s
s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Cludia Cordeiro
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
PR DE SOL NA PLATAFORMA

Carcias negras
em luz altiva,
sou eu que te incendeio,
s tu que me apagas.
Morte cega de pssaros
tua luz,
o dia,
afogada em meu abrao,
a tarde.



MAR-HORTO

Esta no a gua
cristalina de beber
nem abenoada de benzer

a gua de cem mortos
pedaos de corpos
boiando na luz da manh.

noite,
ondas vermelhas
tropeam
em mos, ps, braos, orelhas...
no recuo da praia.

Angstia
do morto, do torto:
o arcabouo apodrecido dos sonhos.

Angstia maior:
a de ter olhos de ver.



CAMINHO

Para Alberto da Cunha Melo

Vem, poeta
de minha vida,
vem logo.
Deita no meu colo.
Pra que tanto esconderijo?
Pare de brincar de morte!

Descasquei palavras-horas,
vesti teu verbo,
encarnado,
o sol
desenhou-me,
s costas,
um decote iluminado...

Vs que vs, agora?

Ento vem, poeta
de minha vida,
vem logo,
deita no meu colo.
No esperes a minha morte.
Estou aqui.

Biografa:
CLUDIA CORDEIRO
Tavares da Cunha Melo, recifense, professora especialista em Literatura Brasileira, ensasta e webdesigner. Em outubro de 2003, lanou, na USP, seu ensaio 'Faces da Resistncia na Poesia de Alberto da Cunha Melo'. Obteve, em 1985, o primeiro lugar do prmio de ensaio Mauro Mota [UBE-PE], juntamente com a Prof Snia Prieto. Neste ano de 2005, foi selecionada para a antologia Marcas do Tempo VII, p. 37, 38, como resultado da classificao do seu poema 'Assalto alegria', no concurso literrio da Biblioteca Pblica Municipal 'Prof. Gerson Alfio De Marco', SP. Organizou, juntamente com Antnio Campos, a coletnea 'Pernambuco, Terra da Poesia. Um painel da poesia pernambucana dos sculos XVI ao XXI' lanada no dia 1 de dezembro, tambm neste ano de 2005, na Livraria Cultura, PE. Como artista plstica, realizou vrias exposies e dirigiu a Escolinha de Arte Garibaldi Brasil no Sesc/AC - 1980/1981, quando manteve intercmbio cultural com a Escolinha de Arte de Varsvia. Foi coordenadora de planejamento da Diretoria de Assuntos Culturais da Fundarpe [1987/1988], enquanto Tcnica em Atividades Culturais daquele rgo [1987/2000]. Foi revisora, mdia e trfego da agncia Gruponove. Em 2004, organizou e editou o CD Plataforma para a Poesia, vol. 0, 'Poemas Indispensveis', com apresentao de Deonsio da Silva.
O 'Plataforma para a Poesia' o ncleo virtual de um projeto maior de sensibilizao de leitores para a Arte Potica, atravs de sua veiculao em diversas mdias. O Trilhas Literrias nasceu da necessidade de orient-los com alguma profundidade terica, abrindo portas percepo dos valores estticos. Em 2006, editou e executou o projeto 'Vozes Pernambucanas', realizando, com recursos multimdia e patrocnio do Instituto Maximiano Campos - IMC, 11 palestras, sendo 8 delas em So Paulo - SP, e as demais em festivais literrios do Estado de Pernambuco. E outras palestras sobre variados temas literrios e o advento da WEB. Em 2007, criou e organizou o 'I Prmio Internacional Poesia ao Vdeo', que, em face do sucesso da iniciativa, ser reeditado na mesma FESTA LITERRIA INTERNACIONAL DE PORTO DE GALINHAS - ANO IV [2008]
Cludia colabora com artigos e ensaios em revistas e jornais pernambucanos e webdesigner dos domnios:

PLATAFORMA PARA A POESIA
www.plataforma.paraapoesia.nom.br

TRILHAS LITERRIAS
www.trilhasliteraris.com

INSTITUTO MAXIMIANO CAMPOS
www.imcbr.org.br

PORTO DEONSIO. Pginas virtuais do escritor Deonsio da Silva
www.deonisio.com.br

ESTAO NUMANNE. Pginas virtuais do escritor Jos Numanne Pinto
www.neumanne.com

PARA SEMPRE. Pginas virtuais do poeta ALBERTO DA CUNHA MELO
www.albertocmelo.com

TERRITRIO DA PALAVRA. Pginas virtuais do escritor ANTNIO CAMPOS.
www.antoniocampos.com.br

FLIPORTO - Festa Literria Internacional de Porto de Galinhas - ANO IV
www.fliporto.net


plataforma@trilhasliterarias.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s