s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Hailton Alves Ferreira
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
JOOZINHO E OS SEUS DENTES
Hailton Alves Ferreira

Preste ateno meninada,
Ahistria que vou contar,
a histria de Joozinho,
Que nunca ligou em cuidar,
Dos seus dentes na infncia,
No seu tempo de criana,
Agora adulto, quer remediar.

Joozinho quando menino,
Nasceram os dentes de leite,
Depois amoleceram, caram,
Veio a dentio permanente,
No ligava de escovar,
Fio dental nem pensar,
Enxaguante? Deus me livre!

Um belo dia amanheceu,
Com uma dor que incomodava,
Era um dente cariado,
Resolvo j com gua gelada,
Ufa! A dor foi-se embora!
Rezei pra Nossa Senhora,
Livrei-me da desgraada.

Logo no demorou muito,
J eram todos os molares,
Que estavam pretinhos, cariados,
Iniciou nos pr-molares,
A dor agora era mais forte,
Isso uma falta de sorte,
Vou perder esse combate?

Joozinho continuava,
Sem escovar os seus dentes,
Cada dia piorava,
Hora a hora se desfazendo,
Aquele sorriso lindo,
Angelical de menino,
A dor era permanente.

Joozinho tornava-se rapaz,
Metido a namorador,
Queria uma namorada,
Pra mostrar que seu amor,
Era mais forte que a dor de dente,
Mostrar que era valente,
Que ele era um vencedor.

Marcou logo um encontro,
Com aquela linda menina,
Mas os dentes comearam a doer,
A maior dor da sua vida,
No tinha nada igual,
Joozinho com cara de pau,
Perdeu o encontro com a menina.

Os caninos no escaparam,
Da crie maldita tambm,
Depois foram os incisivos,
A, meu amigo, no se esconde de ningum,
O jeito agora remediar,
Pra janela no mostrar,
melhor para o seu bem.

E assim a vida,
De Joozinho definhava,
Ele vivia isolado,
E da vida reclamava,
Essa vida ningum quer,
Pode ser homem ou mulher,
Era assim que ele ficava.

Ele olhava os outros meninos,
Todos felizes a brincar,
O que estava faltando?
Para poder se ajuntar,
Com as outras crianas felizes,
Voltando as suas razes,
Podendo se alegrar.

No sorria, nem brincava,
Era uma incomodao,
O jeito agora era extrair,
Pra resolver a ocasio,
Extraiu todos os dentes,
Imaginem a dor que sente,
Vejam que situao!

Hoje em dia vive triste,
Ningum quer lhe namorar,
banguelo, s come papa,
E picol pode chupar,
Pra morder utopia,
verdadeira latumia,
Como que vai escapar?

E foi assim a histria,
Que pra resolver a ocasio,
Joozinho teve que comprar uma dentadura,
Que morde at tubaro,
O jeito agora se virar,
Pra por baixo no ficar,
Vejam que situao!

Pra vocs que so meninos,
Tratem de escovar os dentes,
Sade comea pela boca,
Viva sempre sorridente,
Escova, pasta, fio dental,
Ter vontade ideal,
Sorria indefinidamente.

TE AMAR COM TODO AMOR.
Hailton Alves Ferreira

outubro minha gente,
Ms pra se comemorar,
O aniversrio de Macaba,
Histrias pra se contar,
O que podemos te oferecer, Macaba,
te presentear.

Um presente singular,
Mas que tem muito valor,
Macaba vou dizer,
te amar com todo amor,
o comeo de tudo,
Amar-te, assim profundo,
Com todo o meu amor.

O valor do meu presente,
No tem como calcular,
No tem ouro, no tem prata,
Que consiga superar,
valor inestimvel,
Por que no incalculvel,
o amor de tanto amar.

FUMAR PRA QU?
Hailton Alves Ferreira

Fumar pra qu?
Se quem fuma sabe,
Que mais propenso pra morrer.

Fumar pra qu?
Se quem fuma mina,
Esse seu corpo, essa sua casa, essa sua vida.

Fumar pra qu?
Se quem fuma incomoda,
E no adianta ter charme, nem estilo,
Por mais que se diga: moda.

Fumar pra qu?
O ar puro mais saudvel,
E no tem nada igual, incomparvel,
Ento, fumar pra qu?

Fumar pra qu?
Se teus reflexos e tua percepo esto indo embora,
A cor dos teus dentes, os teus dedos,
No so mais os mesmos,
Olhastes como esto agora?

Pra, reflete e responde pra voc,
Fumar pra qu?
Se o que voc busca no isso,
E isso no tem nada a ver.

biografia:
Hailton Alves Ferreira


hailtonmangabeira@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s