s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Lvia Tucci
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
PREFCIO

De todas as formas,
a que mais ama,
a que mais enseja,
a alma turbulenta,
a que impera
na sucesso dos dramas,
cal que sedimenta.

nica armadura,
nicho de chagas,
em vo, a espreitar
o corpo,
mil sentinelas de magos.

vida embocadura,
necto mineral,
enfim, a esplender
em partos,
todo o avesso do cristal.

HERMAFRODITA

Que eu me envolva,
que eu em vulva,
que eu me em verve.

Do corpo adormecido,
a saliva acorda-nos em tempestades,
lava-nos em cntaros, a cidade.

Do animal desordeiro,
as ancas trmulas e gticas,
cavalga-nos o potro em soluos, os cheiros.

Que eu me envolva
na verve de tua vulva,
que eu me inflame
no fluido de teu falo,
que silente calo, calo, calo.

Da boca,
que a reparto em duas,
em desmedida e assexuada gula,
sugo de uma s vez, ambguos lagos.

POSFCIO

De todas as formas,
a que mais emana,
a que mais lateja,
a brecha sumarenta,
a que impele
a secreo da trama,
nau de placenta.

mida urdidura,
ninho de lagos,
em vo, a esperar
no porto,
mil caravelas de nufragos.

vida tessitura,
nauta sideral,
enfim, a implodir
estrelas,
pelo avesso do cristal.

biografia:
Lvia Tucci

'Sou mulher de Marte e de Vnus. Hermafrodita. Uma mutante feliz. Busco em Libra o meu contraste e equilbrio. No esprito, busco o dedo de Deus e seu sopro. Sou a louca escrevinhadora das emoes e dos soluos roucos. Garimpo a mente e entalho meu corpo a cada saga, nos portos de todas as idades. Percorro os sbios caminhos dos meus gurus e nem sempre sou discpula fiel e me salvo. Busco a nobreza do carter em cada ser vivo e, at hoje, s os animais tm me surpreendido, me ensinado e me maravilhado. Mesmo assim, aos humanos, dou o livre arbtrio e, na esperana de serem livros abertos, sem a mscara da hipocrisia...encanto-me, na esperana que me surpreendam e me suspendam com asas e papos de anjos.
Sou aquela que desce a cada dia de uma nave espacial. Sou a aranha tecel que urde a manta de dvidas e enigmas. A esfinge que te diz: decifra-me ou desista! Minha bssola minha arte. S me encontro quando esta me procura. noite, tenho a lua e os planetas para me desviar deste curso louco. De dia, tenho um sol abrasador e causticante, que deixa em minha pele as marcas dos meus insanos gestos. Sou ambgua e felina, a presa e a predadora...o homem e a mulher deste universo mpar e misterioso: o meu mundo feminino...pelo avesso, um reino assexuado. Planto rvores, escrevo livros, o poema mais belo minha filha, que gerou Agatha, um belo haikai. E assim vou caminhando... deixo meus sons pelos tneis urbanos. Minha fala, meus ecos insanos. E o resto, nesta vida, so cacos humanos'.

VISITEM PARA SABER MAIS:
www.missjazz1.blogspot.com [Msica ]

www.missjazzbrazil.spaces.live.com [ Bem Viver ]

www.liviatucci-poesiaeartesgerais.blogspot.com [ Poesia ]

http://muraldosescritores.ning.com/profile/LiviaTucci

liviatucci@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s