s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Pedro Grilo [Cnsul - Z-C-Natal-RN]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
1.

Praa; sem estardalhaos...
O tempo abastema ruim,
Ao tirar de ti pedaos...
Tirou pedaos de mim!...]

Pedro Grilo
SPVA: RN


2.

Na convivncia nefria,
Avessa, a fazer o BEM...
Gente falsa insolidria,
a desgraa, que mais tem!...]

Pedro Grilo
SPVA: RN


3.
Na confraria troveira...
Nas almas, da m vontade
no comum nem useira,
a crist fraternidade...]

Pedro Grilo
SPVA: RN



4.
Se ao ORBE, voltar, um dia
CRISTO, santo, e compassivo,
Pela espurca hipocrisia,
Ser churrascado, vivo...]

Pedro Grilo
SPVA:RN


5.
No vim ao mundo, atenuar
nem esponjei suas falhas,
tampouco vim compactuar
c as torpezas dos canalhas...

Pedro Grilo
SPVA RN


6.
Pelos confins da nao
nas mais longucuas aldeias,
corre entre a populao,
sangue de Negro nas veias...

Pedro Grilo
SPVA RN


7.
So sorrelfas, tais criaturas,
De brios deteriorados;
As de invejosas posturas,
Do Hades, dos recalcados...]

Pedro Grilo
SPVA:RN


8.
Sem ver meu PAI, na rotina,
De convivncia vezeira...
Uma saudade, ferina,
Me acicata, a alma inteira...]

Pedro Grilo
SPVA:RN




9.
Buxe, e Yehud,, com sionismo
Com bruteza e tirania,
Com macabro terrorismo,
Impe vil democracia...

Vejam, quanta ironia!...
Pra dois homens resgatar:
No justa a barbaria,
Ter que centenas, matar...

Bl ,Sat- Buxe, e Ehud
Enviados de Satans;
Engendros, da torpitude
So assassinos da PAZ...

Quando era Palestina,
Capital Jerusalm...
A PAZ reinava divina!...
Ningum odiava ningum!..

Consolidada a invaso,
A tirania campeia...
Genocdio e opresso,
Dos Judeus na ptria alheia...

Israel cncer nefasto,
Doena nocente e ferina,
a metstase, do biasto,
Que coroe a Palestina...

O sionismo escabroso,
Invadiu a Palestina...
C apoio criminoso,
Da Amrica assassina!...

Quando a Paz era hialina,
Numa perfeita harmonia,
A criana Palestina,
Mamava na me Judia...

Da mesma forma bendita...
Era comum a rotina;
A criana Israelita.
Mamava na me Palestina...

Na Palestina usurpada,
Com bombas pelo SIONISMO;
Qualquer resistncia armada,
perverso terrorismo...

A usurpao destruiu,
Toda PAZ e todo Amor...
Hoje onde o bem existiu,
Reina, dio e o terror...

Pedro Grilo

SPVA RN...



Biografa:


'A poesia uma arte que encanta muitas pessoas. E pra quem apaixonado por essa incrvel combinao de palavras, sons e sentimentos, no existe hora e nem local para apreciar uma boa poesia. assim que pensa Pedro Grilo, poeta natalense que percorre as ruas da cidade recitando, escrevendo e buscando inspirao para suas poesias.
Conversar sobre histria, artes, poltica e filosofia tambm faz parte da sua rotina. Na verdade, qualquer assunto serve como pretexto para fazer o que ele mais gosta: novas amizades.
O Caf So Luiz, no Centro da cidade, seu local preferido para encontrar os velhos amigos, conhecer novas pessoas e ler um bom jornal. O chapelo na cabea, chama ateno de longe, e j virou marca registrada do figurino de Grilo.
Mas para Pedro Grilo, o figurino no importa. Importante mesmo sair pelas ruas, botar o papo em dia e fazer amigos '

Pedro Grilo Neto nasceu em Natal no dia 30 de setembro de 1936. Freqentou a escola at o curso primrio. Autodidata, comeou a escrever aos 15 anos. Para ganhar a vida, foi pintor de parede e de letreiros comerciais. Nas horas vagas dedicava-se poesia e s trovas. Foi idealizador do jornal alternativo, mensal, O Pitiguari, no qual apresenta suas trovas e as trovas de outros autores potiguares. Lanou em 2000 o livro Mel e Cicuta e membro efetivo da Academia de Trovas do Rio Grande do Norte, ocupando a cadeira de nmero 35, cujo patrono Ponciano Barbosa. Tambm integra a Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do Rio Grande do Norte e a Unio Brasileira de Trovadores. Participou de vrios concursos ficando com o primeiro lugar em Passo Fundo/RS, na Fetrova, em 1977, e com o primeiro lugar no concurso Santa Terezinha de Jesus - UBT - RN, em 1999, em Natal.

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s