s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Carlos Silva [Cnsul - Campo Limpo-So Paulo-SP]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
HOJE DIA DA POESIA
Carlos Silva


Hoje dia de festa
De canto de alegria
De verso feito no brao
Na voz e na cantoria
dia de grande festejo
Daqui de longe eu vejo
Como grande a poesia

Os poetas Brasileiros
Vo Traando em um segundo
A sua forma de verso
Com sentimento profundo
Convidando escritores
Abraando os fazedores
Amigos POETAS DEL MUNDO

Em Natal haver festa
Muita confraternizao
Dos pensadores poeticos
Com seus versos de monto
Unindo todas Americas
Sheilas,Marias e Ericas
Unindo cada emoo

Mas hoje dia de poesia
A poesia grandiosa
Explica,ensina e leva
A mensagem Corajosa
De quem ama a escrita
Ou que pela rua grita
A esta prtica majestosa

Viva os loucos do mundo
O pensante e vagabundo
Que atravessam o henisfrio
Em menos de um segundo
E que traz dentro do peito
Sua forma e o seu jeito
Com sentimento profundo

Viva a glosa, a rima o mote
O terceto e o quadro
Viva os belos sonetos
Os sonetistas ento
Viva a escrita do papel
O cordelista e o cordel
Viva toda esta nao

Ser poeta ter coragem
viver acreditando
Que um novo dia surgir
E que algo est mudando
Na luta pela escrita
Onde o poeta agita
E ver tudo transformando

Sou poeta sou do mundo
Sou assim um cantador
Misturando a poesia
Com versos de rimador
Sou assim abenoado
Fazendo meu verso letrado
E nunca fui professor

Hoje dia de festa
De canto de alegria
De verso feito no brao
Na voz e na cantoria
dia de grande festejo
Daqui de longe eu vejo
Como grande a poesia

Os poetas Brasileiros
Vo Traando em um segundo
A sua forma de verso
Com sentimento profundo
Convidando escritores
Abraando os fazedores
Amigos POETAS DEL MUNDO

Em Natal haver festa
Muita confraternizao
Dos pensadores poeticos
Com seus versos de monto
Unindo todas Americas
Sheilas,Marias e Ericas
Unindo cada emoo

Mas hoje dia de poesia
A poesia grandiosa
Explica,ensina e leva
A mensagem Corajosa
De quem ama a escrita
Ou que pela rua grita
A esta prtica majestosa

Viva os loucos do mundo
O pensante e vagabundo
Que atravessam o henisfrio
Em menos de um segundo
E que traz dentro do peito
Sua forma e o seu jeito
Com sentimento profundo

Viva a glosa, a rima o mote
O terceto e o quadro
Viva os belos sonetos
Os sonetistas ento
Viva a escrita do papel
O cordelista e o cordel
Viva toda esta nao

Ser poeta ter coragem
viver acreditando
Que um novo dia surgir
E que algo est mudando
Na luta pela escrita
Onde o poeta agita
E ver tudo transformando

Sou poeta sou do mundo
Sou assim um cantador
Misturando a poesia
Com versos de rimador
Sou assim abenoado
Fazendo meu verso letrado
E nunca fui professor

'Lembranas de Mato Grosso do Sul'

Letra: Carlos Silva & Sandra Regina
Musica: Carlos Silva.


Mato Grosso do sul
um carto postal
A riqueza maior e mais bela, do pantanal
Quando ali eu estive,
Muitos amigos ganhei
E pelas benos de Deus,pra l retornarei

Tomar banho em cachoeiras
Com os guris do meu lado
E depois 'Quebrar' o calor
Num terer bem gelado

Seu moo eu choro de saudades
Da Capital morena
Dourados, Ponta por Amambai Serra da Bodoquena
Os meus passeios nas tardes, de finais de semana
Em Bonito Miranda Anastcio em Aquidauana

Quando estou no Mato Grosso
A tristeza se vai
S de olhar pr grandeza seu moo
Do lindo rio Paraguai
Fao em versos minha Homenagem
Ao Mato Grosso do sul
Cujo simbolo da liberdade
Est nas asas de um tuiui.

