s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Carlos Gurgel [Cnsul - Z-SE do Natal-RN ]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
BRIGAS

Brigas
Porque a janela do quarto j no satisfaz as tuas manhs
Como uma lesma que j no sabe o que viver de esmolas e perdes
E que sofres pela falta do carinho que no destes

Ousas
Que por mais que repitas
Que tudo so como bombas feridas
E que o colar que usas
Reluz ferro e brasas
s filho da inconfidncia e da lngua v

Partes
Como quem carregas um chaveiro sem chaves
Um olhar que afana a podrido de uma trilha deserta
E de um beijo que j no suportas o que reclamas

E chagas
o que carregas na mala
Um estopim que a cada minuto estampas
Como um infortnio de uma mina maltrapilha e febril
Prima de uma obra que j no enganas
Uma quadrilha de desastres e cinismos

E como verme da noite
Rastejas tal qual um discpulo
Que escarra pelo faro
A farinha, qual avaro
Do seu prprio destino.

Cgurgel

CNHAMO

ainda ontem
chorei por ti
l
naquela rvore centenria
onde os arrumadinhos dos desertos
farturam ssmicos

ainda ontem
lembrei de ti
como uma crosta de fim de semana
um lpido e iconoclasta vexame
crocodilo de lavandas e ftidas faces

ainda ontem
procurei por ti
como um m irm
por entre dentes
bilhetes, aromas
e tudo que estocas

ainda ontem
sonhei por ti
como lacre de um vo
que ladrilha arquiplagos
espingardas e espelhos vazios

ainda ontem
esperei por ti
como um moo perdido no poo profundo do passado
na porta da infmia
por onde voce sempre perambulou

ainda ontem
perdi voce
como um cclope carneiro
por entre chuvas, pontos e fugas
no meio do salto de onde voce nunca se deu

ainda ontem
voce sumiu
como uma usina de lanas e tulipas
embocadura de uma resina que me basta
trapzio de uma fbrica de matilhas
como fome de uma nsia que me parte.

Cgurgel


ENFERMARIA DE BRINQUEDOS E CIMES

sou somente o mnimo possvel percebvel
graas
ao crivo de um cravo
semente

sou
simplesmente
nico
um plat de circunstncias
pleno pulmo de uma ave assassina
demente

sou
como voces sabem
um pria
um molusco
um vria

sou
somente
o que dizem de mim

alguma coisa disforme
um apangio
um espantalho
talvez um baralho
barulho do fim do que me resta

uma besta
uma fera
uma cesta
uma vela
deveras

sou
como no poderia deixar de ser
uma bolha
talvez de cifro
certamente de barro

eu sou
um pouco de tudo
um lbrico
como um anzol
um pincel
um binculo
e um escarcu

como uma gangorra
que voa
solta

como um pgarro
um gargalo
de ns

mas s sou
como uma espera
que brilha

ao redor dos meus medos
um arremedo do fim
um fantasma no jardim

como um trfego
de caras
faces
fisionomias
e tteres rostos

sou assim
como nunca vou deixar de ser

uma fagulha
de uma parede que mora ao lado

eu sou sim
uma muralha
um estopim
bem estocado

como s os piores pios dos pssaros espiam:
uma lama de ps
aqui
e no convs.

Cgurgel


mini-biografia:
Carlos Gurgel
Nasceu em Natal. De uma famlia de artistas. Seu pai, Defilo Gurgel, poeta e renomado folclorista. Seu irmo, Fernando Gurgel, pintor. Seu tio, Tarcisio Gurgel, escritor e professor na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, na disciplina de Jornalismo.
Carlos Gurgel participa dos sites: Alma de Poeta, Recanto das Letras. o moderador no estado do Proyecto Sur, diretor estadual da Federao Brasileira de Alternativos Culturais, membro da comisso julgadora do concurso literrio 'Luis Carlos Guimares', alm de coordenar o projeto 'Bendita Poesia'.
Tem um blog, vrio: http://onthee.blogspot.com/ , onde reproduz textos, poemas, fotos, resenhas de outros autores, e publica textos e poemas seus.
Est em estdio, gravando o seu cd, o 'Perptua Saliva', um repertrio de 13 poemas, onde, com vrias texturas sonoras, radiografa o que sente e sonha.
Apresenta-se em congressos, saraus, feiras culturais; com o seu espetculo performtico, o 'Out Dor', recheado de sussuros, silncios e urros.
Mora em Natal, cidade repleta de praias e luais. Uma cidade iluminada pela sua data de fundao [25/12], onde recebe, sem cessar, turistas que sentem-se atraidos pela sua hospitalidade e relquias

Carlos Gurgel
contato: gurgelpoesia@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s