s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Fabio Cruz
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
SONHAR

Se eu pudesse traduziria com papel e caneta
O que estou sentindo agora,
Eu desenharia o som de uma lgrima caindo
Pra demonstrar a dor da tua ausncia.
E escreveria a letra do canto dos pssaros,
E cantaria pra voc a cada segundo que estivesse ao teu lado.
Olharia o centro do Sol sem que meus olhos se ferissem
Somente pra ver se a sua luz chegaria prximo beleza do teu olhar.
Mergulharia at a mais profunda escurido do abismo
Pra te trazer as maiores e mais lindas prolas negras, h muito, esquecidas,
Faria um lindo colar e o colocaria em teu pescoo,
Caindo levemente sobre teu colo
Somente pra acompanhar a riqueza do teu olhar
E acompanhar de perto essa jia de valor supremo
Que o teu corao, que tanto cobio.
Com um salto, alcanaria a lua,
Pra ver claramente que nem mesmo a beleza da lua cheia
Se compara beleza do teu olhar refletindo felicidade.
Faria um travesseiro com as penas das asas dos anjos,
Pra voc repousar no teu sono mais doce.
Se pudesse, eu juntaria todas as jias do universo
Somente pra te presentear a cada dia de tua gloriosa existncia.
Selecionaria uma a uma, todas as abelhas
Pra que fizessem o mais puro e doce mel
Pra que eu pudesse te cobrir com esse mel
E depois delici-lo, pouco a pouco,
Mas nem mesmo o mais doce e puro mel
Seria comparvel doura de teus beijos
maciez dos teus lbios e pureza do teu olhar.
Faria o tudo e o impossvel
Atravessaria o universo e traria o brilho de cada estrela pra iluminar teus passos
Uma ptala de cada rosa pra voc passear descala sobre elas,
Tudo, tudo o que quisesses seria teu.
Se eu pudesse, faria todos os teus sonhos, serem a mais doce realidade!
Mas isso tudo, so apenas devaneios de um Sonhador
Delrios de um Louco
E desejos de um Apaixonado
Pra conquistar a sua doce amada.
Como fao ento, pra fazer de ti a mais feliz das princesas,
A mais doce das Fadas
E a minha Rainha?
Como fao pra provar-te o meu amor
Provar que mesmo sendo um simples mortal,
Posso te dar o que de mais precioso possuo?
Sim, posso te dar o meu mais precioso presente
O meu corao, a minha vida e todo o amor
Que jamais foi sentido, nem nos mais lindos contos de fadas
Nem nos mais conhecidos romances da histria
Um amor maior, somente o de Cristo!
Mas tenho calma, tenho esperado
Esperado pelo tempo certo,
Esperado uma luz que me diga
Se realmente, o meu caminho voc
Se a minha vida voc
Se a minha de voc!
nica coisa que tenho certeza a certeza do que quero,
Voc, Voc, Voc!
Eternamente, Voc.
Palavras no so suficientes, letras impotentes
E nada digno de descrever voc
De elogiar voc
De homenagear voc.
Por isso me calo.
Me calo apenas com a certeza de que Te Amo
E que um dia, voc saber que te amo
E o quanto te amo!
As palavras doem, os olhos deixam lgrimas rolarem
E o corao sente vontade de parar de bater.
Mas a esperana, embora ferida e calejada
Ainda vive
E essa esperana que ainda me d foras pra viver
E vida pra sonhar
Sonhar com a nica coisa que me faria feliz
Voc.
Sonhar com voc, a nica coisa que ainda me d foras pra viver
E de lutar, discretamente pra conquistar a maior vitria possvel
Ter o teu amor!

Fabio Cruz.
13/07/05


EXPLODE CORAO

Arrebenta corao
Explode
No consigo suportar a dor
Arrebenta, no adianta lutar
Deixe que o tempo se encarregue
De juntar esses dois caminhos.
Chora corao, chora
E deixe-me chorar
Permita que minhas lagrimas rolem pouco a pouco
Deixa-me chorar.
Tambm no agento mais segurar
Toda essa angustia
Que cresce, aumenta, se multiplica
Chora, corao, e deixa-me chorar
No adianta se fazer de forte
E suportar calado
A essa dor que vai rasgando,
Vagarosamente fazendo-te sangrar
Explode corao, arrebenta
Voc sabe que no adianta lutar
Pois assim, sofremos tu e eu
Embora, s vezes, tenhamos pensamentos diferentes
Compartilhamos a mesma alma
E somos um
Por isso,
Explode corao
Explode num grito de amor
Num urro de paixo
E confessa, declara esse sentimento
Escracha tudo o que sentes
Joga na cara
Cospe essas palavras de amor
Que nos engasgam
E assume
Assume que ests amando
Assume que estamos amando
E Explode Corao.

Fabio Cruz
27/10/04


CONFUSO

Triste solido, s vezes me assusta
Me deixa frgil, aqui, a esperar
Um doce carinho que minha alma busca
Mas que no encontra e fica a sonhar.

A amarga saudade de algum que no foi
A doce lembrana de um anjo que no conheci
Me deixa confuso, me deixa a esperana
De ainda encontrar, o anjo que no perdi.

Mas sei quem meu anjo, e penso e sofro
Ser que algum dia, terei-o pra mim?
E rezo e peo, e sofrendo, imploro
s vezes eu choro, te querendo assim.

Mas o que que eu fao, pra t-la ao meu lado
E que estou apaixonado, poder te provar?
Provar o meu sentimento, mostrar toda a paixo
Que sinto em meu corao, que sofre por te amar?

Fabio Cruz.

biografia:

Sou Fabio Junior da Cruz
, nascido na cidade de Palotina - PR em 12 de Junho de 1985.
Mudei-me para a cidade de Cotriguau - MT com minha familia onde me criei.
Comecei a escrever em 1998 em trabalhos escolares e peguei amor pela escrita.
Sou um pouco de tudo
Danarino, poeta, modelo, atleta.
Aprecio musica, dana, teatro, filmes.

Minha fraze favorita:
O maior risco que corremos no perdermos a vida,
Mas Sim, Deixarmos de Viv-la!

---o0o---

Minha apresentaao
Em um turbilho de sentimentos, amores, desamores, alegrias, opes e decepes, no sou mais eu que escrevo a poesia, mas a poesia que me descreve.
Num mar desconhecido de incertezas sobre mim, vou me descobrindo e traduzindo em letras rabiscadas, num amontoado de palavras, nas folhas vazias de um caderno de rascunhos, um pouco de mim, e vou descobrindo em cada linha um novo sentimento, ento me entrego e desabafo tudo que me sufoca.
Descubro que ser poeta no uma profisso ou um trabalho, mas sim ser um deus ou demnio no seu prprio mundo deprimido, individual e s vezes egosta.
Escrevo, no por ser culto ou pra passar o tempo, escrevo por necessidade da alma e alvio do corao.
A beleza da poesias no consiste na complexidade das palavras ou na quantidade de versos e rimas, consiste unicamente no verdadeiro sentimento, sendo traduzido em papel e caneta.
A verdadeira poesia no pode ser um amontoado de palavras, mas uma essncia dos sentimentos.

Fabio Cruz.

patopoeta1985@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s