-se malandros,
Meliantes.

Quem pode acreditar
Nestas hediondas criaturas
Que nos fazem acreditar
Que a sua vida
É limpa e sem manchas?
Mas, quando olhamos
Bem de frente
O que vemos? É bem certo
Lobos a saltar as pranchas.

Tiram a inocência
Às nossas crianças
Levam-nas por maus caminhos
Só para seu prazer---e sozinhos
Estes meninos são apenas
Mercadoria
Que não pode ser vendida
Em mercearia.

Até quando? Até quando vai continuar tudo
Sem mudanças?.

M. Conceição Gonçalves

Quem sou ?

A vida que não se ajeita
Em que tudo é sempre igual,
A vida não é perfeita
Nem perfeita nem normal.

Sempre o mesmo dia a dia
Nada muda, tudo é ruim,
Este viver...quem diria
Que um dia calhava a mim?

O que esperei já não espero
Perdi tudo nada tenho,
Vou entrar em desespero
Não sei de que mundo venho.

Eu já não sei de onde venho
Também não sei pra onde vou,
Nem tenho nenhum empenho
Em saber aonde estou.

Sou do mundo uma estranha
A vida é minha madrasta,
Sou loucura que se entranha
Sou matéria que se empasta.

Sou como um dia chuvoso
Sou granizo, sou saraiva,
Sou como animal raivoso
Atingido pela raiva.

Tempo que nada promete
Tempestade, furacão,
Sou neve que não derrete
Quer seja inverno ou verão.

M. Conceição Gonçalves

Eu sei que é defeito

Eu sei que é defeito
Mas não consigo modificar-me
Esta mania de querer ser séria
De querer ter bom carácter
De querer ser pontual.

De querer ser exigente comigo mesma
De querer ser responsável pelos meus actos
De querer ser competente
De querer ensinar...ensinar aos outros
Mesmo aquilo que não sei.

De querer ser uma pessoa importante
De querer fazer algo de bom pelos outros.

Gostava de compreender tudo e todos
Gostava de fazer tudo perfeito
Mas, infelizmente não posso
Porque sou um ser humano.

Se eu quiser ser palhaço
Porque não o ser?
Se eu quiser rir de mim
Porque não rir?
Mas, ai de mim que nem rir sei
Só sei chorar.

M. Conceição Gonçalves

Biografía:
MARIA DA CONCEIÇÃO GONÇALVES

Chamo-me Maria da Conçeição Gonçalves, tenho sessenta e dois anos e vivo há mais de trinta anos em Agualva, Concelho de Sintra.
Sou natural do Concelho de Arouca - Aveiro, onde nasci numa pequena aldeia de nome Borralhoso.
Há seis anos que frequento a Universidade da Terceira Idade de Sintra.
Escrevo apenas desde 2002 e tenho participado em alguns jogos florais.
Alguns dos meus trabalhos têm sido premiados. Actualmente escrevo poesia para dois jornais regionais, a qual tem saído com alguma regularidade.

santoszluis@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s