1]'MINHA MUDEZ'
O que as vezes me doi, o entalar da mudez.A sufocao do no[poder] dizer me agride,para no agredir.
No revido aos alaridos dos hipocritas, para no tornar-me de forma igualitria, o seu comportamento.
No pretendo herdar dos imbecis, a falao ca, pois com estes nada me serviria como aprendizado.
Reflito em cada frase despejada em meus ouvidos, e tal qual analitico do div da vida, penero aquilo que realmente merece percepo.

Tenho a necessidade de aprender, para, convicto desse aprendizado poder um dia ensinar.
Afinal, um semeador de trigo no sonhar jamais com uma farta colheita de pedras.

Faz-me sbio peito meu, jorra em mim abundantemente compreenso daquilo que no vejo, e que eu siga absorvendo o que venha enriquecer a minha existncia.
J me vejo [e assim me sinto] aprendiz de sabedor quando freio a lingua e acelero o saber calar.

Afinal, se no puder expressar o verdadeiro sentir, meditarei na orao do silncio e no estarei proximo, se bradares de forma louca, o valor do teu egocentrismo.

2]'SANGRANDO'
As vezes eu sangro.
No literalmente gotas de sangue.
Eu sangro expurgando os 'falsos Profetas' com seus verbetes vulgares e enganosos, cheios de mesquinharias e inverdades, daquilo que nunca h de se cumprir,pois a viso turva e a mente ca.
No sou santo, logo, no vivo de promessas vs como ja vivi.
Sou um ser que aprendeu valorizar a tudo que possa ser:sentido,palpvel,acariciado,tragado,digerido,aceitvele permissivel.
So Tom???
No, no me tenhas por esta otica,pois o meu viver real e foi assim que a vida me ensinou discernir o que os olhos e atos de outrem,tentaram mostrar-me. de forma tortuosa.
Tornei-me livre,
todavia, continuo sangrando.

3]'HOMEM' TOLO

DEUS, ONIPRESENTE,ONIPOTENTE ONICIENTE.
O SENHOR DEUS QUE FEZ A NATUREZA, COM RIOS E PEIXES, E NA TERRA PLANTOU RVORES.
DA RVORE, O HOMEM ENTO FEZ CADEIRAS, MESAS, PORTAS, UTEIS PARA O NOSSO VIVER, POIS ESSAS COISAS SERIAM NECESSRIAS.
PORM, POR NO CONHECER A VERDADEIRA INTENO DO NOSSO DEUS, DEIXOU 'COM OS SEUS ATOS' O CRIADOR MUITO TRISTE.
ALM DE FABRICAR UTENSILIOS COM A MADEIRA, O HOMEM TAMBM FEZ: estatuas para ajoelhar-se e adora-las.
Ai, o primeiro e o segundo mandamento j foram quebrados.
Tolo Homem, Homem muito tolo.
Que pode uma pea de madeira, esculpida pelas mos Humanas, responder ou ao menos ouvir uma simples prece?
Prostra-te sim, humilha-te aos ps do Deus que te criou e te deu vida.
Pois ao contrrio de toda habilidade que o Homem capaz de fazer, esta, com o tempo deteriora.
Mas toda obra, feita por Deus confiavel, solida e eterna, at tu se quiserdes, poders durar para sempre na eternidade junto a Quem te criou... Homem tolo.

biografia:

Carlos Silva
, Compositor,Cantador, e poeta. Escreve livretos de cordeis e divulga os seus textos poeticos em saraus,shows musicais que faz pelo Brasil.
Gravou dois cds, e j prepara o terceiro que aborda ritmos Brasileiros, mas particularmente do Nordeste Brasileiro.

http://bandasdegaragem.com.br/carlossilvacantador
Neste link esto disponibilizadas as suas musicas.

carlossilvampb@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s