s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Joo Jacinto
Nacionalidad:
Portugal
E-mail:
Biografia

Pobreza

Os ricos sentem-se pobres;
ambicionam ser mais ricos.
Os pobres sobrevivem pobres,
e os que sonham ser ricos
à custa de outros pobres
continuarão pobres,
mesmo que se tornem ricos.
Os ricos serão mais ricos,
os pobres mais pobres,
e seremos todos ricos
de tanta pobreza.

Na minha Terra
morre gente,
por não haver rico
que se aproxime
de pobre.

[Os 500 indivíduos mais ricos do mundo têm rendas maiores que as 416 milhões de pessoas mais pobres do planeta, segundo o relatório 2005 do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento [Pnud].
A cada minuto, 12 crianças morrem de fome no mundo [FAO].]


Ainda é tempo...

Não se herda a pobreza,
cresce-se de cegueira,
sofre-se submisso à culpa,
respeita-se em contrariedade,
a arrogância do preconceito,
sonha-se a dormir,
corre-se de pé,
luta-se com medo,
estimula-se o amador,
nega-se a aventura,
silencia-se o desejo,
foge-se do amor...
Cobre-se de negro
o espelho que reflicta
a coragem da alma,
habita-se na solidão
de um metro quadrado
e morre-se rodeado de gente,
no arrependimento
de nunca se ter vivido.

Impera a inteligência do Espírito,
ainda é tempo de abundância,
na riqueza de ser feliz,
diferente,
Eu.

Falos raivosos

Eunucos
[de]mentes,
cães que não ladram,
falos raivosos
abscônditos de cio.
Viril malogro,
atiçado de violência
atrás da espera,
açaimando a puridade
na calada dos inocentes.

E entre os imolados
estão dois anjos
da última procissão
do Senhor dos Passos.

[Todos os dias aumenta o número de crianças desaparecidas, sendo na grande maioria dos casos, vitimas de abuso sexual.]

biografia:

João Jacinto
nasceu a 22 de Junho de 1959, o primeiro dia do signo Caranguejo, no Montijo.
Pelo seu percurso profissional diríamos que é um homem de todas as artes, pois de quase todas exprimentou um pouco, mas foi a poesia quem o tocou em primeiro lugar. Desde muito cedo que a poesia faz parte da sua vida. A sonoridade e o ritmo das palavras harmonizam a sua vida desde sempre, impelindo-o no percurso que seguiu.
Juntamente com a poesia surgiu a astrologia, também por um acaso, também pela harmonia. E as duas artes mantêm-se lado a lado. Cresceram juntamente com o João, sendo fruto de uma criação pensada, prazerosa e pensada lentamente.
E assim chegámos ao seu primeiro livro: \\\'Recantos da Lua\\\'! Uma obra que reflete estas duas forças criadoras, e a tentativa incessante de o autor as dominar e as apontar num sentido.

http://magna-editora.com/new-page.htm

blog de poesia
João Jacinto & Poemas
http://joaojacintopoemas.blogspot.com


joaojacintopoemas@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s